Arquivo diários:7 de junho de 2015

‘II Festival Gastronômico Junino’ acontece de 25 a 28 de junho na Praça Pedro Velho

Chef Dona Adalva, Paçoca de Pilão_Foto Rogério Vital
Chef Dona Adalva, Paçoca de Pilão_Foto Rogério Vital
Chef Itla Selda_Foto Bruno Martins
Chef Itla Selda_Foto Bruno Martins
Degustação Show_Foto Brunno Martins
Degustação Show_Foto Brunno Martins

O caldeirão do Circuito Gastronômico e Cultural do RN vai incandescer a Praça Pedro Velho neste São João. De 25 a 28 de junho, a Praça de Petrópolis será o epicentro das tradições culinárias juninas do Nordeste e de todo o Brasil, dentro da programação do II Festival Gastronômico Junino de Natal. O evento abre oficialmente o Circuito dos Festivais e tem patrocínio da Prefeitura do Natal através do Programa Djalma Maranhão de Incentivo à cultura, Unimed, Banco do Brasil, Natal Veículos/Espacial, Majestic Hotel, Arituba Turismo, direção geral de Walde Faraj. O festival tem entrada franca.

Todas as noites, a partir das 18h até 0h da madrugada, a praça estará ocupada de restaurantes de especialidades e quiosques de comidinhas típicas, Cozinha-Show do Circuito Oficial, com chefs preparando pratos nas oficinas ao vivo e pesquisadores conversando sobre temas ligados à culinária nordestina e cultura junina brasileira. Já estão confirmadas várias ações na tenda, entre as quais a palestra “A comida e a cultura junina – história”, a oficina “Uma releitura contemporânea de um São João em Família”, oficina-show sobre “Paçoca no pilão e o arroz de leite da terra” e “Canjica nordestina”, bate-papo e oficina sobre “Tradição e o resgate do Filhós”, receita de “Drinques juninos e quentão”, ”Cozinha Funcional”, “Como fazer uma mousse de tapioca e crocante de castanha”, “Oficina de Tapiocas gourmets”, receitas para um “Boteco de São João”, “Oficina moderna de Baião de dois”, entre outros. Este ano, a produção planejou mais de um ponto para compra de pratos típicos de milho e doces locais.

Participam desta edição chefs, gastrônomos e pesquisadores Adriana Lucena, Débora Sá, Fabiana Dall Onder, Chef Tarcísio, Francisco Gasteasoro Belzarena, François Schimitt, Marina Pantoja, Fernando Gomes, Cacau Wanderley, Sanylle Faraj, Ana Lima, Rodrigo Santana, Kize Santos e Juliana Barros do Meu Barraco Bistrô, bartender Gheto Hermínio, além de estudantes de gastronomia e técnicos do Senac/Barreira Roxa e UnP – Universidade Potiguar/Laureate.

Totóia_Foto Rogério Vital
Totóia_Foto Rogério Vital

Também estão programados shows musicais todas as noites, apresentação de quadrilhas e trios de sanfoneiros, atividades culturais diversas, quadrilhas improvisadas e uma “fogueira” cenográfica e decoração com bandeirinhas e balões.

Na praça, estarão com estandes os estabelecimentos da Cozinha da Totoia, Blackitchen, Cachaçaria Ombak, Papillon, tenda dos vinhos e embutidos, Tenda dos drinques, Bar 294, A Cozinharia, Paçoca do Pilão, Aquarela Brasilis da chef Gabriela Sales, Ateliê Culinário da chef Ítala Selda, Edi do Aracajé, Grelha do Circuito, Piazza dei Fiori, Mise en Place, Doceria Sweet cake, drinques, Ana Lima Tapiocaria, Temakeria Go!, ervas Santa Rita e tenda de comida de milho, entre outros. Também será instalada a quitanda de cozinha orgânica sustentável.

“É muito gratificante ver eventos que difundem a gastronomia terem a atenção de um público tão variado como aconteceu com o Festival ano passado. Foi um resgate das festas juninas de rua”, disse a chef Sanylle Faraj, coordenadora gastronômica do evento. O diretor e idealizador dos festivais, Walde Faraj, acredita que este ano o público seja ainda maior que 2014: “Mais de dez mil pessoas passaram pela praça na edição do ano passado, que aconteceu em plena Copa do Mundo. Público variado, desde famílias com crianças, jovens e adultos até turistas brasileiros e estrangeiros que foram conferir um outro formato de festividade de rua típico da cidade. É uma festa diferenciada”.

Semana do Meio Ambiente é aberta com inauguração do ‘Museu Aberto de Esculturas’ no Parque da Cidade

Foto Joana Lima_1 Foto Joana Lima_2 Foto Joana Lima_3 Foto Joana Lima_4Assegurar a preservação do meio ambiente para as futuras gerações e também garantir a memória da cidade de Natal. Esse foi o tom do discurso do prefeito Carlos Eduardo ao abrir a Semana do Meio Ambiente, na última sexta-feira (5), no Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte. O tema escolhido para este ano, que tem programações diárias até o próximo dia 14 é: “Vida Saudável. Cidade Sustentável”.

O prefeito Carlos Eduardo enfrentou uma verdadeira “maratona” na abertura da Semana do Meio Ambiente. O chefe do executivo municipal iniciou a sequência de eventos e inaugurações logo na entrada do Parque. No local, foi montado o Museu Aberto de Esculturas. As peças escolhidas foram vencedoras de um edital promovido pela prefeitura.

Na sequência, após homenagem ao prefeito, onde todos cantaram os parabéns pelo seu natalício, emocionado, Carlos Eduardo passou a contar, como o fez em seu livro, a história de como o Parque da Cidade foi concebido. Carlos Eduardo enfatizou a importância do lugar para a preservação do Meio Ambiente na cidade, sobretudo na proteção de um dos principais aquíferos da região. O prefeito relembrou as dificuldades enfrentadas, o orgulho de ter tratado com Oscar Niemeyer o projeto arquitetônico do Parque, bem como reforçou o legado ambiental e cultural da área de preservação. “É um dia especial. Um momento que mistura muitas emoções. Além do meu aniversário, comemorar aqui, nesse espaço tão especial da minha cidade é muito importante para mim”, disse.

Como forma de assegurar que o bem público seja preservado para as futuras gerações, o prefeito anunciou o início do processo de tombamento do Parque. “Além da questão ambiental, comemoramos essa grande obra do maior arquiteto do mundo que foi Oscar Niemeyer. Uma vez Darci Ribeiro disse: ‘Daqui a mil anos todos nós seremos esquecidos. Exceto Oscar Niemeyer’. E é verdade”, exclamou Carlos Eduardo relembrando como convenceu ao arquiteto a desenhar o projeto do Parque e como, depois, triste ao vê-lo fechado por um período, foi consolado pelo próprio Niemeyer. “Ele me disse para não me preocupar, pois a obra do Parque e sua importância ambiental eram muito maiores que mesquinharia”, contou.

Carlos Eduardo ainda caminhou pelo início de uma das três novas trilhas abertas no Parque, plantou uma muda e iniciou a sessão de autógrafos do seu livro: “Para uma História do Parque da Cidade”.

São Gonçalo bate meta de vacinação da gripe com 93,7% de imunização

Foto DivulgaçãoA Secretaria de Saúde de São Gonçalo do Amarante divulgou balanço com os números mais recentes da Campanha de Vacinação Contra a Gripe Influenza realizada no município. De acordo com os dados, a cobertura de vacinação atingiu um total de 93,6% dos grupos prioritários.

Os resultados obtidos mostra que todos os índices superaram a meta da campanha de 80% preconizada pelo Ministério da Saúde. O levantamento apontou a vacinação de puérperas (94,5%), gestantes (81,37%), profissionais da área de saúde (108,67%), crianças (88,95%) e idosos (97,75%).

Esse é um trabalho de conscientização importantíssimo que precisamos fazer a cada campanha. O papel da mídia é fundamental, mas a atuação das equipes do Programa de Saúde da Família também auxilia no índice de confiabilidade e estímulo dos usuários e dos profissionais que precisam ser imunizados. Parabenizo todo o corpo técnico da Saúde de São Gonçalo que está sempre batendo as metas de vacinação, é uma ação com vários envolvidos”, enfatizou Jalmir Simões, secretário de Saúde de São Gonçalo.