Arquivo diários:21 de junho de 2015

Ministro Henrique Eduardo Alves emite Nota de Pesar pelo falecimento do deputado Agnelo Alves

NOTA DE PESAR

 

O Rio Grande do Norte perdeu um homem público exemplar. Eu perdi um amigo. A tristeza toma conta. Agnelo Alves deve servir de inspiração para todos nós. A dignidade com que lutou contra o câncer por quatro anos, a simplicidade com que viveu a vida e a seriedade com que trabalhou nas Prefeituras de Parnamirim e Natal, no Senado Federal e, mais recentemente, na Assembleia Legislativa não serão esquecidas.

Aprendi com o meu pai a admirar Agnelo. A firmeza e hombridade com que os dois souberam passar pela cassação dos direitos políticos na ditadura foi uma lição inestimável. Na Tribuna do Norte deu lições de profissionalismo em tempos extremamente difíceis. Deixo aos amigos e familiares os meus sentimentos. Me somo aos potiguares no luto e na tristeza por ter perdido uma pessoa tão querida. Fica o aprendizado e a gratidão pela oportunidade de ter convivido com Agnelo Alves. Descanse em paz.

 

Henrique Eduardo Alves

 

PDT/RN emite Nota de Pesar pelo falecimento do deputado Agnelo Alves

NOTA DE PESAR

 

O PDT do Rio Grande do Norte se junta aos que se entristeceram hoje com a partida do companheiro Agnelo Alves, um homem público que dignifica a história política do estado, hoje e sempre, um pedetista que a todos nós apenas honrou e encheu de orgulho.

Agnelo dividiu sua vida entre três amores: a família, a política e o jornalismo, tendo sido um repórter que deixa uma lacuna inestimável no jornalismo potiguar. Querido e respeitado pelo povo da sua terra, Agnelo é um exemplo para as novas gerações que querem fazer política com honra e dignidade.

Sua herança política é parte importante da história do nosso povo. E o PDT saberá cuidar e honrar a sua memória.

À família, na pessoa do prefeito e pedetista Carlos Eduardo, a solidariedade do PDT/RN.

 

Partido Democrático Trabalhista – Diretório Estadual do RN

E meu bravo amigo se foi. Adeus, Agnelo!

Agnelo AlvesEle lutou. Sempre, desde sempre e desde que me entendo por gente, sei que ele foi um lutador. Agnelo sempre lutou pela vida, por seus ideais e em defesa de suas opiniões.

Foram muitas as idas e vindas na batalha pela saúde e como bom lutador saiu-se vencedor até o derradeiro momento em que Deus o chamou para o merecido descanso.

As lembranças são muitas.

Tenho sim, grandes e boas lembranças quando ainda na minha infância íamos (papai, mamãe, eu e minhas duas irmãs) com grande frequência – e até certa regularidade eu diria – nos finais de semana à sua casa, à época residindo em Morro Branco.

Lá, o encontro carinhoso e acolhedor dos anfitriões, Agnelo Alves e Dona Celina (“minha madrinha”, como costumo carinhosamente chamá-la até hoje) são registros em minha memória que não tem preço e que não esqueço.

Foram muitos os dias ensolarados em volta da piscina, enquanto espiava, de longe, as conversas de “gente grande”, entre ele e meu pai.

Ah! Se aqueles alpendres falassem!!!

Aí eu cresci. E a amizade que era um privilégio quase exclusivo do meu pai eu tenho a alegria de dizer que também conquistei. E de toda a sua família.

Aí eu me formei Jornalista, e por ocasião da colação de grau recebi de suas mãos o Diploma de Láurea Estudantil daquela turma que se formava em 2003. Noite memorável e cheia de emoção dividida e vivida com a família e com ele, Agnelo Alves.

Me orgulho de ter construído, de forma independente, uma bela história de amizade sincera com Agnelo, Dona Celina e seus filhos. Todos muito queridos para mim e com quem compartilho a dor deste momento.

A minha amizade com Agnelo e sua família transcende e suplanta toda e qualquer motivação política. Aliás, a política sempre foi pequena demais frente a nossa amizade.

Mas Deus quis, e o meu amigo Agnelo se foi.

E a sua partida deixa uma importante lacuna na política do RN, um vazio irreparável na família Alves e uma tristeza profunda em meu coração, pois se perder um conhecido já dói, perder um amigo corrói. A alma. É uma dor que agoniza e não se explica.

Que agora, depois de tantas batalhas travadas, o meu querido e bravo amigo Agnelo Alves descanse em paz ao lado do Senhor.

Para nós, para mim, a eterna e irremediável saudade.

 

KALLYNA KELLY.

Para Tomba, a exemplo dos grandes líderes, Agnelo saiu da vida para entrar na história

O deputado estadual Tomba Farias (PSB) emite Nota de Pesar pela morte do colega parlamentar e amigo, Agnelo Alves, que faleceu na tarde desse domingo, dia 21, em São Paulo. Segue abaixo a Nota:

 

NOTA DE PESAR

 

“Nesta tarde cinzenta de domingo, com perplexidade, recebi a notícia que há semanas torcia para não receber: morre Agnelo Alves.

Jornalista, cronista, imortal da Academia Norte-riograndense de Letras, ex-prefeito e deputado estadual, Agnelo era muito mais do que tudo isso.

Era um homem que ousava sonhar e acreditar ser possível construir um estado mais justo e próspero para todos os norte-riograndenses.

Agnelo morre da mesma forma que viveu- combatendo o bom combate e perseverando na fé.

Fui prefeito da cidade de Santa Cruz no mesmo período em que ele foi prefeito de Parnamirim. Posteriormente, quis o destino me brindar com o privilégio de com ele dividir o espaço do Planário da Assembleia Legislativa.

Naquela Casa, muito aprendi com o velho mestre que, aliás, já me encantava, desde os anos 70, com as suas “Carta ao Humano”, crônicas por ele escritas entre os anos de 1974 e 1982 no jornal Tribuna do Norte.

A minha admiração e respeito por Agnelo evoluiu para uma grande amizade, consolidada a cada dia.

Provas de nossa amizade eram constantes.

Por indicação do próprio Agnelo, na semana passada, gravei uma participação em um documentário que está sendo feito sobre ele, a partir de depoimentos de pessoas que lhes são mais próximas.

Esta indicação do meu nome foi, talvez, o seu último gesto para enfatizar a nossa amizade.

A exemplo dos grandes líderes, Agnelo chegou com serenidade ao fim de sua jornada e saiu da vida para entrar na história. Aos seus familiares, externo o meu mais profundo pesar”.

Governo do Estado do RN emite Nota de Pesar pelo falecimento do deputado Agnelo Alves

NOTA DE PESAR

 

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte vem, com pesar, anunciar o decreto de luto oficial de três dias pelo falecimento do deputado estadual Agnelo Alves, ocorrido na tarde deste domingo, no hospital Sírio Libanês, em São Paulo, onde estava internado para tratamento médico.

Agnelo foi prefeito de Natal na década de 1960; duas vezes prefeito de Parnamirim, em 2000 e 2004; suplente de Senador, tendo assumido o mandato em 1999; e atualmente exercia o segundo mandato como deputado estadual.

Neste momento de profunda dor, o governo manifesta votos de pesar à esposa Celina Alves, aos filhos Carlos Eduardo Alves (prefeito de Natal), Agnelo Alves Filho e José Luiz Alves,  bem como aos netos e demais familiares.

A morte de Agnelo Alves representa uma enorme perda para os ambientes político e jornalístico do Rio Grande do Norte.

 

Governador Robinson Faria

Naur Ferreira emite Nota de Pesar pelo falecimento do deputado Agnelo Alves

NOTA DE PESAR

 

É com pesar que recebi a notícia do falecimento do amigo e ex-prefeito Agnelo Alves. Nós, parnamirinenses, estamos de luto.

Perdi um amigo e um mentor. Como companheiro de trabalho, aprendi muito com Agnelo que sempre me incentivou e me guiou nessas duas últimas décadas de jornada no serviço público.

Parnamirim não esquecerá a sua garra e sua vontade de vê-la sempre crescer.

 

NAUR FERREIRA

Prefeito Maurício Marques decreta luto oficial de três dias pelo falecimento do deputado e ex-prefeito Agnelo Alves

A Prefeitura Municipal de Parnamirim informa, com pesar, o falecimento do ex-prefeito de Parnamirim, o deputado Agnelo Alves. Agnelo faleceu no hospital Sírio Libanês, em São Paulo, onde estava internado há uma semana para tratamento médico. O prefeito Maurício Marques decreta luto oficial no município por três dias, suspendendo todos os eventos de responsabilidade da prefeitura.

“O Rio Grande do Norte perde parte de sua história política e Parnamirim o maior prefeito que o município já teve. Eu perco um dos melhores amigos que construí em toda a minha vida”, afirma o prefeito Maurício Marques.

 

Câmara Municipal de Parnamirim emite Nota de Pesar pelo falecimento do deputado Agnelo Alves

NOTA DE PESAR

 

O presidente da Câmara Municipal de Parnamirim (CMP), vereador Ricardo Gurgel (PSB), em nome do Poder Legislativo Municipal, vem a público manifestar o mais profundo pesar pelo falecimento do deputado estadual e ex-prefeito de Parnamirim, Agnelo Alves.

Ao mesmo tempo, presta condolências a familiares e amigos enlutados pela irreparável perda ocorrida neste domingo, dia 21 de junho.

 

Ricardo Hiraruy Alencar Gurgel

Presidente da CMP

Prefeitura do Natal emite Nota de Pesar pelo falecimento do deputado Agnelo Alves

NOTA DE PESAR

 

É com pesar que a Prefeitura do Natal recebeu a notícia do falecimento hoje (21/06) em São Paulo do deputado Agnelo Alves. O prefeito Carlos Eduardo decretou luto oficial de três dias no município. Agnelo foi prefeito de Natal entre os anos de 1966 e 1969 quando foi cassado pela ditadura militar. Foi duas vezes prefeito de Parnamim e senador da República. Dedicou sua vida ao jornalismo e militou na política. A família do deputado irá comunicar assim que possível o local e o horário das exéquias de despedida.