Arquivo diários:15 de julho de 2015

Ala destinada às comissões permanentes da Assembleia Legislativa do RN será denominada de “Deputado Agnelo Alves”

Os deputados aprovaram ontem (14), em sessão na Assembleia Legislativa do RN, Projeto de Resolução do deputado Ricardo Motta (PROS) que denomina a ala destinada às reuniões das Comissões Permanentes como “Deputado Agnelo Alves”.

A propositura foi aprovada por unanimidade.

Natal tem alta gastronomia francesa com preço especial na hora do almoço

Em meio aos compromissos da semana, o natalense tem a opção de almoçar em um pedacinho de Paris e provar a alta gastronomia francesa por um precinho especial. Essa é a proposta do almoço executivo oferecido pelo L’Entrecôte de Paris de segunda a quinta (exceto feriados), entre 11h30 e 15h30, com direito a entrada, prato principal e sobremesa por R$ 48,60.

ExecutivoA experiência gastronômica começa com uma inesquecível salada de folhas verdes regadas a molho de yogurte, seguida do suculento filé noix d’entrecôte: corte francês da parte nobre do contrafilé, encoberto pelo seu famoso molho secreto e acompanhado de fritas à vontade. Para o grand finale, o cliente pode escolher entre o crème caramel e o cheese cake com calda de frutas vermelhas.

O L’Entrecôte de Paris ainda possui entradas, queijos e outras sobremesas francesas igualmente surpreendentes, que andam conquistando os paladares mais exigentes desde a sua inauguração em 15 de maio, no segundo piso do Natal Shopping. A franquia trouxe à capital potiguar o seu único prato principal, o noix d’entrecôte, que também faz sucesso nas demais 11 cidades onde está presente e até em Miami (EUA).

Além de provar as várias delícias e o molho secreto, que leva 21 ingredientes e 36 horas de preparação, o cliente é transportado para a França dos anos 50 graças ao ambiente acolhedor e personalizado. “Quem conhece fica com vontade de voltar sempre, pois aqui é possível matar as saudades da gastronomia parisiense sem atravessar o oceano”, aponta o empresário e franqueado Danilo Affonso. O L’Entrecôte de Paris aceita reservas pelo telefone 3027-1136.

Prefeitura de Parnamirim e UNI RN assinam termo de cooperação institucional

A Prefeitura de Parnamirim e o Centro Universitário do Rio Grande do Norte (UNI-RN) assinaram nesta terça-feira (14), o Termo de Cooperação Institucional, que consiste no desenvolvimento das relações de intercâmbio, com a realização de estágios de alunos dos cursos da área de saúde nas unidades municipais e outras atividades de extensão de interesse mútuo. O acordo oferecerá oportunidade de aprendizado aos estudantes e uma consequente melhoria na qualidade do atendimento à população.

Foto AscomO prefeito Maurício Marques e o secretário adjunto de Saúde, Antônio Brito, assinaram o documento juntamente com os representantes da UNI-RN. “Essa parceria é fundamental para que nós melhoremos a qualidade dos nossos serviços e de ensino para os profissionais da saúde“, afirma o prefeito.

Segundo o reitor da UNI-RN, Daladier Pessoa Cunha, Parnamirim despertou o interesse pela boa estrutura existente na rede de saúde. “Esse termo visa uma permuta de atividades para os nossos alunos, que usufruirão de excelentes instalações das unidades básicas para o desenvolvimento no processo ensino-aprendizagem“, frisa.

O termo prevê a disponibilização da estrutura da rede municipal de saúde aos alunos dos cursos de Psicologia, Enfermagem, Fisioterapia, Nutrição e Serviço Social da UNI-RN, para o desenvolvimento de trabalhos voltado ao aprendizado e ao aprimoramento atendendo a novas necessidades do Município e da instituição de ensino.

O acordo ainda permite, que a UNI-RN conceda descontos sobre as mensalidades escolares (Complexo Educacional Henrique Castriciano e Escola Doméstica de Natal) de seus Cursos de Graduação e de Pós-Graduação aos funcionários e estagiários da Prefeitura de Parnamirim

MÃE LUIZA – Defesa Civil desinterdita 45 imóveis na Rua Guanabara; próximas liberações deverão acontecer na Rua Atalaia

A Secretaria Municipal de Segurança Pública e Defesa Social (Semdes) por meio da Defesa Civil de Natal iniciou nesta terça-feira (14), o processo de desinterdição das residências afetadas pelo desmoronamento de uma encosta no bairro de Mãe Luiza. A medida se deu após os técnicos confirmarem a conclusão das obras de drenagem e a estabilidade do terreno onde estão edificadas as casas.

Foto Defesa CivilNeste primeiro dia de ação as equipes da Defesa Civil Municipal desinterditaram 45 imóveis situados na Rua Guanabara. Todas as edificações passaram por uma inspeção onde foram avaliadas suas estruturas interna e externa, para somente após receberem a certificação dos agentes da Defesa Civil. O processo de avaliação e desinterdição das residências vai ser sequenciado nesta quarta-feira (15), onde devem ser inspecionados os imóveis edificados na Rua Atalaia.

O secretário adjunto de Defesa Civil de Natal, Pedro Celestino Junior, informou que todos os imóveis estão sendo criteriosamente analisados por uma equipe de dez agentes que estão visitando cada edificação no sentido de efetuar a liberação de uso. “A Defesa Civil vai continuar amanhã o processo de avaliação e para isso nós solicitamos que os proprietários estejam no local e abram os imóveis para que sejam realizados os procedimentos de vistorias das construções”, solicitou.

De acordo com o secretário da Semdes, Osório Jácome, o processo de desinterdição de imóveis foi iniciado devido o adiantamento das obras da encosta de Mãe Luiza afetada pelas fortes chuvas que caíram em Natal ainda no ano passado.

A obra realizada pela Prefeitura no morro de Mãe Luiza se encontra orçada em R$ 7,5 milhões e tem previsão de ser concluída no final do mês de agosto deste ano. O trabalho de infraestrutura compreende a macro e microdrenagem da área afetada, construção de rampa, escadaria, base comunitária, paisagismo e entre outras intervenções.

Natal Shopping abre temporada de liquidações durante o mês de julho

O segundo semestre começou movimentado no Natal Shopping, com a chegada da temporada de liquidações que chama a atenção do consumidor, em mais de 70 lojas do mall. Para renovar os estoques depois das festas juninas e manter as vendas em alta, as lojas aproveitam a mudança das coleções e oferecem oportunidades únicas.

Assim, é possível encontrar em liquidação roupas, calçados, brinquedos, óculos e joias, entre muitos outros itens que integram o mix de operações do empreendimento. Os descontos chegam a até 70%, por exemplo, na Animale, Bob Store, Cantão, Swarovski e John John; já a Richard´s liquida suas peças em até 60%.

Os valores caem pela metade em várias lojas, entre elas Água de Coco, Arezzo, Brooksfield Donna, Lacoste, Carmen Steffens, Gregory, Luigi Bertolli, Fórum e Ri Happy. As ofertas não param por aí, com descontos de até 40% na Sunglass Hut, A Graciosa, e Track&Field e de até 20% na Emme. A liquidação antecipada, realizada, em geral, na troca de coleção, no final de julho, deve representar um incremento para economia local, além de movimentar o shopping durante todo o mês.

Ong Baobá e Comitê Natal de Direitos realizam na sexta-feira (17) Blitz educativa pelo ‘Dia Mundial de Proteção das Florestas’

Dia Mundial de Proteção das FlorestasA ONG Baobá e o Comitê Natal de Direitos convidam a população para a Blitz de Educação Ambiental em celebração ao Dia Mundial de Proteção das Florestas, que acontece nesta sexta-feira, dia 17, defronte ao Midway Mall, das 8h às 10h.

Esta ação de Educação Ambiental visa sensibilizar a sociedade sobre os importantes serviços ambientais que as florestas produzem. Serão distribuídos panfletos educativos e adesivação em veículos sobre as florestas dos manguezais do RN, principalmente com referência ao Parque dos Mangues do Potengi e também sobre uma importante área remanescente de mata atlântica que é a criação do Parque Estadual da Floresta do Pitimbu.

Fazem parte também desta ação o IBAMA, o IFRN-Campus Central, a ASPON, a Escola Estadual Nestor Lima, os fotógrafos Canindé Soares e Fernando Chiriboga, o Instituto Reação Periférica, a ACRIN, a ANEA, a AMOCISA, o Santuário Ecológico da Pipa, a Cápsula Criativa, o SOS Mangue e a Colônia de Pescadores Artesanais de Macaíba.

Outro objetivo importante é alertar sobre os impactos das mudanças climáticas, provocado pelo aumento de concentração dos gases do efeito estufa, principalmente advindas das emissões de CO2.

A comunidade cientifica mundial alerta para a necessidade de reduzir essas emissões de dióxido de carbono e assegurar a cobertura de floresta no planeta com a intensificação do reflorestamento das áreas desflorestadas. Constituindo-se numa das metas do programa do enfrentamento da crise ambiental.

 

Doação de Livro

Dentro da programação, o fotografo Fernando Chiriboga estará ministrando uma palestra para os alunos da Escola Estadual Nestor Lima, localizada na Av. São José, no bairro de Lagoa Nova, sobre a importância de preservar as áreas dos mangues no litoral potiguar e logo após entregará cinco exemplares do seu livro “Mangues Potiguares – Vida e Marés”, de sua autoria, que acontecerá das 10h30 às 11h30.

A primeira oportunidade é mais do que um primeiro emprego

Por Marcelo Nóbrega, Diretor de Recursos Humanos do McDonald’s e autor do livro “Você está contratado”, da editora Évora.

 

Marcelo NóbregaPara quem quer começar uma carreira ou simplesmente entrar no mercado de trabalho, é preciso, antes de tudo, identificar por onde começar. Afinal, nem todas as empresas oferecem vagas para quem não tem qualquer tipo de experiência. Isso vai depender do tipo de negócio, e, principalmente, do interesse da empresa em investir em capacitação.

Em pesquisa realizada pelo grupo Santo Caos com jovens que buscam o primeiro emprego, constatou-se que 29% dos entrevistados almejam a independência financeira e 22% querem ganhar alguma experiência de trabalho. Mas, apenas 7% realmente refletem sobre planos futuros, crescimento profissional e objetivos de aprendizado e carreira. Aí reside um ponto importante. Muito mais do que pensar apenas na entrada para o mercado de trabalho, é preciso escolher por onde se começa. É possível, reunir um bom lugar e um bom primeiro passo. Há empresas que estão justamente dispostas a investir no primeiro emprego e formar novos profissionais para o mercado de trabalho.

Trata-se de uma decisão importante. Mesmo sabendo que a opção de muitos pode ser de curto prazo, empresas de primeira linha investem milhões de reais em capacitação. Para se ter uma ideia, uma empresa como o McDonald’s chega a incorporar três mil jovens com carteiras de trabalho novinhas todos os meses. Estamos falando aqui de investimento no futuro de muita gente.

Vale todo o esforço? Sem dúvida. Afinal, 40% dos ocupantes de cargos de alta gestão da empresa tiveram aqui o seu primeiro (e único!) emprego. Leva-se tempo para formar mas o treinamento é contínuo. É motivo de orgulho conviver com vice-presidentes e diretores que começaram na empresa com menos de 18 anos, sem experiência alguma, e que hoje lideram centenas de pessoas e fazem nossa companhia crescer e nossa marca brilhar. Ou, de ouvir histórias de empresários e grandes executivos de outras empresas, que deram início a suas trajetórias de sucesso em nossos restaurantes. São pessoas muito gratas porque a companhia lhes deu a primeira oportunidade de emprego e treinamentos que são úteis até hoje para uma grande carreira.

E, acima de tudo, essa atitude da empresa contribui para o fortalecimento do mercado de trabalho. Ao apostar em jovens que estão dando os primeiros passos profissionais, as empresas que investem no primeiro emprego estão contribuindo para um mercado produtivo, qualificado e maduro.

Todos ganham. As empresas, o setor, o governo, a sociedade. E, principalmente, quem está começando.

 

Ex-prefeito de Guamaré, Dedé Câmara é condenado a um ano e um mês de detenção

O Ministério Público Federal (MPF) em Assu obteve uma sentença favorável condenando o ex-prefeito de Guamaré, José da Silva Câmara, conhecido como Dedé Câmara, por não prestar contas de convênios firmados junto ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), que incluíam recursos voltados às escolas do Município. O réu ainda pode recorrer da decisão.

Os convênios representaram repasses de aproximadamente R$ 315 mil relativos aos programas de Educação de Jovens e Adultos (Peja), Alimentação Escolar (Pnae) e Transporte Escolar (Pnate). Os prazos para a entrega das prestações de contas expiraram em 2007 e documentos comprovam que, pelo menos, até 2013 a documentação não havia sido enviada ao Governo Federal.

O Ministério Público ressalta que a não prestação de contas deve ser encarada como conduta de extrema gravidade, pois pode ocultar práticas mais graves, como mal uso dos recursos públicos, além de dificultar a fiscalização.

José da Silva Câmara foi condenado a um ano e um mês de detenção, em regime inicialmente aberto. A pena foi substituída por duas penas restritivas de direito, que ainda serão definidas. O magistrado determinou ainda a suspensão dos direitos políticos do acusado enquanto durarem os efeitos da condenação. O MPF já recorreu para ampliar a pena.

(Com informações do MPF/PRRN)

Ministro Henrique Alves reforça pleitos contra a seca em Brasília: ”A economia rural está quebrada e produtores não conseguem manter os rebanhos alimentados”

Foto Ascom Min. Agricultura
Foto Ascom Min. Agricultura

O ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves, se uniu aos deputados e senadores do Rio Grande do Norte para reforçar, na esplanada dos ministérios, em Brasília, os pleitos contra a estiagem no sertão potiguar. Em reunião com a ministra da Agricultura, Kátia Abreu, nesta terça-feira (14), ele apelou para que a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) volte a distribuir milho para ração animal com preços subsidiados.

O governo, a exemplo de períodos anteriores da atual estiagem que se prolonga pelo quarto ano consecutivo, deverá rebater o preço da saca do milho entre 30% e 40 % do valor de mercado. O milho já foi licitado no estado do Mato Grosso, mas ainda não chegou aos armazéns da Conab no Rio Grande do Norte. “A economia rural está quebrada e os produtores não conseguem sequer manter os rebanhos alimentados”, alertou Alves.

O ministro também pediu a colega Kátia Abreu para intermediar uma reunião com a equipe econômica do governo federal, principalmente do Ministério da Fazenda, para que as dívidas dos produtores rurais com os bancos oficiais sejam renegociadas. “Eles querem arcar com os compromissos, mas não podem pagar o que devem, nas condições atuais, diante dos prejuízos que se acumulam há quatro anos seguidos”, afirmou.

Além dos 11 parlamentares da bancada federal do Rio Grande do Norte e do ministro Henrique Alves, o presidente da Federação da Agricultura do RN (Faern), José Vieira, também participou da reunião. A bancada do Nordeste, como um todo, deverá se unir aos parlamentares do Rio Grande do Norte para reivindicar à equipe econômica do governo uma solução negociada para a região.

Em Nota, Fundação José Augusto diz que ainda não foi notificada sobre a interdição do TAM

NOTA

 

A Fundação José Augusto ainda não foi notificada sobre a decisão proferida pelo Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte que determina a interdição do Teatro Alberto Maranhão. Entretanto, já está tomando as devidas providências. Em reunião na tarde desta terça-feira (14) com Gabinete Civil, Secretaria de Infraestrutura, Corpo de Bombeiros e Procuradoria Geral do Estado, discutiu as medidas cabíveis. Entre elas, o encaminhamento, ao Corpo de Bombeiros, do projeto de reforma solicitado.