Blog editado a partir de Natal/RN - Brasil.

Publicidade
Instagram
Twitter
Publicidade
Buscar
Calendário
junho 2017
S T Q Q S S D
« maio   jul »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  
Publicidade
Publicidade

Archive for junho 17th, 2017

Zona Norte de Natal recebe novo plano de abastecimento

Em coletiva de imprensa realizada na manhã dessa sexta-feira (16), a Companhia de Água e Esgoto do Rio Grande do Norte (Caern), a Agência Reguladora de Serviços de Saneamento Básico do Município do Natal (Arsban) e o Instituto de Gestão das Águas do Estado do Rio Grande do Norte (Igarn) anunciaram mudanças na situação do rodízio de abastecimento da Zona Norte do município. A partir de agora, o abastecimento da região passa a ser do ciclo de 24 por 24 horas.

Segundo o superintendente de Operação e Manutenção da companhia, Lamarcos Teixeira, este ciclo significa que o abastecimento da região terá intervalos de 24 horas. Antes disso, o ciclo era de 24 por 48 horas, ou seja, dois dias de intervalos a cada abastecimento. O racionamento tem caráter preventivo e se faz necessário em virtude do rebaixamento no volume de água da lagoa de Extremoz. Com as chuvas dos últimos dois meses, a situação do reservatório melhorou o que levou os órgãos a se reunirem na última terça-feira (13) e aprovarem o novo plano de abastecimento da região.

Para a diretora-presidente da Arsban, Aparecida França, esse é mais um passo para o abastecimento completo nos bairros afetados e a garantia de ter água em casa todos os dias, que é o objetivo do poder público. A diretora ressalta a importância que teve a conscientização da população, que economizou durante os dias de abastecimento, resultando na melhoria dos índices pluviométricos do reservatório. “O papel da sociedade nessa crise que estamos passando foi muito importante, mas precisamos também esclarecer para a população que é de fundamental importância armazenar de forma adequada a água para que a mesma não se torne um transmissor de doenças”, afirma França.

Como reguladora e fiscalizadora, a Arsban teve um papel muito importante em atividades educativas na Zona Norte. A EcoBlitz é uma ação que tem este objetivo, levar informação sobre a importância do saneamento básico, o papel da agência e o direito a denúncia. A agência possui o serviço de ouvidoria, que recebe denúncias referentes a falhas nos serviços de abastecimento e esgotamento no município. Ouvidoria: 0800-281-5613.

Servidores da educação de Parnamirim participam do Curso de Desenvolvimento Pessoal

Os servidores da Secretaria Municipal de Educação (SEMEC) de Parnamirim participaram na tarde desta sexta-feira (16), no auditório do Centro Administrativo, do 2º encontro do Curso de Desenvolvimento Pessoal e Autoconhecimento. O objetivo é contribuir com a melhoria na qualidade dos relacionamentos no ambiente de trabalho e na sociedade em geral.

A secretária da SEMEC, Francisca Henrique, conduziu o evento com uma palestra baseada no curso “Dose diária de transformação“, do Instituto Eneagrama Shalom, que tem sede na cidade de Fortaleza, do qual ela é a representante no Rio Grande do Norte: “A proposta é para o crescimento integral da pessoa, cuidando de suas emoções através do autoconhecimento” – explicou a secretária.

O treinamento ainda terá outros encontros, até esgotar o estudo das nove personalidades. O público-alvo participa de dinâmicas, responde a questionários e interage com a palestrante em diversos momentos, tudo em nome do autoconhecimento, autoaceitação, crescimento e exercício da tolerância para com o próximo.

ARMADILHA – Óleo de coco não é saudável, afirma entidade norte-americana

American Heart Association diz que a gordura é tão maléfica quanto a das carnes e da manteiga

 

Deu em ZERO HORA (ZH Vida)

De aliado da alimentação a vilão da saúde: o óleo de coco viu seu reinado desmoronar nos últimos meses. Depois de ter suas infinitas propriedades terapêuticas questionadas por entidades médicas brasileiras, chegou a vez da American Heart Association se pronunciar sobre a gordura vegetal.

Em um artigo publicado nesta semana, a presidência da associação alerta sobre os riscos que o produto traz à saúde. No texto, há referências a experimentos controlados que mostraram que tanto a manteiga como o óleo de coco aumentaram o colesterol ruim (LDL) na comparação com o óleo de cártamo — a manteiga mais, é preciso esclarecer.

Outro estudo também comparou o óleo de coco com azeite de oliva. Mais uma vez, a gordura da fruta aumentou o mau colesterol. A explicação está no perfil dos ácidos graxos do óleo de coco, composto em 82% de gordura saturada, relacionada diretamente às doenças cardiovasculares. Gordura bovina, por exemplo, tem 50% desse tipo de gordura, enquanto o azeite de oliva tem 14%.

Segundo a publicação, o marketing em torno do produto e até mesmo a imprensa têm uma parcela de culpa na disseminação de sua boa fama. Reflexo disso é uma pesquisa recente que mostrou que 72% dos americanos apontaram o óleo de coco como uma opção saudável.

No Brasil, tanto a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM) quanto a Associação Brasileira de Nutrologia (Abran) já se manifestaram sobre o produto. Ambas tratam com ressalvas o uso dessa gordura.

— Não há nenhuma evidência científica que comprove que ele faça bem para a saúde de forma geral — disse a ZH, em abril, a vice-presidente do Departamento de Obesidade da SBEM, Rosana Radominski.

Para substituir o óleo de coco, especialistas indicam o óleo de girassol para frituras e o azeite de oliva para outras preparações.

Prefeitura do Natal inicia campanha contra o uso de cerol em pipa

A Prefeitura do Natal iniciou uma campanha educativa contra o uso de cerol em pipa com o lema “Cerol na pipa mata, é a vida por um fio”. A campanha acontecerá nas escolas, meios de comunicação, igrejas e associações de bairros com a distribuição de material educativo e ações presenciais de orientação.

O objetivo da campanha é conscientizar a população para a não utilização de “cerol” (mistura de caco de vidro e cola) aplicado em linhas de pipas para precaver acidentes. “A campanha tem o caráter de educar, principalmente as crianças e adolescentes que costumam empinar pipas para não usarem material cortante que pode causar lesões graves e até a morte”, afirma o secretário de Comunicação da Prefeitura do Natal, jornalista Heverton de Freitas.

Todo material impresso que será distribuído na rede municipal de educação e nas entidades e associações de bairro alerta para o risco que o uso de material significa para as outras pessoas, mas também que o uso do cerol é crime e, portanto, quem utiliza esse tipo de material pode sofrer as conseqüências previstas na legislação.

As linhas com cerol são usadas para “cortar” outras pipas, mas são perigosas porque o material cortante pode ferir quem está passando na rua e causam muitos acidentes, principalmente entre motociclistas. De acordo com o motociclista Carlos Ednaldo, o uso de cerol em pipa causa preocupação a quem passa a maior parte do dia sobre uma motocicleta. “Ficamos com medo de perder a vida por uma brincadeira”.

O presidente do Moto Grupo Guardiões da Amizade, Charles Sávio, recebeu a notícia do início da campanha educativa com satisfação. “A campanha é muito bem vista pelos motociclistas do nosso grupo. É desse tipo de iniciativa que precisamos para conscientizar a população e evitar acidentes fatais”, comemorou o presidente.

Recentemente em Natal, um motociclista de 47 anos morreu ao ter a garganta cortada por uma linha de pipa com cerol quando trafegava pela avenida Tocantínea, na Zona Norte, e atravessou o local por volta das oito horas da noite quando foi surpreendido pela linha. O motociclista foi levado a UPA de Pajuçara, mas não resistiu ao ferimento e morreu deixando três filhos.

Conselho Municipal de Educação de Parnamirim toma posse dia 20

A Prefeitura de Parnamirim, através da Secretaria de Educação, vai promover no próximo dia 20, às 9h, no auditório do Centro Administrativo, a posse do Conselho Municipal de Educação (CME).

O CME, criado pela Lei 1.192 de 2003 e consolidado pela Lei 1.294/2006, é o órgão normativo do sistema municipal de ensino. Tem função fiscalizadora, normativa, deliberativa e consultiva. Os 16 conselheiros eleitos para o biênio 2017/2018 cumprirão exercício de 11 meses.