Arquivo diários:22 de abril de 2019

“Cultura Maker”: CEI Mirassol e Zona Sul implantam metodologia de ensino pioneira em Natal que desenvolve criatividade dos alunos

Reconhecidas entre as melhores escolas da rede de ensino privado do Rio Grande do Norte, as escolas CEI Mirassol e CEI Zona Sul, implantaram, neste ano, uma nova metodologia de ensino. Trata-se da Cultura Maker, um projeto trazido pelo grupo Eleva Educação e que tem como proposta o aprendizado a partir da perspectiva prática, aplicando estratégias como o “faça você mesmo” e coloquem a “mão na massa”.

São aulas colaborativas e que envolvem a participação direta do estudante, estimulando a sua capacidade criativa e organizacional, como explica a coordenadora pedagógica, Fabíola Moraes:

“Nosso objetivo nas aulas do Maker é que o aluno desenvolva criatividade, senso crítico e trabalho em equipe. Propomos experimentações aos alunos e, desse modo, exploramos a criatividade, raciocínio e planejamento”, disse a coordenadora.

Ministradas pelos professores regulares aos alunos do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental, as aulas do Maker trazem a ideia do “aprender fazendo“. Nelas, o estudante trabalha em equipe e em atividades manuais onde são permitidos erros e tentativas até que o aluno possa acertar.

Sobre o Movimento Maker

A Cultura ou Movimento Maker surgiu a partir da ideia do “DIY (Do It Yourself em inglês)” ou “Faça Você Mesmo”. Sua base está na ideia de que pessoas comuns podem construir, consertar, modificar e fabricar os mais diversos tipos de objetos e projetos com suas próprias mãos, explorando sua criatividade.

“Brasil – Descobrimento e Posse”: historiador Marcus César Cavalcanti lança nesta quinta-feira, 25, livro que contesta tese de que o Brasil foi descoberto no RN


Historiador e publicitário, Marcus César Cavalcanti

O historiador e publicitário Marcus César Cavalcanti lança na próxima quinta-feira, dia 25, o livro “Brasil – Descobrimento e Posse“, cuja noite de autógrafos acontecerá no Iate Clube de Natal, a partir das 20 horas. O teor do livro assinado pelo historiador potiguar vai de encontro a tese de alguns historiadores de que o Brasil foi descoberto na praia de Touros, o Rio Grande do Norte e não em Porto Seguro, na Bahia, como diz a história oficial sobre o descobrimento.

“O livro “Brasil – Descobrimento e Posse” trata-se de uma narrativa que desmonta a hipótese do Descobrimento do Brasil em terras potiguares. Sem pretender apossar-se da verdade absoluta, o estudo se alicerça na consolidada historiografia brasileira reconhecida pela intelectualidade brasileira e do mundo afora” diz Marcus Cavalcanti.

Segundo o autor, que também é diretor da revista Foco Nordeste, o livro tem a intenção de contribuir para o esclarecimento das interpretações equivocadas sobre o assunto, utilizando argumentos que detalham toda uma cronologia de fatos que culminam na reafirmação do Nascimento Jurídico do Brasil em terras potiguares, com o registro da Posse da terra brasileira no ano de 1501, mas, não do descobrimento em 1500. “Tratam-se de fatos completamente diferentes um do outro”, explica.

O fato é que as diversas suposições que servem de sustentação para a hipótese do descobrimento do Brasil ter ocorrido no RN, são categoricamente contestadas pelo autor, com argumentos que, segundo ele, são incontestáveis.