Arquivo diários:23 de abril de 2019

Deputado Cel. Azevedo: “Cem dias lastimáveis. Fátima quer tomar de Robinson o troféu de pior governador da história do RN”

O deputado estadual Coronel Azevedo (PSL) criticou nesta segunda-feira (22) o governo Fátima Bezerra (PT), que completou 100 dias neste mês de abril: “são 100 dias lastimáveis”, avaliou o parlamentar. Ele traçou um paralelo entre o governo Bolsonaro e o governo da petista no Rio Grande do Norte, afirmando que o presidente conseguiu cumprir as promessas iniciais de governo, enquanto Fátima não logrou êxito nesse quesito.

São 100 dias lastimáveis. Enquanto Bolsonaro iniciou uma medição das promessas de campanha, que avaliou Temer, Dilma e agora ele, enquanto Bolsonaro é o que mais cumpriu as promessas de campanha nesses primeiros 100 dias, não podemos dizer o mesmo em relação a Fátima, decepção total” ,
(Coronel Azevedo, em entrevista ao Hora Extra da Notícia (91.9 FM) nesta segunda (22)

O parlamentar do PSL afirmou ainda que o ex-governador Robinson Faria (PSD) é considerado o pior governador da história nos últimos 30 anos, mas que Fátima Bezerra está de olho no posto de seu antecessor.

Parece que Fátima, pelo andar da carruagem vai tomar o troféu de pior governador da história do Rio Grande do Norte”, ironizou o deputado.


Em referência aos governos dos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff (PT), o deputado também foi duro nas palavras: “acabamos o período da bandidolatria que vivenciamos”, disse, acrescentando que Jair Bolsonaro inaugura uma “nova etapa no Brasil”.

Apesar das críticas, o parlamentar do PSL não quis dar uma nota ao governo Fátima, mas disse apenas orar a Deus por dias melhores para o Rio Grande do Norte.

Nova atualização do WhatsApp para Android pode bloquear capturas de tela

WhatsApp: usuários de Android poderão desbloquear o aplicativo com impressão digital (NurPhoto/Getty Images)

WhatsApp: nova atualização apresenta desbloqueio por impressão digital e bloqueio de captura de tela

Você se preocupa com capturas de telas das suas conversas no WhatsApp? Apesar de ter criptografia ponta a ponta na comunicação entre você e o seu destinatário, o que promete evitar a interceptação de conversas por terceiros, o aplicativo ainda está vulnerável a um simples registro de imagem da tela que qualquer smartphone, seja Android ou iPhone, pode fazer em apenas um segundo.

Segundo o site WABetaInfo, que analisa versões preliminares do WhatsApp antes do lançamento, uma futura atualização do aplicativo de mensagens para Android pode impossibilitar que os usuários registrem imagens das conversas, em razão da política de privacidade que o próprio WhatsApp prega.

A nova função, se lançada para todos, atuará em conjunto com a verificação por impressão digital: se o indivíduo permitir a autenticação por esse método, aparecerá uma mensagem na tela onde se lê: “Quando ativada, impressão digital é necessária para abrir o WhatsApp e capturas de tela de conversas são bloqueadas.” Porém, ainda será permitido realizar ligações e responder a mensagens mesmo quando o aplicativo estiver bloqueado.

Nas redes sociais, a reação dos usuários é mais negativa do que positiva: “Você autenticou a segurança por impressão digital, o que significa que a sua conversa está segura. […] é o seu próprio WhatsApp, você deveria ser capaz de fazer o que quiser”, disse um usuário em seu Twitter.

A nova função ainda está no estágio alfa de desenvolvimento, etapa que antecede testes públicos, mas pode estar presente nos aplicativos de usuários de smartphones Android em uma atualização. Usuários de iPhone já são capazes de desbloquear o aplicativo por identificação facial ou impressão digital, mas ainda não podem bloquear capturas de tela.

(Revista Exame/Tecnologia)

#AsVacinasFuncionam – Campanha do Unicef foca em usuários de redes sociais

#AsVacinasFuncionam é o lema da campanha do Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, para a Semana Mundial da Imunização, que acontece entre 24 e 30 de abril. A meta é sensibilizar sobre a importância e a segurança da vacinação.

De acordo com a agência, um dos grandes focos serão as redes sociais “para unir os defensores digitais da imunização.”

A agência fez uma parceria para potenciar o alcance da mensagem com a Fundação Bill & Melinda Gates, a Organização Mundial de Saúde, OMS, e a Aliança Global para Vacinas e Imunização, Gavi.

A Fundação Bill & Melinda Gates deve contribuir com US$ 1 para a agência por cada post ou partilha de post nas redes sociais usando a hashtag #AsVacinasFuncionam durante o mês de abril, até US$ 1 milhão, para garantir que todas as crianças recebem as vacinas necessárias.


Unicef/Aidroos Alaidroos
Criança em Sana, na Síria, recebe vacina contra o sarampo e rubéola

***

Custos

O Unicef destaca que as vacinas salvam até 3 milhões de vidas por ano, protegendo as crianças de doenças potencialmente letais e altamente infecciosas, como o sarampo, a pneumonia, a cólera e a difteria.

Em todo o mundo, as vacinas permitiram que menos 80% de pessoas morressem de sarampo entre 2000 e 2017 e a pólio está prestes a ser erradicada, com apenas 33 casos detectados no Paquistão e Afeganistão.

Em relação ao benefício económico, a agência destaca que por cada US$ 1 gasto na imunização infantil, há um retorno de cerca de US$ 44.

***

Salvar vidas

Apesar dos reconhecidos benefícios das vacinas, estima-se que 1,5 milhão de crianças tenham morrido de doenças evitáveis pela vacinação em 2017.

Muito frequentemente, isto deve-se à falta de acesso a vacinas. Mas em alguns países, as famílias estão a atrasar ou negar a vacinação dos seus filhos por ceticismo.

Segundo as agências da ONU, esse fato tem dado origem a vários surtos, incluindo um número de casos alarmante de sarampo, especialmente em países de alto rendimento. O debate sobre o tema nas plataformas digitais e redes sociais tem sido um dos fatores que impulsionam essa tendência.

***

Mensagem

Apesar dessas dificuldades, a diretora de Entrega de Vacinas da Fundação Bill & Melinda Gates, Violaine Mitchell, disse que “atualmente mais crianças do que nunca estão a ser abrangidas pelos planos de vacinação.”

Em nota, a chefe de imunização do Unicef, Robin Nandy, disse que o objetivo é que “a campanha se torne viral.”

Nandy afirmou que “as vacinas são seguras e salvam vidas” e esta campanha “é uma oportunidade para mostrar ao mundo que as redes sociais podem ser uma força de mudança poderosa e fornecer aos pais informações credíveis sobre vacinas.”

(ONU Mulheres)

GLÓRIA – Plataforma para combater violência doméstica será lançada hoje (23) na Câmara dos Deputados

A Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher e a comissão externa que acompanha casos de violência doméstica lançam, nesta tarde, o Projeto Glória – plataforma de inteligência artificial voltada para o combate à violência contra a mulher.

O projeto foi idealizado pela professora da Universidade de Brasília Cristina Castro-Lucas e reuniu empresas das áreas social e de tecnologia para criar a robô Glória. Por meio de interfaces inteligentes e de autoaprendizagem, Glória entenderá os fatos abordados e identificará soluções para quebrar o ciclo de violência contra mulheres e meninas.

O objetivo do projeto é alcançar mais de 20 milhões de pessoas, além de gerar relatórios com segmentação por faixa etária, local, dados socioeconômicos e padrão de ocorrências.

***

Dados

O relatório global de 2019 da ONG internacional Observatório dos Direitos Humanos, divulgado em janeiro, concluiu que há uma epidemia de violência doméstica no Brasil. Em 2016, 4.645 mulheres foram assassinadas no País. Em 10 anos, foram registrados 221.238 casos de violência doméstica, o que equivale a 606 casos por dia.

O lançamento da nova plataforma na Câmara foi sugerido pela presidente da Comissão da Mulher, deputada Luísa Canziani (PTB-PR), e pela deputada Flávia Arruda (PR-DF).

(Agência Câmara)

Senadores podem aprovar proibição de contingenciamento de verbas para estados e municípios

O Plenário do Senado pode aprovar nesta terça-feira (23) mais uma iniciativa que reforça a distribuição de recursos orçamentários para estados e municípios. O PLS 399/2015, um dos itens na pauta de votações, proíbe a União de contingenciar recursos devidos a estados e municípios a título de ressarcimento.

Na prática orçamentária, o contingenciamento significa retardar ou deixar de executar parte da programação de despesas previstas. O governo emite decreto para limitar os gastos autorizados pela lei orçamentária, decisão que recai sobre as despesas classificadas como não obrigatórias, diante da expectativa de insuficiência das receitas.

O PLS 399/2015 nasceu na Comissão Especial para o Aprimoramento do Pacto Federativo e modifica a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). O relator, senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), argumentou que um controle excessivo dos recursos por parte da União gera insegurança em relação aos repasses.

“Tem sempre que haver demandas para liberar, processo que acaba sendo político e indevido, na medida em que se tratam de recursos que, por direito, pertencem a estados e municípios”, afirmou o senador.

Caso seja aprovado, o projeto será o mais recente de uma série de propostas encaminhadas pelo Senado para descentralizar a execução orçamentária, destravando a transferência de recursos para estados e municípios. Ele se juntaria à PEC 34/2019, que torna obrigatória parte das emendas orçamentárias de bancadas estaduais; e à PEC 61/2015, que permite o direcionamento direto de verbas por emendas parlamentares, sem a necessidade de mediação da Caixa Econômica.

Por se tratar de um projeto de lei complementar, o texto precisa da anuência da maioria absoluta do Plenário, ou seja, 41 senadores. Se aprovado, ele seguirá para a Câmara dos Deputados.

(Agência Senado)

Acumulada, Mega-Sena pode pagar 90 milhões no sorteio desta quarta-feira (24)

A Caixa Econômica Federal sorteou, no último sábado (20), as dezenas do concurso 2144 da Mega-Sena. Sem aposta vencedora, o prêmio previsto para o próximo sorteio, quarta-feira (24), será de R$ 90 milhões.

Segundo a CEF, 188 jogos acertaram a quina e levaram R$ 21.418,23 cada um. A quadra teve 10.251 apostas ganhadoras, e cada uma leva o valor de R$ 561,14.

Confira as dezenas sorteadas: 07 – 16 – 21 – 33 – 55 – 60