Blog editado a partir de Natal/RN - Brasil.

Publicidade
Instagram
Twitter
Publicidade
Buscar
Calendário
agosto 2017
S T Q Q S S D
« jul    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  
Publicidade
Publicidade

Posts da ‘DEBATE’

MPRN promoverá II workshop de política pública sobre drogas

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) vai realizar o II Workshop de Política Pública sobre Drogas no Rio Grande do Norte, por meio do Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional (Ceaf). A oficina ocorrerá no auditório da Procuradoria-Geral de Justiça, nos dias 4 e 5 de maio.

A ação é uma iniciativa do projeto institucional Transformando Destinos (TD) e tem como público-alvo integrantes do MPRN, da Defensoria Pública, do Judiciário e das polícias Civil e Militar.

O evento também é voltado para representantes dos comitês gestores municipais do TD em Natal, Mossoró, Parnamirim, Macau, Parelhas e do Estado, assim como para membros dos conselhos Estadual e Municipais de Políticas sobre Drogas (Coneds/Comuds) e técnicos ligados às respectivas Secretarias.

O objetivo do MPRN é sensibilizar e debater questões referentes à política nacional de enfrentamento às drogas, buscando alinhamento conceitual da temática e a construção de parcerias com o Sistema de Justiça e com os poderes executivos das localidades.

O projeto Transformando Destinos tem parceria com a Associação do Ministério Público do Rio Grande do Norte (Ampern) e o apoio da Cosern.

PROGRAMAÇÃO

Quinta-feira (04/05)

19h – Mesa de abertura;

Assinatura do Memorando de Entendimento entre o Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crimes (UNODC) e o MPRN;

Apresentação do UNODC (Rafael Franzini – Representante do UNODC no Brasil);

19h30 – Palestra de abertura: Política de Drogas é Política de Segurança (Vitore Maximiniano DPE/SP);

Sexta-feira (05/05)

8h30 – Mesa redonda “A política de drogas no Brasil: a intersetorialidade na prevenção, no cuidado e na repressão” com a mediação da coordenação do Projeto Transformando Destinos;

Eixo prevenção (Ana Ferraz, coordenadoria geral de Prevenção Senad/MJSP);

Eixo cuidado (Graziella Barbosa, Projeto Redes – Sudeste Fiocruz/Senad);

Eixo repressão (Rafael Franzini – Representante do UNODC no Brasil);

11h – Coffee break

11h30 – Mesa redonda “Os desafios do cuidado integral e intersetorial e a exclusão social no Brasil – o cuidado na política sobre drogas” com a mediação do presidente do Coned/RN, Adriano Araújo;

Pesquisa nacional sobre o uso do crack e outras evidências científicas no campo das políticas de drogas no Brasil (Francisco Neto, Fiocruz/RJ);

Experiência do cuidado em audiências de custódia (Antônio Maria Patino Zorz (TJSP)

O papel da saúde no cuidado (Francisco Cordeiro, UNODC)

14h – Encerramento pela coordenação do Transformando Destinos.

Defensoria Pública realiza ação para pessoas com Autismo entre os dias 10 e 11 de abril

A Defensoria Pública do Rio Grande do Norte irá promover, nos dias 10 e 11 de abril, próximas segunda e terça-feira, uma ação voltada para garantir os direitos das pessoas com Autismo. O evento marca a passagem do Dia da Conscientização do Autismo (02 de abril) e irá levar atendimento jurídico gratuito às famílias.

Os eventos começam na segunda-feira (10), na Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE), em Dix-Sept Rosado, das 8h às 12h, com atendimento jurídico feito por defensores públicos do estado e da união. Na terça-feira (11), a programação acontece das 14h às 17h, na Associação dos Pais e Amigos dos Autistas do Rio Grande do Norte (APAARN), no Pitimbu, também com atendimento jurídico.

“A ação tem por finalidade garantir aos familiares e às pesssoas com autismo orientação jurídica integral e gratuita  sobre os direitos fundamentais e sobre a função da Defensoria Pública de assegurar esses direitos, seja por meio de requisições administrativas ou de ações judiciais. Muitas pessoas desconhecem o próprio direito de acesso à Justiça e a proteção especial que o Estado deve garantir às pessoas com deficiência.”, explica a defensora Gabrielle Ribeiro.

As orientações jurídicas a serem prestadas irão tratar, na área de saúde, do direito a medicamentos, exames diagnósticos e terapias que proporcionam uma melhor qualidade de vida. Além disso, na área da educação, os defensores devem atuar para garantir o atendimento educacional especializado, a matrícula na rede regular de ensino e o direito ao acompanhante especializado para os estudantes, seja na rede pública ou privada. Também serão analisados os casos de curatela ou de tomada de decisão apoiada.

Já a Defensoria Pública da União fará um atendimento especial voltado  para as demandas previdenciárias e assistenciais, como a orientação acerca do Benefício da Prestação Continuada (BPC), regulamentado pela Lei orgânica da Assistência Social – LOAS (Lei 8.742/93).

AUTISMO

O Autismo é um Transtorno Global do Desenvolvimento (também chamado de Transtorno do Espectro Autista), caracterizado por alterações na comunicação, na interação social e no comportamento da criança. Essas alterações levam a possíveis dificuldades adaptativas e aparecem antes dos 03 anos de vida. As causas ainda não estão claramente identificadas, mas as intervenções precoces no diagnóstico e reabilitação são fundamentais para autonomia funcional da pessoa e para melhoria da sua qualidade de vida. Daí a importância dos pais buscarem a efetividade das políticas públicas estabelecidas.

JSPDT/RN debate a participação da juventude na política em seminário

A Juventude Socialista do PDT RN realizou, na manhã deste sábado (23), o “I Seminário de Políticas para a Juventude”, que aconteceu na sede do PDT, em Natal. O evento, que lotou o auditório do partido, contou com a presença do presidente estadual da legenda, prefeito Carlos Eduardo Nunes Alves.

SEMINÁRIO JSPDT_Foto Kallyna Kelly..

O Seminário teve como palestrante o jovem advogado Kleber Fernandes, que também ocupa o cargo de Secretário Nacional de Relações Internacionais da JSPDT, cujo tema foi “A Importância da Juventude no Protagonismo Político”. Em sua fala, Kleber pode destacar o importante papel da juventude enquanto força renovadora das práticas políticas, especialmente neste momento de grave crise moral vivida pela classe política brasileira. “Vivemos um momento delicado de grande descrédito da classe política e é justamente da força dos jovens que pode surgir o norte para novos caminhos. Temos nas mãos um grande desafio que é o de modificar esse modelo vigente, tão retrógrado e viciado. Acredito na juventude do PDT como um enorme contingente protagonista nesse processo de transformação e renovação que a sociedade tanto almeja. E por isso estamos aqui hoje”.

 

A participação do presidente estadual do PDT, prefeito Carlos Eduardo, foi muito aguardada pelos participantes. “Compromisso com a coletividade não é utopia, por isso é preciso tratar temas como melhoria de vida das pessoas, inclusão social, igualdade de oportunidade e justiça social como premissas de uma conduta política ideal. E como não perceber todos esses ideais olhando para um auditório repleto dessa energia jovem?”, destacou o prefeito.

SEMINÁRIO JSPDT_Foto Kallyna Kelly

 

Estiveram presentes ao evento Genário Júnior, presidente da JSPDT Natal; Marcos Segundo, presidente da JSPDT RN; Jonny Costa, presidente do PDT Natal e Gil Alves, vice-presidente da Ação da Mulher Trabalhista – AMT RN, esta última que esteve representando a presidente estadual da AMT RN, Andréa Ramalho Alves.

Ao final do evento, o prefeito Carlos Eduardo tirou uma grande foto de confraternização com a juventude socialista do PDT RN.

Senadora Fátima Bezerra participa de ato em defesa da Educação

A senadora Fátima Bezerra participou, nesta quarta-feira (29), em frente ao Ministério da Educação, do ato público em defesa da democracia, da educação pública e dos direitos dos trabalhadores em educação. O ato reuniu mais de 500 profissionais que protestaram contra o governo interino de Michel Temer e o desmonte na educação brasileira.

WhatsApp-Image-20160629 (3)

Os trabalhadores repudiaram a plataforma do Governo biônico, que visa o fim da vinculação de impostos e contribuições para as políticas sociais; o fim das receitas do petróleo para a educação e a saúde; privatização da educação básica e superior; a ameaça ao piso do magistério e à política salarial dos servidores públicos e o fim da aposentadoria especial do magistério.

WhatsApp-Image-20160629 (2) O manifesto foi organizado por 34 entidades da área da educação. O Rio Grande do Norte esteve representado pelo Sindicato dos Trabalhadores da Educação Pública do RN (Sinte/RN).

DEBATE BAND – Aécio mente e Lula desmente: “Nunca fiz esse convite. É lamentável um candidato falsificar fatos históricos em um debate para a Presidência da República”

Imagem Portal BRASIL 247

No debate realizado na TV Bandeirantes na noite de ontem (14), o tucano Aécio Neves (PSDB) afirmou que o então presidente eleito Lula teria feito convite a Armínio Fraga, ex-presidente do Banco Central do governo de Fernando Henrique Cardoso, para que permanecesse no cargo em seu governo após a transição, em 2003.

“Lula, quando assumiu o governo, pediu que Armínio Fraga ficasse mais um tempo no Banco Central. Isso é história”, afirmou Aécio durante o debate.

Mas Aécio mentiu.

E Lula desmentiu nesta quarta-feira (15). “Nunca fiz esse convite“, afirmou Lula em Nota. Veja abaixo.

 

Ontem, o candidato Aécio Neves mentiu no debate da TV Bandeirantes ao falar que eu teria convidado Armínio Fraga para permanecer no Banco Central após o término do governo Fernando Henrique Cardoso. Nunca fiz esse convite. É lamentável um candidato falsificar fatos históricos em um debate para a Presidência da República.

Luiz Inácio Lula da Silva

 

O economista Armínio Fraga foi presidente do Banco Central no governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e já na campanha deste ano foi anunciado por Aécio como seu Ministro da Fazenda.

DEBATE BAND – Henrique revela que Estado gastou R$ 10 milhões com ineficiência de Robinson na vice-governadoria do governo Rosalba

REVELAÇÕES

Quase quatro anos como vice-governador, cerca de R$ 10 milhões consumidos dos cofres públicos e nenhuma ação prática em favor do Rio Grande do Norte. Esse é o saldo da passagem de Robinson Faria pelo Governo Rosalba. Pelo menos essa é a conclusão após o debate realizado ontem na Band Natal entre os candidatos ao Governo do Estado, Henrique Alves e Robinson Faria. Perguntado sobre o seu trabalho como vice-governador, para justificar os R$ 10 milhões gastos em quatro anos, Robinson silenciou.

Henrique Alves_Debate BandA pergunta foi feita por Henrique Alves ainda no primeiro bloco do debate. O candidato do PMDB ao Governo do Estado questionou o que Robinson Faria havia feito de prático pelo desenvolvimento do Rio Grande do Norte nos quase quatro anos em que vem exercendo a função de vice-governador. Robinson não respondeu. Falou que Henrique tem preconceito com o cargo de vice-governador, e criticou o vice da presidente Dilma Rousseff – que Robinson Faria diz apoiar – mas não apontou nada de prático em termos de realização.

“Tenho certeza que ninguém entendeu o que o candidato disse. Eu perguntei uma coisa e ele respondeu outra. Ou seja, não fez nada. Ele não apresentou aqui um resultado prático, não apresentou aqui uma realização em favor do Rio Grande do Norte”, disse Henrique. Os custos com a manutenção da vice-governadoria foram apresentados em seguida pelo candidato do PMDB. “O senhor não disse nada do que fez, nada do que trouxe para o RN e esse cargo custou R$ 10 milhões para não se fazer nada. Eu não estou criticando o modelo de vice-governador, mas o fato de não se fazer nada com um custo de R$ 10 milhões, que é o custo do gabinete, com policiais e assessoria. De resultado prático, nós ouvimos. Nada”.

O vice-governador do Governo Rosalba também não conseguiu explicar sua passagem pela Secretaria Estadual de Recursos Hídricos, quando foi questionado acerca do trabalho realizado para diminuir os efeitos da seca em 2011, quando ocupou a pasta. “É bom lembrar que a seca… a seca ela não é uma situação em que nós temos que ter uma política pública como se fosse uma situação inusitada”, respondeu o vice-governador.

Robinson ainda disse que os responsáveis pela falta de ações no período em que ele era secretário de Recursos Hídricos foram os ex-governadores do Estado. “Quem conhece a história do Rio Grande do Norte sabe que o Governo Garibaldi Filho construiu a Barragem de Santa Cruz, a Barragem de Umari, quase um bilhão de metros cúbicos de água armazenados. E mais: mil quilômetros de adutoras”, esclareceu Henrique.

Outro tema abordado no debate foi o desastre ambiental ocorrido em Galinhos na década de 80, no qual a Salina Amarra Negra, de propriedade de Robinson, foi acusada de causar a destruição de 2,4 mil hectares de manguezais e a morte de 40 toneladas de peixes e crustáceos. Henrique perguntou como Robinson agiria a esse respeito, caso fosse governador. O vice disse que o projeto foi aprovado pelos órgãos ambientais na época e não respondeu ao questionamento.

DEBATE BAND – Mesmo ficando em segundo lugar, atrás 80 mil votos de Henrique no primeiro turno, Robinson Faria diz que saiu vitorioso das urnas e que o potiguar repudia o “acórdão”

O resultado nas urnas no primeiro turno foram avaliadas pelo candidato ao Governo do Estado, Robinson Faria (PSD) durante debate na Band nesta quinta-feira (9). Para o candidato, a leitura das urnas é que o eleitor potiguar repudia o “acordão” planejado pelo candidato do PMDB. Robinson lembrou que a coligação Liderados Pelo Povo elegeu a senadora Fátima Bezerra (PT), deputados e venceu em grandes colégios eleitorais do RN como Mossoró, Pau dos Ferros e Assú.

Foto Assessoria RFNós fomos os vitoriosos nas urnas e chegamos ao segundo turno. A nossa senadora venceu e os nossos deputados estão eleitos”.

Durante o debate, os projetos de infraestrutura e desenvolvimento econômico foram destacados por Robinson. Mediado pelo jornalista Diógenes Dantas, Robinson respondeu a questões como saúde, gestão pública, educação e segurança com propostas apresentadas por Robinson para o Rio Grande do Norte.

Na questão da infraestrutura, Robinson apresentou propostas de melhorias na logística de distribuição de produtos produzidos em terras potiguares; as melhorias na configuração portuária; o Plano de Integração Logístico através dos chamados eixos do desenvolvimento e a revitalização das Rotas Aéreas no Estado.

“Vamos construir um terminal oceânico no Rio Grande do Norte para garantir o transporte de granéis, produção agrícola e equipamentos com grande volume e vamos otimizar o Porto de Natal”, destacou Robinson.

Pensando no desenvolvimento econômico, o governo Robinson irá priorizar o Plano de Integração Logístico, conhecido como os eixos do desenvolvimento através do corredor logístico na grande Natal para propiciar o tráfego de cargas ligando o aeroporto de São Gonçalo, o Porto de Natal, as ZPEs e o novo Terminal Oceânico.

Durante o debate, Robinson falou sobre a importância das ligações das principais BRs que ligam a capital ao interior do Estado. “Vamos unificar as regiões e garantir o escoamento da produção potiguar ao mesmo tempo em que vamos facilitar o deslocamento de pessoas”, justificou.

Sobre a saúde, Robinson assumiu o compromisso de reestruturar os hospitais regionais; criar Centros de Diagnósticos em Natal e Mossoró e garantir atendimento de qualidade a população.

Na segurança o candidato destacou o investimento de 10% do orçamento estadual para a segurança pública; colocar os policiais nas ruas através da Polícia de Proximidade; ampliação dos projetos de inteligência da Polícia e prevenção de drogas.

Band Natal realiza hoje à noite o primeiro debate do segundo turno entre Henrique e Robinson

Acontece hoje (9) à noite o primeiro debate deste segundo turno entre os dois candidatos ao governo do estado do RN, Henrique Alves (PMDB) e Robinson Faria (PSD).

O debate será promovido pela Band/Natal, a partir das 22h, e será mediado pelo jornalista Diógenes Dantas.

Debate entre os candidatos ao governo do Estado na InterTV Cabugi será dia 23

O debate entre os candidatos ao governo do Estado do RN que será promovido pela InterTV Cabugi acontecerá no dia 23 de outubro, às 22h45, logo após a novela Império.

Representantes das coligações de Henrique Alves e Robinson Faria se reuniram na manhã de hoje com a equipe da afiliada da Rede Globo para acertar os detalhes do debate.

A informação replico do Panorama Político, da jornalista Anna Ruth Dantas.

Último debate entre os candidatos ao Governo do Estado acontece terça-feira (30) na InterTV Cabugi

Depois de terem se enfrentado em debates na Band Natal, TV Ponta Negra, TV Universitária e TV Tropical, os candidatos ao governo do RN farão o último confronto desta campanha, próxima terça-feira, dia 30, na InterTV Cabugi.

O debate, que será mediado pelo jornalista Ari Peixoto, da Rede Globo do Rio de Janeiro, contará com três blocos e terá início após a novela Império.

Participarão do confronto os candidatos Henrique Eduardo Alves (PMDB), Robinson Farias (PSD), Robério Paulino (PSOL) e Araken Farias (PSL). Pelo fato do PSTU não ter representação no Congresso Nacional, a candidata Simone Dutra não foi convidada.

Henrique ao vice-governador de Rosalba: “Sou o mesmo Henrique que o senhor procurou na residência do presidente da Câmara pedindo que eu o adotasse como candidato a governador”

Durante o debate realizado na noite de ontem (23), na TV Ponta Negra, entre os candidatos ao governo do estado do RN, o candidato Robinson Faria alfinetou Henrique, mas, na resposta, foi ele quem levou a espetada.

O vice-governador de Rosalba Ciarlini perguntou “se ele era o Henrique que amadureceu ou o Henrique radical do passado”. O candidato a governador da coligação União pela Mudança foi incisivo em sua resposta:

Sou o mesmo Henrique que o senhor procurou na residência do presidente da Câmara dos Deputados pedindo que eu o adotasse como candidato a governador”, declarou.

Quem fala o que quer, ouve o que não quer. Diz a máxima.

E é verdade.

DEBATE TV PONTA NEGRA – Henrique mostra segurança e preparo para governar

Líder nas pesquisas de intenção de votos, o candidato a governador da coligação União pela Mudança, deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB), provou, mais uma vez, ser o mais preparado para governar o Rio Grande do Norte. Alvo principal das perguntas feitas pelos adversários, Henrique mostrou segurança e preparo, respondeu a todas as questões apresentadas e reafirmou compromissos e prioridades.

Foto Assessoria HEA_2“Eleição não pode ser uma guerra, na qual as pessoas se agridem e o vencedor sai mutilado e como um sobrevivente, sem condições de governar”, afirmou o candidato ao fazer suas considerações finais. Ele lembrou que o estado não pode mais errar e embarcar numa nova aventura. “O Rio Grande do Norte vive uma situação muito grave e está quase ingovernável”, comentou. Henrique garantiu que tem força política e buscou alianças e parcerias políticas para poder governar o estado.

Conheça os principais pontos, propostas e temas abordados pelo candidato a governador da coligação União pela Mudança:

 

PROCON – Henrique defendeu a interiorização “paulatina e responsável” do Procon, como forma de ampliar a defesa dos direitos do consumidor. “O Procon é uma realidade no País inteiro e uma conquista do regime democrático”, observou.

 

ATUAÇÃO PARLAMENTAR – Respondendo a pergunta feita pelo candidato Robinson Faria, Henrique se disse admirado com seu nível de desinformação e lembrou que foi relator do Pré-Sal e do programa Minha Casa, Minha Vida. Graças a seus pareceres, o Congresso aprovou a destinação de mais recursos da exploração do petróleo para os municípios e garantiu a extensão do programa habitacional para os pequenos e médios municípios brasileiros.

 

SAÚDE – Henrique defendeu a participação do Governo do Estado no apoio às prefeituras para que os municípios possam promover a assistência básica à saúde, a recuperação dos hospitais regionais e melhor compartilhamento de responsabilidades entre a União, Estado e Municípios para garantir o direito da população a serviços de saúde de qualidade. Reafirmou, ainda, a prioridade para a construção do Hospital de Trauma em Natal.

 

BR-304 – Depois de responder ao candidato Robério Paulino que os problemas do Estado precisam ser tratados com serenidade e responsabilidade, Henrique lembrou que Robinson Faria não precisará pedir à presidente Dilma Rousseff a obra de duplicação da BR-304. Por conta das gestões feitas pelo atual presidente da Câmara dos Deputados, o aviso de licitação foi publicado.

 

SEGURANÇA PÚBLICA – O candidato do PMDB também desmistificou a proposta do vice-governador Robinson Faria de importar do Ceará o programa Ronda do Quarteirão. Henrique provou que o programa não impediu o aumento dos casos de homicídios em Fortaleza, considerada uma das cidades mais violentas do País.

 

EDUCAÇÃO – Henrique defendeu a valorização dos professores e aposta no ensino profissionalizante numa associação entre as escolas estaduais, o IFRN e o Senai, além da implantação de escolas de tempo integral, previstas no Plano Nacional de Educação, cuja aprovação conduziu como presidente da Câmara dos Deputados. “É preciso motivar e premiar os professores e escolas que atingirem suas metas”, defendeu.

 

MUNICÍPIOS – O candidato do PMDB defendeu a interiorização do desenvolvimento pela via do turismo e do aproveitamento das potencialidades. “Se não apoiarmos os pequenos municípios, eles continuarão pequenos e os grandes municípios cada vez mais inchados”, observou.

DEBATE TV PONTA NEGRA – Robinson fala sobre eficiência nos serviços públicos

Uma gestão eficiente, focada no cidadão, com equilíbrio financeiro e orçamentário que garanta mais segurança, educação e saúde”. Essa foi uma das respostas do candidato Robinson Faria (PSD) durante o debate da Tv Ponta Negra nesta terça-feira (24).

Foto Assessoria RFSobre a saúde pública, Robinson falou sobre as propostas da coligação Liderados pelo Povo na área da saúde. “Vamos reestruturas os hospitais regionais, resolver a situação do hospital Walfredo e construir um novo Hospital de Traumas. Vamos implantar a carreira médica e valorizar os servidores da saúde”, destaca.

O tema segurança pública também foi alvo de perguntas. “A segurança pública será a prioridade número 1 da nossa gestão. A insegurança é a maior angústia da população e por isso, temos o compromisso de investir 10% do orçamento para ações e projetos na área”, comenta Robinson.

Ainda sobre segurança pública, Robinson falou sobre a valorização do servidor. “Vamos resgatar a autoestima da Polícia Civil e Militar e corrigir as distorções na carreira dos policiais”. Robinson apresentou os projetos da Polícia de Proximidade, as Centrais de Polícia 24h e projetos de prevenção às drogas.

A educação pública também foi destacada por Robinson. “Vamos ampliar as unidades das escolas técnicas federais em todo o Rio Grande do Norte com apoio da nossa senadora Fátima Bezerra e do PT. Vamos implantar um Pronatec estadual, a execução dos Planos Estaduais de Educação e a redução do analfabetismo”, comenta Robinson.

Robinson falou ainda sobre o modelo de governo e o fortalecimento do diálogo com a população.

Vice de Robinson, Fábio Dantas apresenta projetos de gestão ambiental e recursos hídricos em debate realizado pela ABES

Debate ABESA política de gestão ambiental e de recursos hídricos foi tema de debate da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (Abes) nesta quarta-feira (17) pelos candidatos ao pleito de 2014. Representando a coligação Liderados pelo Povo, o candidato a vice-governador Fábio Dantas (PCdoB) apresentou as propostas do Plano de Governo feito por ele e por Robinson Faria.

“Precisamos colocar em prática com eficiência os projetos de gestão ambiental e de recursos hídricos, garantindo a efetivação da política estadual de saneamento e reestruturação do setor de recursos hídricos”, destacou Fábio Dantas.

Sobre a parceria com os municípios, Fábio Dantas frisou a importância do apoio técnico a projetos como a gestão de resíduos sólidos. “Entendemos que o Governo precisa garantir a mão amiga em projetos municipais e para isso faremos parcerias onde a população ganhará com os bons resultados”, detalhou.

A questão da seca e o desabastecimento de água também foram questões levantadas pelo candidato a vice-governador. Fábio Dantas destacou a importância de ter uma boa equipe técnica. “Nós vamos apoiar os projetos técnicos na área de gestão ambiental e recursos hídricos, além do investir na construção de equipamentos como barragens, adutoras e poços diminuindo os desafios do setor”, justifica.

Fábio Dantas levou as propostas de interligação das bacias do projeto de transposição do São Francisco, as questões da desertificação e ainda o saneamento rural para o debate entre os candidatos. Ele também apresentou o planejamento feito por Robinson para os quatro anos de governo na época em que foi secretário de Recursos Hídricos. “Conhecemos e Rio Grande do Norte e sabemos o que fazer, onde vamos conseguir parcerias e recursos para os projetos”, garante.

As propostas dos candidatos ao Governo para a área de gestão ambiental e saneamento estão disponíveis no site robinson55.com .

ABES/RN promove hoje (17) debate com candidatos ao Governo do Estado

A Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental – seccional RN, promoverá debate com os candidatos ao Governo do RN nas eleições deste ano. O evento acontecerá nesta quarta-feira (17), às 19 horas, no auditório Jacarandá do hotel Praiamar, em Ponta Negra. A mediação ficará à cargo da jornalista Renata Passos.

Em pauta, questões sobre a preservação do meio ambiente e melhoria da qualidade dos serviços de saneamento no Rio Grande do Norte. Na ocasião, a diretoria da instituição entregará aos candidatos um documento contendo sugestões para melhoria dos referidos serviços.

A ABES/RN é uma organização não governamental de caráter nacional, sem fins lucrativos, que tem como principal objetivo contribuir através do conhecimento dos seus associados para melhoria da qualidade de vida da sociedade.

Em razão de um debate entre os presidenciáveis, rádios poderão flexibilizar horário de transmissão da “Voz do Brasil”

Deu no adNEWS.

 

A voz do BrasilDe acordo com a Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert), o programa “A Voz do Brasil” será flexibilizado no dia 1º de setembro, com início entre as 19h e 21h.

A solicitação da Abert foi atendida pela Casa Civil e pela Secretaria de Comunicação da Presidência da República (Secom) após pedido da Rede Jovem Pan de rádio, que transmitirá neste dia o debate com os candidatos a presidente. O debate acontecerá entre 17h45 e 19h25.

Além da rede Jovem Pan, todas as rádios brasileiras poderão apresentar a Voz do Brasil com início até as 21h.

O pleito da Abert está baseado na Medida Provisória 648 de 2014, que determina, no artigo 2º, a possibilidade de solicitar a flexibilização do programa em casos excepcionais e de interesse público.

A portaria assinada pelos ministros Aloizio Mercadante (Casa Civil) e Thomas Traumann (Secom) será publicada no Diário Oficial desta quinta-feira (28).

O presidente da Abert, Daniel Slaviero, ressaltou que “fica cada vez mais claro que às 19 horas acontecem fatos relevantes para a sociedade brasileira que não devem ser interrompidos. A flexibilização da Voz do Brasil é fundamental para que o ouvinte não seja privado de informações importantes”.

(http://www.adnews.com.br/televisao-e-radio/radios-poderao-flexibilizar-a-voz-do-brasil )

Delegados tratam de Segurança Pública com candidatos ao Governo do RN na quarta (27)

DEBATE ADEPOLINsegurança Pública na pauta.

Na próxima quarta-feira (27), a Associação dos Delegados da Polícia Civil do Rio Grande do Norte (Adepol/RN) promoverá o Encontro de Delegados com os candidatos ao Governo do Estado. Na ocasião, os candidatos devem apresentar suas propostas para a Segurança Pública, em especial para a Polícia Civil do RN, e discuti-las junto aos profissionais da área.

O Encontro terá início às 10h com o candidato Henrique Alves (PMDB). Em seguida, às 11h, será a vez de Araken Farias (PSL). Já às 11h30, a candidata do PSTU, Simone Dutra, será ouvida pelos delegados. Às 12h será a vez do professor Robério Paulino (PSOL) apresentar suas propostas. Robinson Faria (PSD) encerrará a rodada com os delegados do Rio Grande do Norte às 14h.

DEBATE 95 FM – Atacado pelos adversários, Henrique apresenta propostas e critica o radicalismo: “Quem tem 11 mandatos de parlamentar tem o respeito do povo. Esta postura raivosa não conquista mandato nunca”

O deputado Henrique Eduardo Alves também participou na noite desta quarta-feira, 20, do debate entre os candidatos a governador, promovido pela 95 FM.

Em sua fala inicial, Henrique lembrou que o Rio Grande do Norte vive a situação mais difícil das últimas décadas. “Nas áreas da Saúde, educação e segurança, vivemos aflição, desencanto e desestímulo”, observou.

Foto Assessoria HEAO candidato da coligação União pela Mudança voltou a destacar a importância da união das forças políticas como forma de superar o grave momento vivido pelo Estado. Lembrou, ainda, que durante sua atuação no Congresso, procurou ajudar o RN, independentemente de ter apoiado ou não o governador e que praticamente todos os municípios do Estado foram beneficiados com obras e serviços que contaram com a sua atuação parlamentar.

 

SEGURANÇA PÚBLICA

No segundo bloco do debate Henrique foi o primeiro a responder a perguntas sobre cinco temas: Segurança, Educação, Saúde, Infraestrutura e Economia. O peemedebista optou por responder a uma pergunta sobre segurança pública.

O peemedebista apontou a necessidade de maior interação entre as forças de segurança e garantiu que no futuro governo o gabinete do governador fará o acompanhamento da gestão e de todas as ações na área da segurança pública. Henrique afirmou que será necessário estabelecer estado de emergência na área da segurança e realizar operações emergenciais ao longo de seis meses.

Diante de um comentário agressivo feito pela candidata ao governo pelo PSTU, Henrique pediu respeito à sua trajetória na vida pública do Estado e do País. “Quem tem 11 mandatos de parlamentar tem o respeito do povo do Rio Grande do Norte. Esta postura raivosa e radical não conquista um mandato nunca. Quero saber se a Oposição pode colaborar, se não for raivosa e desesperada. Quanto melhor a Oposição, melhor o governo”, comentou.

 

EDUCAÇÃO

Ao comentar uma fala do candidato do PSOL sobre a área da Educação, Henrique Alves defendeu que é preciso elevar os índices da Educação Básica (Ideb) através da valorização dos professores, com monitoramento e planejamento das ações com o propósito de ajudar a melhorar o aproveitamento por parte do aluno. O atual presidente da Câmara dos Deputados lembrou ter articulado junto ao Governo Federal a aprovação, no Congresso Nacional, do Plano Nacional de Educação (PNE), que estabelece a aplicação de 10% do PIB na área da Educação nos próximos dez anos, tendo como uma das metas fazer com que pelo menos 50 por cento das escolas passem a funcionar em tempo integral, com estímulo ao ensino profissionalizante.

 

RECURSOS HÍDRICOS

Em pergunta e réplica ao candidato do PSOL, Henrique destacou o esforço, como deputado federal, para garantir a retomada do projeto de construção da Barragem de Oiticica, na região Seridó. Ele defendeu a interligação dos principais reservatórios do Estado por meio de sistema de adutoras que ajude a perenizar os rios e garantir o volume adequado dos açudes, dando sustentação econômica às diversas regiões e garantindo o fornecimento de água para consumo humano e irrigação.

 

CONTRA O RADICALISMO

Nas suas considerações finais, Henrique criticou o radicalismo político que contribui para atrasar e isolar o Rio Grande do Norte. Argumentou que o Estado precisa avançar, deixar de olhar pelo retrovisor, buscando parcerias, formando talentos e equipes e que o momento atual do Rio Grande do Norte exige responsabilidade e maturidade dos que atuam na vida pública.

O candidato a governador lembrou que Robinson Faria, o vice-governador de Rosalba Ciarlini, fala e critica um suposto acordão, mas “esqueceu” que conversou em duas oportunidades com o próprio Henrique para tratar de aliança eleitoral e que poderia, hoje, estar no palanque que tanto critica, ao lado dos ex-governadores que apoiou no passado.

DEBATE 95 FM – Robinson defende que obras sejam direcionadas ao povo

Em debate na 95 FM na noite desta quarta-feira (20), o candidato ao Governo do Estado Robinson Faria (PSD) defendeu que as obras do seu governo serão direcionadas ao povo. “Vamos governar para o povo. Vamos cuidar da maior necessidade do povo hoje: a água e para isso vamos fazer obras hidráulicas no Rio Grande do Norte“, disse.

Foto Assessoria RFAs propostas para o Governo do Estado da coligação Liderados pelo Povo foram apresentadas por Robinson na 95 FM. Lembrando sempre a atenção para o povo em seus projetos, Robinson falou sobre as obras de infraestrutura. “Não é preciso obras mirabolantes para governar bem. Do que adianta uma ponte, um túnel bonito e o povo morrendo de sede? Temos que ter sensibilidade para saber o que o povo precisa hoje” descreveu Robinson.

Questionado sobre gestão pública, Robinson destacou que o Plano de Governo da coligação PSD – PCdoB – PT é pensar o Rio Grande do Norte para os próximos 20 anos. “Teremos um governo técnico, com profissionais capacitados que irão criar projetos que terão apoio do governo federal. Vamos premiar a competência e a qualificação. A nossa coligação não tem compromisso político com 7 ex-governadores e seus afilhados políticos” conta Robinson.

Um dos candidatos perguntou a Robinson sobre as propostas no Turismo, destacando que é a favor do investimento da verba publicitária para o setor. “A cadeia produtiva do Turismo, infelizmente, foi abandonada nos últimos anos por falta do papel fomentador do Governo. O papel do governo é ser indutor, fomentador, a mão amiga do turismo. O setor deve ser tratado com atenção, com apoio estadual. O turismo tem que ser pensado para atrair turista. Hoje o turismo de eventos é o que mais atrai, mas vamos oferecer também o turismo de lazer, o turismo de esporte, o turismo gastronômico”, defendeu.

Durante o debate da 95 FM, Robinson falou ainda sobre um governo de parceria, de diálogo. “O nosso governo terá diálogo com a sociedade civil. O nosso governo será de solidariedade. As pessoas terão voz no nosso governo”, garantiu.

DEBATE 95 FM – Araken Farias participa de debate com candidatos ao governo do RN

Foto DivulgaçãoNa noite desta quarta-feira (20), o debate promovido Rádio 95 FM e conduzido pela Jornalista Juliana Celli, reuniu no auditório da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Natal (CDL/Natal), os concorrentes a governador do Rio Grande do Norte para o pleito de 2014.

Na oportunidade o candidato do Partido Social Liberal (PSL) – Araken Farias – pode expor através das perguntas suas propostas de governo para as diversas áreas: como segurança (melhorando as condições de trabalho dos policiais), infraestrutura (resolvendo com planejamento estratégico os problemas existentes) e turismo (promovendo a interiorização, cuidando das estradas e apoiando eventos). Como também, discorreu sobre seu trabalho a frente do PROCON/RN entre os anos de 2011 e 2013.

Questionado pelo também candidato Robinson Faria (PSD) sobre o assunto e, consequentemente seu apoio ao governo de Rosalba Ciarlini, Araken foi irrefutável respondendo que recebeu o cargo por competência técnica. Uma vez que possui formação em Direito pela Faculdade de Natal e pós-graduado em Direito Processual pela Metas Curso. Concluindo que seu compromisso era essencialmente a preservação dos direitos e deveres do consumidor potiguar.

Durante debate no IFRN Henrique anuncia que criará Secretaria da Cultura e secretário será indicado pelo setor

Foto Assessoria HEA_1 Ao participar do debate sobre a cultura com os candidatos ao governo do Rio Grande do Norte, o deputado Henrique Eduardo Alves, candidato pela Coligação União pela Mudança, assumiu alguns compromissos com a classe artística e os produtores de cultura no estado: criação da Secretaria Estadual de Cultura, nomeação do futuro secretário após debate no Fórum Potiguar de Cultura, resgate do Fundo estadual para o setor, diálogo amplo para implementação de políticas e propostas, além de garantia de recursos financeiros com a destinação de recursos próprios e por meio de parcerias com o setor privado.

“A Secretaria de Cultura já deveria ter sido criada no Estado. A criação da secretaria é uma exigência da política nacional de Cultura. Além de uma secretaria com dotação orçamentária definida, queremos implantar uma política de valorização, com respeito, responsabilidade, ouvindo todos que atuam no setor cultural”, destacou Henrique.

Foto Assessoria HEA_2Diante de uma plateia formada por estudantes, professores, poetas, escritores, músicos, documentaristas, atores, fotógrafos e produtores culturais, Henrique demonstrou, desde o primeiro momento do debate, seu compromisso com o avanço da política cultural e o respeito a todos que atuam no setor. Na plateia estavam presentes atores culturais como o músico Carlinhos Zens, o produtor José Dias, o sebista e editor Abmael Silva, o poeta Crispiniano Neto.

Henrique se comprometeu em articular com a ministra da Cultura, Marta Suplicy, a aprovação de uma PEC que destina 2% do Orçamento da União para o setor. Se comprometeu também em garantir dotação orçamentária específica para a cultura no Rio Grande, destinando entre 1 e 1,5% do Orçamento Geral do Estado.

O candidato a governador pela coligação União pela Mudança lembrou que cumpriu o compromisso assumido na Teia Nacional da Cultura, realizada em maio em Natal, e viabilizou a aprovação, no Congresso Nacional, da lei da Cultura Viva, regulamentada pela presidente Dilma no dia 13 de julho passado.

Henrique se comprometeu também em resgatar a Fundação José Augusto, criada no governo de seu pai, Aluizio Alves, no início dos anos 60, valorizar os pontos de cultura e os editais públicos como forma de evitar favorecimentos.

Debate entre os governadoráveis do RN na Band Natal foi remarcado para o dia 23

O debate que deveria ter acontecido na noite de ontem (14), na Band Natal, com os candidatos ao governo do Estado do RN, já tem nova data para acontecer: dia 23 de agosto.

O adiamento se deu em razão da morte do candidato à presidência da República, Eduardo Campos.

O debate será realizado no Espaço Guinza, às 22h, será mediado pelo jornalista Diógenes Dantas e já tem a presença de todos os candidatos confirmada.

A informação vem do Panorama Político, de Anna Ruth Dantas.

Band Natal cancela debate entre os governadoráveis do RN

Em razão da tragédia de ontem (13) que vitimou o candidato a presidência da República, Eduardo Campos, a Band Natal cancelou o debate que aconteceria na noite de hoje entre os candidatos ao Governo do Estado do RN.

Este que seria o primeiro debate da campanha teria a mediação do jornalista Diógenes Dantas.

Uma nova data ainda está sendo definida.

Luiza Erundina participa de debate sobre a Comissão da Verdade em Natal

A deputada federal Luiza Erundina (PSB-SP), presidente da Comissão Parlamentar de Memória, Verdade e Justiça da Câmara Federal, vai participar de debate nesta sexta-feira (14), às 15h, no auditório da OAB/RN, sobre a criação de Comissões e Comitês da Verdade no Brasil. Evento é uma realização do Comitê Estadual pela Verdade, Memória e Justiça do RN e do mandato da deputada federal Fátima Bezerra (PT).

Com o tema ‘Memória, Verdade e Justiça’, o debate vai contar também com o lançamento do livro “Onde Está Meu Filho”, que narra a desesperada luta da dona Elzita, que há quase quatro décadas vem procurando a resposta para o desaparecimento do seu filho, o estudante de direito, líder estudantil e militante de esquerda Fernando Santa Cruz, desaparecido durante o período da Ditadura Militar.

O evento conta com apoio do Centro de Direitos Humanos e Memória Popular; mandato do deputado estadual Fernando Mineiro (PT); mandato do vereador George Câmara (PC do B), Hugo Manso (PT), Comitês da Verdade da OAB-RN e UFRN, Associação dos Anistiados do RN e Levante Popular da Juventude-RN.

Tranquilo e confiante, Carlos Eduardo apresenta propostas para Natal em debate na TV Ponta Negra e diz: “Fazer campanha com calúnia e mentira não contribui para o debate político”

O candidato a prefeito Carlos Eduardo (PDT) iniciou sua participação no debate da TV Ponta Negra, na noite desta terça-feira (23), apresentando suas propostas em temas como regularização fundiária, cultura, saneamento básico, turismo, expansão urbana e meio ambiente, saúde, região metropolitana, transparência, orçamento participativo e finanças.

-Regularização fundiária

Carlos Eduardo lembrou ter assegurado a regularização de vários imóveis, dentro do Programa de Urbanização Integrada que promoveu em comunidades como o bairro Nossa Senhora de Apresentação e as comunidades África e Passo de Pátria. “Avançamos muito na nossa gestão”, destacou o ex-prefeito. O programa começou na sua administração, mas deveria ter sido continuado na atual. A África, por exemplo, deveria ter tido suas ações concluídas em 2009. O bairro de Nossa Senhora da Apresentação, em 2012. Está no seu programa de governo a retomada do programa.

-Política cultural

O candidato do PDT reiterou sua proposta de criação de Secretaria Municipal da Cultura, hoje inexistente. “Para fazer o planejamento da Cultura, potencializar o que foi feito no passado e retomar o que não foi feito na atual gestão”, detalhou ele, explicando as finalidades da nova pasta. “Cultura é a expressão mais forte da identidade de um povo e precisa ser valorizada”.

-Saneamento básico

Ele pontuou que a Agência Reguladora de Saneamento e Águas do Município (Arsban) vai resgatar o Plano Municipal de Saneamento Básico, abandonado na atual administração. “Isso é fundamental para cumprir o contrato (firmado com a Caern para ampliar a área saneada da cidade) e fazer saneamento com compromisso e planejamento”.

-Turismo

A construção de uma Marina estará entre as prioridades de uma próxima gestão de Carlos Eduardo na Prefeitura de Natal. Esta foi uma das propostas apresentadas pelo candidato para o setor turístico. “Turismo tem que ter apoio da Prefeitura, pois é a principal atividade econômica e geradora de empregos e divisa na cidade”, definiu ele, que também expôs a meta de reestruturar a orla urbana da cidade, incentivar o Turismo de Evento (a fim de manter o fluxo de visitantes na baixa estação). “Vamos botar ordem na casa”, afirmou. E emendou: “A próxima gestão precisa ter essa visão de futuro”.

-Expansão urbana e meio-ambiente

Regulamentação de instrumentos do Plano Diretor, como as Zonas de Proteção Ambiental, e a atualização do próprio PD, farão parte da política urbanística municipal. “Natal precisa de um gestor de credibilidade que já demonstrou compromisso com uma administração idônea”.

-Saúde

O candidato da coligação União por Natal reiterou o plano de ampliar as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e os Ambulatórios Médicos Especializados (AMEs). Os corpos funcionais dessas unidades serão compostos de funcionários terceirizados (somente na atividade-meio, conforme relatou o ex-prefeito) e com servidores contratados por meio de novos concursos públicos. “Além disso, vamos fazer a profissionalização dos funcionários de carreira”, antecipou Carlos Eduardo.

-Região Metropolitana

Carlos Eduardo pretende liderar o processo de integração da Região Metropolitana de Natal. Segundo ele, a ideia é propor uma reunião com prefeitos de outros municípios da Grande Natal para discutir as questões relacionadas a essa regionalização. Da mesma forma, continuou, vai buscar apoio em outras instituições e do Governo do Estado. Carlos Eduardo pontuou que seu Plano de Governo foi elaborado tendo em vista essa integração. “Este é um processo inadiável, já sofremos muito com esse atraso”.

-Transparência

O pedetista também revelou a proposta de utilizar ferramentas de transparência das contas municipais em sua gestão. Uma delas, disse o candidato, será através do aperfeiçoamento do Portal da Transparência do Município.

A história do pedetista comprova sua afinidade com o tema. Em sua administração anterior, demonstrativos de receita e despesa eram publicados nos principais jornais do Estado. “Em uma nova gestão nossa, você, contribuinte, vai ver como a Prefeitura está aplicando seus recursos”.

-Orçamento Participativo

O ex-prefeito Carlos Eduardo (PDT) afirmou que pretende reinstituir o mecanismo que permite à população definir o encaminhamento de obras e ações do Município.

Nesse sentido, considera ele, o Orçamento Participativo constitui a melhor maneira de garantir uma gestão democrática dos recursos públicos. “É a verdadeira participação popular na escolha de suas prioridades”, definiu ele, acrescentando que a ferramenta também reforça a política de transparência que pretende imprimir à administração da Prefeitura a partir de 2013.

-Finanças

Ainda no debate, Carlos Eduardo ratificou sua proposta de trabalhar pela recuperação da capacidade de investimento do Município, hoje perdida. Ele lembrou que sua gestão chegou a aplicar 17% das receitas municipais diretamente em investimentos. “Natal nunca viu uma administração investir tanto em obras e programas que melhoraram a qualidade de vida das pessoas”, afirmou ele. “Foi um volume recorde”.

 

O candidato do PDT encerrou sua participação no debate da TV Ponta Negra confirmando sua disposição de manter a reta final da campanha numa linha propositiva, dentro dos temas que interessam à população. “Fazer campanha com calúnia e mentira não contribui para o debate político”, salientou ele, criticando a postura adotada pelo adversário, o deputado estadual Hermano Morais.

Ele também deu o mote da gestão que pretende fazer, se for eleito no próximo domingo (28): “Vamos governar Natal com toda a dedicação, com uma gestão profissionalizada e com visão de futuro. Vamos mostrar de novo a força dessa cidade e a sua capacidade de se reinventar”.

Tenso e na linha do ataque, Hermano leva suas propostas ao debate da TV Ponta Negra

Entre as propostas para recuperar Natal, o peemedebista destaca o Pacto por Natal, uma ação integrada entre os órgãos públicos e iniciativa privada, visando tapar os buracos e tirar toda a sujeira da cidade já nos primeiros meses de governo.

Ao contrário do ‘candidato das obras inacabadas’, como prefere chamar o seu adversário, Hermano disse que fará uma gestão transparente e com planejamento. “Vamos fazer tudo o que ele abandonou e o que essa gestão que está no seu fim se omitiu. Vamos finalmente entregar o Parque da Cidade, a urbanização do Paço da Pátria, a favela da África, o mercado das Rocas e o cemitério do Planalto”.

No quesito “projetos de mobilidade urbana para a Copa”, tema que gera grande expectativa o natalense, o compromisso de Hermano foi com a qualidade do transporte coletivo, a lisura do sistema, a tarifa justa, aos ônibus 24h e um sistema integrado a toda Região Metropolitana. O VLT, o BRT e as faixas exclusivas para ônibus, além da construção de ciclovias também serão realidade.

O peemedebista também propõe uma gestão participativa. Hermano argumentou que, diante da falência da Prefeitura, o povo irá decidir junto com o prefeito o que é prioridade. A retomada dos serviços de saúde e a garantia de sala de aula para todas as crianças do município, com certeza, serão providências emergenciais.

“Defendemos os interesses de Natal, com propostas de atender ao cidadão mais humilde. Colocar a Rede Básica pra funcionar, investir no Programa de Estratégia e Saúde da Família e garantir autonomia aos Distritos Sanitários, são metas da nossa gestão”.


Carlos Eduardo aponta contradições de adversário em debate na TV Tropical e apoio dele às gestões Micarla e Rosalba

O candidato a prefeito de Natal, Carlos Eduardo (PDT), participou nesta segunda-feira (22) de debate promovido pela TV Tropical. Além de apresentar suas propostas para áreas diversas do serviço público na capital, o representante da coligação União por Natal apontou algumas das contradições que marcam a candidatura do seu adversário, o deputado estadual Hermano Morais (PMDB).

Uma dessas contradições diz respeito ao apoio político que Hermano e seu partido deram à gestão da prefeita Micarla de Sousa (PV) e dão atualmente à administração da governadora Rosalba Ciarlini (DEM). Carlos Eduardo lembrou que, nessa condição de aliados das duas gestoras, o candidato e o PMDB também precisam responder pela falta de ação dos dois governos e não esconder essas associações, como vem fazendo na campanha.

“O senhor e seu partido também são responsáveis por esse caos que Natal vive e por essa administração desaprovada pela grande maioria dos natalenses, que é o Governo Rosalba Ciarlini. Vocês participaram da administração, não deram nenhuma contribuição e agravaram o quadro”, pontuou o ex-prefeito.

Ele lembrou ainda que, no caso da gestão Micarla, pessoas indicadas pelo PMDB comandaram as secretarias municipais de Obras e de Mobilidade Urbana e não conseguiram avançar nos projetos de melhoria no trânsito, visando à Copa de 2014. “Enquanto isso, outras capitais que vão ter a Copa já começaram as obras de mobilidade há dois anos”.

 

Melhoria nas comunidades

Durante o debate, o candidato do PDT também detalhou ações que desenvolveu quando administrou a Prefeitura de Natal. Citou o exemplo do Programa de Urbanização Integrada que beneficiou comunidades como Nossa Senhora da Apresentação, África e Passo da Pátria com obras de saneamento, drenagem, construção de casas, escolas, postos de saúde e equipamentos esportivos. Antes, os moradores dessas comunidades viviam em condições precárias.

Logo após classificar esse trabalho como “um grande avanço no grau de cidadania” da população que vive nessas localidades, Carlos Eduardo lamentou que as ações não tenham sido concluídas na administração que o sucedeu. “Infelizmente, a gestão que o senhor apoiou não deu continuidade a essas obras”, criticou, acrescentando que o cronograma previa a conclusão da urbanização na África em 2009 e do bairro Nossa Senhora da Apresentação em 2012.

O ex-prefeito definiu ainda: “Não houve obra inacabada, o que houve foi obra abandonada”. E continuou: “Enquanto fomos prefeito, essas comunidades avançaram muito. O que não houve foi continuidade. Natal sabe disso. E não houve continuidade pela incompetência e até irresponsabilidade da administração Micarla de Sousa, ao qual o senhor deu apoio na Câmara e na qual o seu partido indicou secretários que ajudaram a prefeita a afundar a cidade numa crise sem precedentes. Vocês fazem parte desse caos. O presente de Natal é muito ruim e vamos resgatar a qualidade de vida na cidade”.

 

Saneamento básico

Os projetos para ampliar a área saneada de Natal também fizeram parte da exposição de ideias de Carlos Eduardo no debate. Ele antecipou que, além de reivindicar do Governo do Estado o cumprimento de suas responsabilidades nesse campo, pretende implantar o Plano Municipal de Saneamento. “O município não deve esperar só a ação do Governo do Estado. Com esse plano pronto, vamos ter argumentos com total fundamentação para questionar o Governo para que até 2015 faça com Natal seja atendida 100% (em termos de área saneada). A Prefeitura será vigilante e vai cobrar”.

Sobre as críticas do adversário de que a cidade pouco avançou na ampliação de sua rede de saneamento básico, Carlos Eduardo respondeu que sua parte foi feita. Ele voltou a destacar que o programa de urbanização em comunidades como Nossa Senhora da Apresentação e África incluiu obras de saneamento. Também ressaltou que, tanto em relação à atual gestão municipal quanto nas últimas quatro no Governo do Estado, Hermano Morais não fez nenhuma cobrança pública por obras no setor. “É a primeira vez que o ouço questionar a falta de saneamento”, ironizou o ex-prefeito.

 

Investimentos

Na Prefeitura, a gestão de Carlos Eduardo chegou a aplicar 17% das receitas municipais diretamente em investimentos. O candidato do PDT renovou durante o debate o compromisso de buscar a retomada desse nível de investimento, caso seja eleito. “Natal nunca viu um investimento administrativo tão grande e importante na nossa cidade quanto na nossa gestão”, afirmou ele. “Foi um volume recorde”.

O ex-prefeito mencionou que a boa saúde financeira do Município na sua gestão permitiu a formalização de parcerias bem-sucedidas com outros entes federativos, sobretudo o governo federal. “Tivemos muitos recursos federais porque tínhamos uma gestão competente, que trabalhava com organização, planejamento, seriedade e com uma equipe técnica competente. Por isso, conseguimos aprovar tantos recursos federais. Vamos recuperar isso e voltar a fazer esses investimentos por Natal”.

 

Considerações finais

Carlos Eduardo encerrou sua participação no debate da TV Tropical reafirmando sua confiança na vitória na eleição do próximo domingo (28) e seu compromisso de trabalhar para recuperar a capacidade gerencial da Prefeitura de Natal.

“Dia 28, vamos ter a oportunidade de mudar toda essa situação de caos que se instalou na nossa cidade nos últimos quatro anos. Como prefeito, vamos governar com dedicação, profissionalismo na gestão, visão de futuro e princípios éticos. Nossa cidade, sofrida e abandonada, vai novamente mostrar sua força e revelar sua capacidade de se reinventar”, finalizou ele.

No debate da Tropical, Hermano apresenta propostas para Natal

No debate da Tv Tropical, realizada na tarde de ontem (22), em meio a ataques ao seu adversário, Hermano apresentou também algumas de suas propostas para Natal. O que inclui a retomada das atividades das AMES e UPAs e ampliação dos serviços para cada um dos distritos sanitários, o fim do déficit habitacional, escolas de qualidade, treinamento continuado aos professores, obras de mobilidade, cumprimento das metas de saneamento básico para Natal.

“Já o meu adversário não pode falar de obras. São doze obras inacabadas no governo dele. Todos recursos mal aplicados e prejuízo à cidade”, lembra.

Hermano ressalta que a cidade não pode permitir mais quatro anos de atraso. “Vamos fazer a mudança que Natal merece e precisa”, finaliza.

Primeiro debate do segundo turno será promovido pela Band Natal na quinta-feira (18)

Como sempre na dianteira, a Band Natal já formatou o primeiro debate do segundo turno das eleições para Prefeito de Natal, que acontece na próxima quinta-feira (18), às 22h15.

Mais interativo, neste debate a participação do telespectador será permitida.

Os interessados poderão enviar suas perguntas, mensagens ou dúvidas através do twitter da emissora (@bandnatal), devendo sempre utilizar a hastag #debatebandnatal para que a produção do debate proceda com a seleção daquelas que irão ao ar.

As perguntas selecionadas serão respondidas pelos candidatos, ao vivo, no primeiro bloco.

Carlos Eduardo apresenta a estudantes propostas para Educação e Esportes

Os jovens ganharam novo espaço na agenda de Carlos Eduardo (PDT) nesta sexta-feira (21), quando ele participou de um debate com estudantes no Colégio Contemporâneo. O candidato a prefeito pela coligação “União Por Natal” apresentou suas ideias para a adoção de políticas públicas que atendam à Educação e à oferta de atividades esportivas para a juventude.

 Entre as metas listadas por Carlos Eduardo para a Educação, está a melhoria da qualidade do ensino, através da reestruturação das atuais unidades e da construção de 34 novas escolas. Segundo ele, as escolas que ainda não os possuem serão dotadas de equipamentos como laboratórios de informática e bibliotecas, como forma de incentivar a leitura.

O seu programa de governo para a Educação também dá atenção à valorização dos professores e dos servidores da área, bem como à integração das famílias dos alunos às ações empreendidas pela Prefeitura. “Queremos as famílias junto conosco na busca pela melhoria da nossa rede educacional”, disse ele, lembrando que, em suas gestões anteriores, chegava a destinar 28% do orçamento municipal para as políticas de Educação, índice acima do determinado pela Constituição Federal (25%). “Tivemos a oportunidade de fazer e vamos voltar à Prefeitura para dar à Educação a qualidade que ela merece”.

Na área do Esporte, Carlos Eduardo pretende retomar as olimpíadas escolares e oferecer bolsas de estudo como estímulo ao desempenho de alunos em sala de aula e à descoberta de novos talentos. Além disso, reforçou sua proposta de construir quadras esportivas em todas as escolas do municípios, como já fazia quando era prefeito. “Temos não só experiência na administração da cidade, mas uma experiência exitosa e aprovada pela população de Natal. Estamos preparados para voltar e resgatar a nossa cidade”, pontuou o candidato do PDT, no encerramento de sua participação no debate.