Blog editado a partir de Natal/RN - Brasil.

Publicidade
Instagram
Twitter
Publicidade
Buscar
Calendário
junho 2017
S T Q Q S S D
« maio    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  
Publicidade
Publicidade

Posts da ‘EDUCAÇÃO’

Prêmio Estácio de Jornalismo encerra período de inscrição com recorde de reportagens participantes

Com 386 matérias jornalísticas, sétima edição superou a de 2016 em 17%; finalistas serão anunciados em agosto

Com recorde de reportagens, o Prêmio Estácio de Jornalismo encerrou o prazo para inscrição no dia 25/06. No total 386 reportagens vão concorrer em 9 categorias, com premiações variando entre R$ 10 mil (mídias regionais), R$ 15 mil (mídias nacionais) e R$ 25 mil (Grande Prêmio Estácio). A edição 2017 registrou um aumento de 17% em relação ao prêmio de 2016, que contou com 331 matérias concorrentes.

Este ano a premiação conta com a participação de veículos de imprensa de 24 estados e do Distrito Federal. Somando as reportagens jornalísticas inscritas nas sete edições, são mais de 1.800 entre as mídias impressa (jornais e revistas), TV, rádio e internet.

JULGAMENTO

A apreciação das reportagens será realizada em três etapas: na primeira, uma comissão da Estácio ficará encarregada de fazer a pré-seleção dos trabalhos. Caberá a esta comissão averiguar se as matérias seguem os critérios definidos pelo regulamento.

As reportagens que atenderem aos critérios do regulamento serão encaminhadas para a Comissão de Seleção. Esta comissão será integrada por professores de Jornalismo da Estácio, com atuação no mercado de trabalho em várias partes do país. Caberá a eles indicar os 3 (três) finalistas de cada categoria (Impressa, TV, Rádio e Internet), nas modalidades Nacional e Regional.

Na terceira e última etapa, uma Comissão de Premiação, composta por formadores de opinião de projeção nacional, terá a função de escolher os nove vencedores do Prêmio Estácio de Jornalismo – edição 2017 (nas 8 categorias e do prêmio principal, o Grande Prêmio Estácio de Jornalismo 2017). Os membros da Comissão de Premiação serão conhecidos e divulgados ao longo do processo.

RESULTADOS

Os finalistas terão seus nomes divulgados em agosto e o anúncio dos vencedores será feito durante solenidade, em outubro, em lugar e data a serem divulgados oportunamente. Só nesta data serão divulgados os nomes dos vencedores.

Informações:

Andre Marins: (21) 3311-9835

Fernanda Andrade: (21) 3311- 9866

Luciana Velho: (21) 3311-8940

E-mail: imprensa@estacio.br

Site: www.premioestaciodejornalismo.com.br

Mídias Sociais:

Facebook: www.facebook.com/PremioEstacioDeJornalismo

Twitter: https://twitter.com/premioestacio

 

Estudantes criam identidade visual para nova campanha de sustentabilidade do TCE/RN

Alunos dos cursos de Publicidade e Propaganda e Jornalismo da Universidade Potiguar, integrante da rede Laureate, se destacaram na criação da identidade visual para o Programa de Gestão Ambiental e Responsabilidade Social do Tribunal de Contas do Estado (TCE/RN). A solenidade de Implementação, realizada no dia 14 de junho, marcou o início da campanha.

A atividade de criação de identidade foi desenvolvida pelos alunos voluntários da Agência Escola da Universidade, sob orientação dos professores Cristina Vidal e Thiago Garcia. Além do logotipo, foram idealizadas as possibilidades de usos dos aspectos visuais do programa em produtos como: canecas, camisetas, lixeiras e ecobags.

A cada semestre, a Agência possibilita que 6 alunos de Jornalismo e 6 alunos de Publicidade e Propaganda vivenciem experiências práticas na área de Comunicação. O Tribunal de Contas do Estado firmou a parceria com a UnP, por acreditar no potencial criativo dos jovens estudantes.

No encontro foi lançado o Plano de Logística Sustentável (PLS) e apresentado o logotipo da campanha de sustentabilidade “SER TCE” a todos os servidores do Tribunal, a fim de promover a conscientização acerca das questões ambientais.

Estudante de Medicina ganha prêmio de centro de pesquisa mais importante dos EUA

 

O estudante de Medicina da UnP, Nilson Nogueira Mendes Neto, levou duas pesquisas desenvolvidas na Instituição para apresentação em eventos nos Estados Unidos. O futuro médico conquistou destaque internacional com os estudos acerca do Zika Vírus e da Cefaleia, levando prêmio do National Institute of Health (NIH), mais importante centro de pesquisa em Saúde e Serviços Humanos dos EUA, pela relevância do trabalho sobre o tratamento neurocirúrgico da Neuralgia do Trigêmeo, um tipo de dor facial grave.

 

 

Na ocasião, Nilson pôde ministrar palestra no Congresso Anual da Academia Americana de Neurologia (AAN), em Boston, sobre a Síndrome Congênita do Zika no Nordeste do Brasil. Outra conquista foi a apresentação de estudo sobre o tratamento de cefaleia em salvas, um tipo mais grave da doença, que causa dores mais intensas. Como resultado do trabalho, a pesquisa foi reconhecida pela AAN como uma das melhores realizadas por um estudante de Medicina.

 

O jovem foi ainda selecionado para o programa científico da Associação de Médicos Cientistas Americanos (APSA), para a profundar suas pesquisas. Essa não foi a primeira vez que o aluno da Universidade Potiguar, integrante da rede Laureate, ganhou destaque internacional. Em 2016, ele foi o único na história do Congresso de Infectologia da Sociedade Americana de Doenças Infecciosas (Infectious Diseases Society of America – IDSA) a ser escolhido para uma apresentação oral de trabalho, a forma mais concorrida de apresentação em congressos médicos.

Prefeitura do Natal participa da III Conferência Nacional de Alternativas para uma Nova Educação

A Prefeitura do Natal foi representada em Brasília durante a III Conferência Nacional de Alternativas para uma Nova Educação (III Conane), pela titular da Secretaria Municipal de Educação, professora Justina Iva de Araújo Silva, e pela assessora pedagógica do Setor de Educação em Tempo Integral, Giovanna de Araújo Silva. O evento aconteceu de 15 a 17 de junho no Centro de Aperfeiçoamento dos Profissionais (EAPE).

Em pauta durante o evento temas como sustentabilidade, territórios educativos, fortalecimento e expansão das escolas inovadoras e ruptura e ousadia na educação, com a participação de educadores de todo o Brasil e do Chile, que compartilharam durante os três dias experiências exitosas na rede pública de ensino.

Além do compartilhamento de experiências, a programação contou com oficinas, rodas de conversa sobre temas como educação integral, tecnologia e educação dos povos tradicionais.

Durante o III Conane foi iniciado um conjunto de ações em rede, em que os participantes divididos em 10 grupos temáticos debateram e elaboraram um plano de ação para ser realizado coletivamente até o Conane 2019. Entre os temas abordados estão “Fortalecimento das escolas em processo de inovação e criatividade – suporte e continuidade”, “Construção do PPP com autonomia pedagógica”, “Educador: doença e solidariedade”, “O desafio pedagógico da alfabetização: crianças e adultos”, “Inclusão, diversidade e gênero nas escolas”.

Entre as atividades que participou durante o III Conane, a professora Justina Iva se fez presente na discussão sobre a facilitação do diálogo nas escolas, e foi expositora durante uma roda de conversa com o tema “A crise institucional da escola pública e o papel do Estado”.

Polo UAB Natal abre inscrições para cinco cursos de pós-graduação com 180 vagas

O Polo Municipal de Apoio Presencial do Sistema Universidade Aberta do Brasil (Polo UAB Natal) divulga aos professores, gestores e servidores públicos da Rede Municipal de Ensino de Natal, a abertura de cinco cursos de especializações em formação docente e gestores públicos, totalmente gratuitos e na modalidade a distância. Estão sendo ofertadas no total 180 vagas para Natal.

O Polo UAB Natal funciona como órgão integrante da estrutura administrativa da Secretaria Municipal de Educação e tem suas instalações físicas no Centro Municipal de Referência em Educação Aluízio Alves (Cemure). É um polo municipal de apoio presencial e de cursos superiores de instituições públicas de ensino superior na modalidade à distância para o Sistema Universidade Aberta do Brasil.

Aos interessados estão abertas as inscrições para os processos seletivos para os cursos superiores de pós-graduação Lato Sensu na moda de Especialização (Edital 31/2017) e em nível de Especialização em Gestão Pública (Edital 32/2017). Os cursos são oferecidos pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN), em parceria com a Universidade Aberta do Brasil – UAB, com ingresso no segundo semestre letivo de 2017.

São ofertados os seguintes cursos: Literatura e Ensino (60 vagas), Ensino de Língua Portuguesa e Matemática em uma Perspectiva Transdisciplinar (30 vagas), Ensino de Matemática para o Ensino Médio (30 vagas), Educação Ambiental e Geografia do Semi-árido (30 vagas) e Gestão Pública (30 vagas).

A inscrição do candidato será feita exclusivamente via INTERNET, no Portal do Candidato, por meio do sítio do Sistema Gestor de Concursos (SGC) do IFRN (http://processoseletivo.ifrn.edu.br), no período de 12 de junho de 2017 a 26 de junho de 2017, até 18h (horário local).

 

Polo UAB Natal

O funcionamento do Polo Municipal de Apoio Presencial do Sistema Universidade Aberta do Brasil (Polo UAB Natal) foi instituído em 2008, por meio de um Termo de Compromisso assinado entre a Prefeitura do Natal e o Ministério da Educação, passando a funcionar como órgão integrante da estrutura administrativa da SME.

De acordo com o coordenador do Polo UAB Natal, o professor João Maria de Castro Pontes, o Polo oferece diversos cursos na modalidade a distância e todos de forma gratuita, em parceria com as instituições públicas de ensino superior (Ufersa, UFRN e IFRN). “Acredito que é uma das ações de grande importância da Secretaria de Educação e da gestão do prefeito Carlos Eduardo, em ofertar a formação inicial e continuada para o professor do seu município”, disse.

O professor Castro Pontes conta que no ano de 2016, várias turmas foram concluídas e os alunos colaram grau. Foram cursos de especialização, tecnológico, licenciatura e bacharelado, como Educação Ambiental, Ensino de Matemática, Literatura e Ensino, Administração Pública, Letras Português e Pedagogia.

O coordenador João de Castro destaca que estão em andamento os cursos de Licenciatura em Espanhol (IFRN – UAB Natal) e Matemática e Computação (Ufersa – UAB Natal), com previsão de conclusão para 2018.

“Os cursos são a distância, porém acontecem três momentos presencias, como na abertura com a aula inaugural, com as provas que são online e por agendamento e a defesa do TCC. Podendo ocorrer também algum encontro presencial para a retirada de dúvidas e revisões dos alunos que procuram a coordenação do Polo UAB Natal e utilizam o laboratório de informática no Cemure. Os cursos possuem tutores (professores mediadores) a distância e presencial”, explicou João de Castro.

A estrutura física do Polo UAB Natal possui acervo bibliográfico, laboratório de Matemática, laboratório de Informática com 32 computadores, duas redes de internet e sala da coordenação. “Trabalhamos em regime de parceria. Se não estivermos utilizando os nossos laboratórios, nós sedemos para alguma formação da SME, pois acreditamos que as parcerias são fundamentais”, concluiu.

Presidente do CREF16/RN é recebido pelo Reitor da UNI-RN

Na última sexta-feira (09) o Presidente do CREF16/RN, Francisco Borges de Araujo CREF 001001-G/RN, foi recebido em audiência pelo Reitor do Centro Universitário do Rio Grande do Norte (UNI-RN), Dr. Daladier Pessoa Cunha Lima. No encontro, ficou estabelecido uma importante parceria entre estas instituições. Estiveram presentes os Profissionais Paulo Sérgio Santa Rosa Castim CREF 000543-G/RN coordenador adjunto do UNI-RN e Aluisio Alberto Dantas, coordenador de Pesquisa e Pós-Graduação do UNI-RN.

No mês de agosto, na colação de grau, acontecerá a entrega de Cédula de Identidade Profissional na solenidade de formatura dos graduandos em Educação Física desta Instituição. Por outro lado, o CREF16/RN divulgará os eventos acadêmicos do UNI-RN em suas redes sociais e na sede do Conselho.

“Estaremos dando início a uma parceria entre instituições que trabalham pela Educação Física no Rio Grande do Norte. Enquanto uma instituição é responsável pela formação, a outra responde pela habilitação.  Sendo assim, estaremos dando qualidade ao trabalho do Profissional de Educação Física para atender à sociedade Potiguar“, explica Borges, Presidente do CREF16.

Professores Mediadores de Leitura discutem a importância da biblioteca nas escolas da rede pública de Natal

Foto Adrovando Claro

Dentro do processo contínuo de formação pedagógica dos professores da Rede Municipal de Ensino de Natal, cerca de 70 mediadores de leitura que atuam nas bibliotecas das escolas participaram do “3º Encontro de Formação Entre Leituras e Leitores: Mediadores”, nesta segunda-feira (12) com o tema “Biblioteca e sala de aula: estratégias para uma parceria no trabalho de formação de leitores”. O encontro aconteceu no Centro Municipal de Referência em Educação Aluízio Alves (Cemure).

De acordo com a professora formadora da Secretaria Municipal de Educação, Mirian Dantas de Araújo (Mirianzinha), os objetivos da formação são socializar e recomendar obras literárias, contribuir para o desenvolvimento de comportamentos leitores e discutir estratégias que possibilitem ações conjuntas de promoção da leitura envolvendo biblioteca e sala de aula.

As atividades foram iniciadas com o momento de acolhida – “Deixe junho pro São João”, de Manoel Cavalcante, em seguida, os mediadores participaram das atividades “Adivinhe se puder”, “intercâmbio entre escolas: o que nós vivenciamos?”, atividade em grupo: construindo parcerias e as discussões sobre as estratégias de leitura e a avaliação.

A professora Mirianzinha conta que as bibliotecas municipais têm um acervo muito bom e cita alguns atores que são sugeridos para os mediadores trabalharem nas escolas. “Além de Monteiro Lobato, também trabalhamos com as obras de Ziraldo, Ruth Rocha, Ana Maria Machado, Bartolomeu Campos Queiros, diversos autores potiguares, entre eles, José de Castro, Salizete Freire, Manoel Cavalcante, Daniel Campos e tantos outros. E também alguns autores estrangeiros estamos discutindo as suas obras”, disse. “A nossa ideia é que o plano de leitura não seja apenas da biblioteca, é sim, de toda a escola, que extravase para a comunidade e as famílias”, concluiu.

A professora formadora da SME, Rosa Magda dos Santos, conta algumas ações que foram vivenciadas no intercâmbio entre escolas. “Vivenciamos diversas atividades, como Calçadão Literário, Clube de leitura da família, alunos mediadores, assombro literário, semana no cinema, biblioteca aberta no recreio, produção literária de alunos e depoimentos, espaço e acervos organizados e a parceria com a sala de aula”.

A mediadora de leitura da Escola Municipal Ivonete Maciel, Cláudia Fernandes, falou da sua participação no intercâmbio de experiências leitoras. “Visitei a biblioteca da Escola Municipal Celestino Pimentel e fomos acolhidos de forma maravilhosa com muito cuidado, atenção e carinho. Os mediadores de leitura da Celestino estão de parabéns. A biblioteca é muito organizada, com acervo separados por gêneros e cores”. Para Cláudia Fernandes, o intercâmbio foi produtivo e dinâmico, possibilitando trocas e muito aprendizado.

O encontro de formação é conduzido pelas professoras formadoras Mirian Dantas de Araújo, Rosa Magda dos Santos e Carolina Cândido do Amaral.

Prêmio Estácio de Jornalismo 2017 tem inscrições prorrogadas até 25 de junho

Jornalistas poderão inscrever suas reportagens direto pelo site da premiação; R$ 125 mil serão distribuídos para as melhores matérias do ano sobre ensino superior

 

Jornalistas de todo o Brasil ganharam um tempo extra para participar da edição 2017 do Prêmio Estácio de Jornalismo. As reportagens veiculadas no país entre 11 de junho de 2016 e 10 junho de 2017, que tenham o Ensino Superior como tema central, poderão ser enviadas até o dia 25 de junho de 2017. Cada concorrente poderá inscrever até 5 (cinco) reportagens. A premiação irá distribuir R$ 125 mil para as melhores matérias do ano produzidas sobre o tema.

As reportagens poderão ser inscritas no site www.premioestaciodejornalismo.com.br. Além de cadastrar as informações sobre as reportagens, é possível fazer o upload dos arquivos das matérias pela plataforma de inscrição online. O processo é seguro e rápido.

O Prêmio Estácio de Jornalismo é hoje o único em nível nacional dedicado exclusivamente a esta temática. Desde sua criação, o prêmio vem demonstrando um crescimento expressivo na quantidade de reportagens inscritas e na qualidade dos conteúdos produzidos pelos jornalistas. Até o momento, o prêmio registrou a participação de mais de 1.000 jornalistas e profissionais de imprensa, que inscreveram um total de mais de 1.400 reportagens veiculadas em 25 estados e no Distrito Federal. Foram mais de 100 premiados, entre concorrentes individuais e equipes, desde 2011.

 

Resultados

Os finalistas terão seus nomes divulgados em agosto e o anúncio dos vencedores será feito durante solenidade, em lugar e data a serem divulgados oportunamente.

Sede própria do CMEI Professor José Carlos Bezerra será entregue nesta terça-feira

Foto Adrovando Claro

A Prefeitura do Natal entrega nesta terça-feira (13), para a população do bairro de Igapó, na Zona Norte, o prédio próprio do Centro Municipal de Educação Infantil Professor José Carlos Bezerra de Jesus Filho. A inauguração vai acontecer às 16h30 na unidade de ensino localizada na Rua Bela Vista, S/N. Esta é a 18ª unidade de ensino entregue pelo prefeito Carlos Eduardo desde 2013 até esta data.

O CMEI Professor José Carlos Bezerra de Jesus Filho atende 247 crianças dos níveis II, III e IV da Educação Infantil, e funcionava até então, em um espaço alugado pela Secretaria Municipal de Educação (SME).

A nova estrutura física do CMEI conta com cinco salas de aula, secretaria, direção, refeitório, cozinha, lavanderia, banheiros femininos e masculinos com chuveiros, além do banheiro adaptado para pessoas com deficiência ou pouca mobilidade. A estrutura conta também com rampas de acesso. A obra foi executada pela empresa Conarte – Projetos, Construções e Serviços LTDA, com investimentos de R$ 190 mil do orçamento próprio da Prefeitura do Natal.

De acordo com a chefe do Setor de Orçamentos, Conferência e Manutenção da SME, Miriam Neri de Almeida, o CMEI funcionava em um imóvel alugado, e não foi encontrado um terreno adequado para construir a nova sede na região. “Como a demanda é grande da população do bairro de Igapó para a Educação Infantil, e a SME não encontrava um terreno para construir a sede do CMEI Professor José Carlos Bezerra, então utilizamos uma área existente na Escola Municipal Irmã Arcângela, que possuía um prédio grande. Parte do prédio passou por total melhoria nas instalações físicas para sediar o CMEI Professor José Carlos Bezerra”.

O fiscal da obra e engenheiro do Departamento de Engenharia e Arquitetura da SME, Eduardo Pagnoncelli, explicou que foi construído um muro dividindo a escola do novo CMEI, e as melhorias nas instalações físicas foram realizadas por meio de um projeto de adequação para funcionar a unidade infantil. “Foram reformados todos os banheiros, todas as salas, parte elétrica e hidráulica, revisão de cobertura, foi feito ainda as rampas de acesso, cozinha, refeitório e a parte administrativa foram todas adequadas e reformadas, sendo toda a estrutura praticamente nova”.

O Centro de Educação Infantil Professor José Carlos Bezerra atende crianças dos três anos de idade aos cinco anos e 11 meses, nos níveis II, III e IV da Educação Infantil. A unidade de ensino conta com 10 educadores infantil, cinco estagiários, três auxiliares de serviços gerais, uma assistente de secretariado, dois auxiliares de cozinha, uma merendeira, dois porteiros diurnos e quatro porteiros noturnos.

 

Professor José Carlos Bezerra de Jesus Filho

Nasceu em São Gonçalo do Amarante no dia 05 de junho de 1952, sendo filho de Francisca Emiliano de Jesus e José Carlos Bezerra de Jesus. Filho de família pobre, sem condições de custear os estudos, começou a ministrar aulas em casa, para ajudar a suprir algumas demandas da família. Com esforços próprios, ajuda e incentivo de sua mãe, foi o único de seus irmãos que conseguiu o êxito da graduação em um curso superior.

A primeira escola a trabalhar foi a Escola Estadual Potiguassu. Entrou para a Rede Municipal de Natal em 1979, e atuou na Escola Municipal Irmã Arcângela, ministrando aulas para as turmas de 4ª série e alfabetização. Também atuou na Escola Municipal Vicente de França Monte (São Gonçalo do Amarante) e Instituto de Cegos.

Dos seus 24 anos de trabalho na Escola Municipal Irmã Arcângela, atuou na função de coordenador pedagógico e foi candidato ao cargo de vice-diretor e professor.

No 2000 foi acometido por um grave problema de saúde, mas resistiu e continuou servindo e ajudando aos que estavam ao seu redor. Em 25 de setembro de 2004, sofreu outra crise de saúde e, desta vez, não resistiu. Adormeceu. Deixou saudades aos familiares e amigos, que o reconhecem como um ser humano fantástico. Admirado por suas virtudes, era também conhecido e respeitado no bairro de Igapó, onde viveu até seus últimos dias.

Saque no FGTS ajuda a limpar nome nos órgãos de proteção ao crédito

Porém, além de ter em mãos o recurso financeiro para liquidar a dívida, é importante conhecer a regras do Direito do Consumidor, alerta especialista

 

O saque das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), que teve a quarta fase iniciada neste sábado (10), tem sido uma solução para “limpar” o nome dos orgãos de proteção ao crédito. E ter o nome negativado na praça é mesmo motivo de dor de cabeça para boa parte da população.

Aproximadamente 60,1 milhões de brasileiros estão com restrições ao CPF, enfrentando problemas para contratar empréstimos, financiamentos ou realizar compras parceladas, o que representa quase 40% da população brasileira adulta. Estes dados foram apurados pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL).

Porém, além de ter em mãos o recurso financeiro para liquidar a dívida, é importante conhecer a regras do Direito do Consumidor para estes casos. De acordo com o professor da faculdade Estácio, doutor em Direito do Consumidor, Marcus Vinicius Andrade, ao não pagar uma dívida, o consumidor pode ser incluído em órgãos como SPC, Serasa, SCPC.

No entanto, há uma obrigação por parte do fornecedor de notificar o cliente cinco dias antes da inclusão da dívida. “Este prazo é dado para que a pessoa tenha ciência e possa tomar as providências caso não tenha conhecimento da dívida, ou possa comprovar que a quitou, caso a empresa não tenha atestado o pagamento”, explica o professor. Ele acrescenta ainda que a notificação deve ser comunicada, preferencialmente, em um documento físico – de papel.

Além disto, o prazo máximo para o registro nos órgãos de proteção ao crédito é de cinco anos, acrescenta Andrade. “Após este período, a retirada do nome é automática e não pode constar nem o registro de que a pessoa esteve endividada. Isso não quer dizer que a dívida foi perdoada. A dívida continua. A anotação nos órgãos de proteção é que não existirá mais”, esclarece.

No caso de o consumidor efetuar o pagamento, o fornecedor tem o dever de retirar o seu nome de imediato – não é necessário a pessoa ir até o órgão solicitar a remoção. “Se o consumidor estiver em dia e há um cadastro como devedor, é possível até entrar com uma ação de dano moral. Principalmente, se a pessoa foi impedida de realizar uma compra por causa desse registro”, alerta. Geralmente, é dado um prazo de cinco dias para que o nome seja retirado do cadastro.

Resultado do ProUni está disponível na internet

O resultado da edição do segundo semestre do Programa Universidade para Todos (ProUni) já está disponível na internet. O prazo para se candidatar a uma bolsa do programa terminou na sexta-feira (9) e, até as 12 h daquele dia, o sistema registrou mais de 370 mil estudantes inscritos e mais de 720 mil inscrições. O estudante pode selecionar até duas opções de curso, entre as 27.237 disponíveis.

Neste processo seletivo, o ProUni oferta 147.492 bolsas em 1.076 instituições privadas de educação superior em todo o país. O número de bolsas oferecidas é 17% maior do que na segunda edição do programa do ano passado. Do total de bolsas, 67.603 são integrais e 79.889, parciais.

O estudante tem até o dia 19 de junho para procurar a instituição de ensino para a qual foi pré-selecionado a fim de comprovar as informações prestadas na inscrição. A perda do prazo ou a não comprovação das informações implicará, automaticamente, a reprovação do candidato.

(Agência Brasil)

Zona Norte terá Ecoponto na Semana do Meio Ambiente

O ponto de coleta de lixo eletroeletrônico estará na Estácio Zona Norte do dia 6 a 9 de junho

 

Os moradores da Zona Norte de Natal podem contar com a estrutura da faculdade Estácio para o descarte de lixos eletrônicos. A instituição está participando da sexta campanha de recolhimento de resíduos eletroeletrônicos realizada pela Prefeitura do Natal de 6 a 9 junho – na Semana do Meio Ambiente. A Estácio Zona Norte está localizada na Av. Henrique Dias, bairro Igapó.

Para quem tem dúvidas, o lixo eletrônico é todo resíduo material produzido pelo descarte de equipamentos eletrônicos, como por exemplo, peças de televisores, computadores, impressoras, celulares, calculadora, etc. Estes materiais não devem ser jogados junto ao lixo comum. O descarte correto é importante para evitar a contaminação e poluição do meio ambiente.

Para a coordenadora acadêmica da Estácio Zona Norte, Carolline Candeias, a faculdade enquanto instituição de ensino tem a responsabilidade de estimular entre os estudantes e a população boas práticas. “É imprescindível para a Estácio participar desta campanha. Queremos ser referência para a comunidade como um local aberto para ações educativas e sociais”, ressalta.

Segundo o Programa da ONU para o Meio Ambiente (Pnuma), cerca de 40 milhões de toneladas de lixo eletrônico são geradas por ano no mundo e entre os países emergente, o Brasil é o que mais gera lixo eletrônico. A cada ano o Brasil descarta cerca de 97 mil toneladas métricas de computadores; 2,2 mil toneladas de celulares; e 17,2 mil toneladas de impressoras.

Fisioterapia auxilia saúde da mulher

A Clínica de Fisioterapia da Estácio Ponta Negra oferece tratamento gratuito para o público feminino que necessita de atendimento

 

O corpo feminino passa por muitas transformações que podem repercutir de forma negativa na saúde, se não tratados. Mulheres grávidas, puérperas, ou no climatério podem recorrer à Fisioterapia para o alívio e, por vezes, à solução total dos inconvenientes da fase por que passam. A Clínica de Fisioterapia da Estácio Ponta Negra está com vagas abertas para este atendimento especializado na Saúde da Mulher. O tratamento é gratuito e aberto para toda a comunidade.

De acordo com a professora de Fisioterapia Larissa Varela, o foco das sessões são para pessoas com disfunções no assoalho pélvico, com problemas de constipação, incontinência urinária/fecal/gases, prolapsos genitais (“bexiga baixa”) ou até com disfunções sexuais. Em relação a estes casos, a Fisioterapia atua como “uma forma não invasiva de tratamento, e apresenta resultados positivos e de duração prolongada, além de diminuir a necessidade de cirurgias e do uso de medicamentos, sem complicações e efeitos colaterais”, explica.

A Clínica de Fisioterapia da Estácio também tem vagas para atendimentos especializados na promoção à saúde com gestantes e puérperas – prevenindo e tratando de dores nas costas devido à gestação, com a realização de exercícios de relaxamento e exercícios respiratórios para aliviar a dor do parto. Além destas, pacientes mulheres ou homens, com queixas urológicas, ginecológicas e proctológicas também podem recorrer às sessões de Fisioterapia na Clinica Escola.

As pessoas interessadas nos tratamentos podem entrar em contato pelo número 3132-0521, para mais informações e/ou agendamento. Os atendimentos são realizados por estudantes supervisionados por professores na Clínica de Fisioterapia da Estácio, localizada na Rua Professora Dirce Coutinho, 1713, Capim Macio – Natal/RN.

Alunos realizam vernissage com releituras de obras potiguares

O evento, que acontece na próxima quarta-feira, 31, na Casa Escola, terá ainda apresentações musicais e de teatro

 

Os alunos do Instituto Educacional Casa Escola receberão artistas potiguares na próxima quarta-feira, 31, para mais uma edição do vernissage dedicado às produções artísticas realizadas pelos estudantes durante o primeiro trimestre letivo do ano. As obras são releituras de artistas potiguares ou cujos trabalhos se destacam no Rio Grande do Norte, que foram homenageados na Agenda 2017 da instituição.

Para expressar um pouco das experiências adquiridas a partir do contato com as obras potiguares, cada turma produz um trabalho artístico diferente. O 9º ano, por exemplo, fará um painel coletivo sobre o grafite, uma vez que o artista escolhido por eles é Augusto Furtado, grafiteiro natalense que assina a obra que introduz o mês de março na agenda.

A ideia é apresentar os trabalhos para pais, familiares e para a comunidade escolar, além de dialogar junto aos artistas locais sobre as obras estudadas. Entre os nomes cujas obras foram cedidas para ilustrar a agenda estão o cartunista Rodrigo Brum, a ilustradora Juliana Juaquina, o grafiteiro Arbus, e o quadrinista Marcos Guerra, os dois últimos são presença confirmada no vernissage.

A diretora da escola, Priscila Griner, acredita que a arte é um vetor importante na condução de diversas ações pedagogias. “A Casa Escola considera importante o ensino de arte associado ao estudo das obras e dos artistas potiguares. Entram em jogo não apenas o ensino artístico, mas o reconhecimento enquanto grupo social e cultura regional”, comenta.

A abertura do evento, que acontece desde 1998, está programada para as 18h, e na ocasião também haverá apresentações musicais e teatrais que guardam alguma relação com as obras de inspiração. Por exemplo, o 3º Ano Vespertino fará uma curta encenação do conto “O Homem que pôs o ovo“, de Câmara Cascudo. O texto do folclorista potiguar foi materializado em um quadro pelo artista Adonias Assunção, que cedeu sua obra de arte para ilustrar a capa da agenda de Casa Escola.

A exposição segue para visitação do público até a sexta-feira, 02, no horário de funcionamento da escola, de 7h às 18h. A Escola fica localizada na Rua João Alves Flor, 3711, em Candelária.

Serviços como Uber e Airbnb e sistemas de governo em discussão

Os projetos ‘Direito ao Cinema’ e ‘Sociedade de Debates’ reúnem estudantes de Direito para discussões de temas políticos, sociais e econômicos

 

A atual legislação parece não alcançar o desenvolvimento digital e suas influências na sociedade. A prova disto é a falta de regulamentação de aplicativos como Uber e Airbnb, que oferecem o serviço de transporte e hospedagem, respectivamente. Mas, qual deve ser o posicionamento jurídico sobre estas questões? Deve ser liberado o uso, ou proibido até que existam leis próprias? Esses questionamentos serão debatidos, e posicionamentos defendidos, durante o debate-treino da Sociedade de Debates deste sábado (27), às 9h, na Estácio Alexandrino.

Já o projeto Direito ao Cinema exibe o filme alemão “A Onda” neste mesmo sábado (27), às 14h, na Estácio Romualdo. Dirigido por Dennis Gansel, a película é baseada no livro homônimo de Morton Rhue. Apesar de se tratar de uma ficção, ele foi baseado em uma história real, que aconteceu em Palo Alto, na Califórnia, quando o professor de história Ron Jones tentava explicar o nazismo para seus alunos, em 1967. A experiência, que deveria durar um dia, durou quase uma semana e fugiu do controle de Jones, que não pôde mais lecionar.

Para debater o assunto do filme “A Onda”, abordando a formação de estados totalitários e o fascismo, estará no evento o professor, advogado, mestre em Direito Constitucional pela UFRN e doutorando em Direito Público pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, Ricardo Duarte.

O acesso os dois eventos é gratuita e aberta ao público. Podem participar estudantes do curso de Direito e interessados no assunto, para debater e/ou assistir à atividade. Para alunos de outras faculdades é fornecido um certificado de participação.

Jovens líderes sociais têm até 31 de maio para se inscreverem no Prêmio Laureate Brasil

O prêmio é aberto a todos autores ou coautores em projetos sociais, sem necessidade de vínculo com a Universidade Potiguar

 

As inscrições para o Prêmio Laureate Brasil se encerram no dia 31 de maio. Jovens que lideram projetos sociais e que promovem mudanças significativas nas comunidades em que atuam podem realizar a inscrição no site www.premiolaureatebrasil.com.br e concorrerem ao prêmio de US$ 2.000,00.

 

Quem pode participar

A participação é aberta a jovens de 18 a 29 anos, sem necessidade de vínculo com a Universidade Potiguar, que sejam autores ou coautores de projetos sociais em atividade há pelo menos um semestre, e que gerem impactos positivos na comunidade em que estão inseridos.

 

Etapas e Premiação

No âmbito nacional são selecionados até 12 jovens que participarão de uma capacitação em Empreendedorismo Social, organizada em duas etapas: on-line e presencial. A iniciativa, além de preparar os jovens para melhorar a performance empreendedora, estimula os negócios sociais com o prêmio de US$ 2.000,00 (dois mil dólares).

 

Cerimônia de Premiação

O Prêmio deste ano terá a Cerimônia de Premiação sediada na Universidade Potiguar, integrante da rede Laureate, no dia 9 de novembro. A participação proporciona ainda visibilidade mundial aos projetos, através de um ambiente global de jovens lideranças de diversos países, por meio da rede colaborativa de programas interligados YouthActionNet® e com outros empreendedores sociais e potenciais investidores.

Todas as informações sobre a premiação e regulamento pode ser consultados na página do prêmio www.premiolaureatebrasil.com.br

Faculdade promove debates entre estudantes de Direito

Dentro da programação deste sábado (20) estão os projetos Direito ao Cinema e Sociedade de Debates com discussões sobre racismo e direitos humanos

 

O Projeto Direito ao Cinema dá continuidade à sua programação de filmes e debates com a exibição do documentário “A 13º Emenda” neste sábado (20), às 9h, na Estácio Alexandrino. Além da exibição deste filme, haverá no período da tarde o encontro da Sociedade de Debates também na Estácio Alexandrino. Este debate-treino terá como tema adoção de crianças por casais homoafetivos.

O documentário, da diretora americana Ava DuVernay, é uma visão intensa sobre como o sistema presidiário dos dias de hoje tem elos com a escravidão. Ele escancara como a escravidão germinou um sistema de criminalização e prisão dos negros nos Estados Unidos da América (EUA). Após a exibição, haverá uma roda de conversa com o professor, advogado e mestre em Direito Constitucional, Pedro Lucas de Moura Soares, que irá tratar das questões levantadas pelo documentário envolvendo direitos humanos e racismo.

Segundo o professor do curso de Direito da Estácio, Luis Felipe Pinheiro Neto, estas duas atividades visam estimular entre os estudantes uma série de habilidades, além do conhecimento da doutrina específica do Direito e da jurisprudência. “Nestes debates os alunos poderão aplicar suas habilidades textuais e argumentativas, bem como postura profissional, apresentando uma linguagem técnica e estratégias para cativar o público com princípios básicos da oratória”, explica.

Os dois eventos são abertos à comunidade gratuitamente. A Estácio Alexandrino fica localizada na Av. Alexandrino de Alencar, 708, bairro Alecrim. Para mais informações, ligar para o telefone: 3198-1637.

Moradores da zona norte de Natal contam com atendimento sociojurídico gratuito

Todas as segundas e quartas-feiras, das 9h às 13h, estudantes dos cursos de Serviço Social e Direito da faculdade Estácio de Natal se reúnem na Central do Cidadão da Zona Norte – localizado no shopping Estação. Eles vão até o local prestar atendimentos sociojurídicos à comunidade, gratuitamente, por meio de parceria do Núcleo de Práticas Jurídicas da Estácio (NPJ) e o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN).

Os alunos são supervisionados pelos professores dos cursos, que ficam a postos para orientações jurídicas e encaminhamentos de processos, caso haja necessidade. De acordo com a professora de Serviço Social da Estácio, Paula Soares, no local são recebidas somente demandas relacionadas à Vara de Família. São casos que envolvem pensão alimentícia, direito do idoso, violência contra a mulher, violência sexual, entre outros.

“Quando há uma necessidade de processo judicial, encaminhamos para o Núcleo de Prática Jurídica da Estácio, que dá o prosseguimento. Mas, quando há situação de violação de direitos, levamos às instâncias oficiais/públicas para o caso, como delegacia, conselho tutelar ou centro de referência social”, relata a professora.

Para Paula Soares, a inserção do curso de Serviço Social no NPJ, envolve uma atividade complementar ao atendimento burocrático junto aos usuários da Prática Jurídica. “Os estudantes de Serviço Social atuam na observação e intervenção das questões sociais envolvidas nos casos. Na maioria, são conflitos familiares que abrangem o consumo de drogas, violência, negligência, violação de direitos, tudo o que é ofertado pela exclusão social”, coloca.

Para o atendimento não é necessário agendamento prévio. Ao chegar ao local a pessoa será atendida, passada por uma triagem, e o caso será encaminhado para as providências cabíveis.

Equipe CEI Mirassol marca presença no maior encontro de educação da América Latina

Liderados pela professora Maria Célia Andrade, diretora pedagógica do CEI Mirassol, um grupo de profissionais da escola está participando do Bett Brasil Educar 2017, o maior evento de tecnologia, educação e inovação da América Latina, realizado de 10 a 13 de maio, no Expo Exhibition & Convention Center, em São Paulo – SP.

Com o tema central “Inovação: Novos Horizontes para a Educação“, o encontro conta com uma ampla programação envolvendo palestras com profissionais de renome nacional e internacional; exposições; feiras e workshops variados. Serão ao todo 133 atividades, divididas e organizadas de acordo com cinco eixos norteadores: Aprendizagem, Práticas de Sala de Aula, Formação de Professores, Gestão e Políticas Educacionais.

Além da professora Maria Célia, a equipe de profissionais que está representando o CEI Mirassol no Bett Educar Brasil até este sábado (13/05), é composta por Renato Andrade (diretor-geral), Corina Amorim (vice-diretora), Heriberto Gade (diretor-administrativo) e Candice Estrela (supervisora pedagógica).

Faculdade promove conscientização do uso do dinheiro público em escolas da cidade

Através de dinâmicas e atividades lúdicas, temas como impostos e fiscalização financeira no Brasil são apresentados aos alunos de escolas públicas. A iniciativa faz parte do projeto Tributação e Cidadania do curso de Direito da faculdade Estácio Romualdo, que tem como proposta disseminar a conscientização a respeito do uso do dinheiro público.

A primeira palestra do ano, realizada pelos estudantes de Direito, ocorreu nesta última segunda-feira (9) na Escola Estadual Vigário Bartolomeu, no bairro de Lagoa Nova. Porém, dentro da programação semestral, está prevista outra atividade no próximo dia 23 ainda na E. E. Vigário Bartolomeu. Outras duas escolas receberão as oficinas até junho.

O projeto abrange o público infanto-juvenil, entre 10 e 17 anos, mas também pode ser direcionado aos estudantes universitários. Com base em informações da Receita Federal, são discutidos quatro pontos principais sobre a tributação brasileira: educação fiscal no contexto social; Estado versus Sociedade; a função social dos tributos; e a gestão democrática dos recursos públicos.

De acordo com Lídio Gurgel, professor do curso de Direito da Estácio Romualdo, que foi capacitado pela Receita Federal para esta atividade, o objetivo é colaborar para o exercício da cidadania da juventude a partir do conhecimento das regras e usos do dinheiro público.

“Nosso projeto trabalha de maneira multidisciplinar e traz discussões da sociedade para dentro da sala de aula. Diante de tantas notícias sobre corrupção e má gestão pública, é importante às crianças e adolescentes terem conscientização sobre seus direitos e deveres e, assim, assumirem o papel de agentes de transformação desta sociedade”, enfatiza o professor.

GENTIDADES – Projeto objetiva humanizar a prática do Direito

Intitulado “Gentidades”, projeto conduzido pela Estácio Romualdo promove debates sociopolíticos entre estudantes de Direito e comunidade

 

O mais novo projeto do curso de Direito da Estácio Romualdo tem como meta ampliar a percepção humanista entre os futuros profissionais de Direito. Desta forma, a ideia do projeto “Gentidades” é levar ao ambiente técnico das leis, discussões sobre cultura, sociologia, política, religião e tudo o mais que compõe uma sociedade. A atividade inaugural desta ação será nesta quinta-feira (11), às 19h, no auditório da Estácio Romualdo, quando haverá um debate sobre o tema “O humano como unidade de todas as coisas”.

“O profissional de Direito não pode se restringir à técnica, às leis e às burocracias. Ele precisa ter a sensibilidade de enxergar o outro, ser humanista, para poder atingir a justiça mais próxima da ideal”, justifica Evandro Minchoni, coordenador do curso de Direito da Estácio Romualdo. O projeto “Gentidades” é baseado no livro homônimo de Darcy Ribeiro.

No livro, o antropólogo, educador, escritor e político realiza três ensaios emblemáticos sobre os problemas que ocuparam o grande intelectual: uma análise de Casa grande & senzala, de Gilberto Freyre; um belo texto que trata dos índios brasileiros; e um ensaio sobre o ex-presidente chileno Salvador Allende, derrubado e assassinado durante o Golpe Militar de 1973. “Assim como no livro, pretendemos analisar com os estudantes as relações sociopolíticas do Brasil e do mundo”, explica o coordenador. A ideia é que o projeto ocorra duas vezes por semestre e é aberto à comunidade.

 

Sobre os conferencistas

No evento desta quinta-feira (11), estarão na mesa de debates o sócio-antropólogo e mulçumano Abdou-Hadi Savadogo, de Burkina Faso – país da África Ocidental e o professor de Direito da Estácio e presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB/RN, Djamiro Acipreste, de religião judaica.

Savadogo é doutorando do Programa de Ciências Sociais da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (PPGCS/UFRN), membro e pesquisador do Observatório Boa-ventura de Estudos Sociais que dá voz e destaque às culturas e realidades invisibilizadas. Também é pesquisador do núcleo Amanar da Casa das Áfricas, Coletivo de pesquisa, formação e promoção de atividades culturais e artísticas relacionadas ao continente africano.

Djamiro Acipreste é especializado em Direito Processual Civil, com diploma em Estudos Avançados (DEA) em Sociedade Democrática, Estado e Direito pela Universidade do País Basco – Espanha; membro da Comissão Nacional da Verdade do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil; presidente da Comissão da Memória e Verdade Advogado Luiz Maranhão – OAB RN; e representante da OAB/RN no Movimento Articulado de Combate à Corrupção (MARCCO).

Programa “Música Potiguar nas Escolas” confirma mais dois shows em escolas da capital

O programa “Música Potiguar nas Escolas”, que faz parte da campanha “Música Potiguar – Nosso Som Tem Valor”, confirmou mais dois shows em escolas da capital potiguar: A Escola Municipal Vereador José Sotero receberá no dia 01 de junho o músico Sérgio Groove, e a escola CEI Romualdo Galvão terá o seu segundo pocket show, com a apresentação de Carlinhos Zens e Diogo Guanabara, no dia 14 de junho.

O programa “Música Potiguar nas Escolas” foi lançado no dia 8 de março, no colégio CEI Romualdo Galvão, tendo como atrações a banda Plutão Já Foi Planeta e a cantora Valéria Oliveira. O principal objetivo do programa é apresentar o trabalho dos artistas potiguares para a nova geração, despertando para a valorização do talento desses profissionais.

Ao longo do ano, outros “pocket shows” serão realizados, em escolas públicas e privadas da cidade, por meio de parcerias a serem firmadas com a Green Point – uma das idealizadoras da campanha “Música Potiguar – Nosso Som Tem Valor”.

A campanha está aberta a receber tanto artistas quanto escolas potiguares interessados em participar do programa “Música Potiguar nas Escolas”. Para participar, é necessário entrar em contato com a Green Point através do e-mail monica@greenpoint.art.br colocando no assunto “Música Potiguar nas Escolas”.

 

SOBRE

Realizada pela Green Point e Dois.a Publicidade em parceria com a InterTV Cabugi, TVU, Rádio Universitária e Tribuna do Norte, a campanha “Música Potiguar – Nosso Som Tem Valor” tem como foco a valorização do trabalho do artista potiguar.

 

COMO ACOMPANHAR?

Para acompanhar as próximas etapas da campanha “Música Potiguar – Nosso Som Tem Valor” acompanhe as redes sociais da Green Point:

YouTube

Facebook.com/greenpointproducoes

Instagram.com/greenpointproduções

Twitter.com/greenpointprod

 

COMO OUVIR?

Ouça a playlist no soundcloud/Musicapotiguarnossosomtemvalor

Realização: Green Point e Dois.a

Parceria: InterTV Cabugi, TV Universitária, Radio Universitária e Tribuna do Norte

Apoio Cultural: Sollar Comunicação, PlanoB Marketing e Guria Produtora

Engenharia Elétrica, Gestão da TI e Jogos Digitais da UnP conquistam conceito 4 pelo MEC

A excelência na formação dos novos profissionais é certificada pelo Ministério da Educação. Os cursos de Engenharia Elétrica, Gestão da Tecnologia da Informação e Jogos Digitais da Universidade Potiguar, integrante da rede Laureate, conquistaram conceito 4 do MEC. As novas graduações, que formam as primeiras turmas em 2017, foram reconhecidas pela qualidade do ensino e inovação.

O curso de Engenharia Elétrica teve seus laboratórios elogiados pelos auditores do MEC. Formando profissionais com foco no potencial solar e eólico do estado, o curso inovou seu currículo este ano, incrementando conhecimentos e competências na área de Energias Renováveis.

Já a graduação em Gestão da Tecnologia da Informação foi bem pontuado pela infraestrutura da Unidade Roberto Freire, quanto aos seus laboratórios específicos e a qualidade do acervo da biblioteca. Em 2017, o curso acrescentou em sua grade curricular novos conteúdos na área de qualidade de software, além de certificações e parcerias com empresas de TI.

O curso de Jogos Digitais se destaca também, além da infraestrutura e qualidade da biblioteca, com os softwares disponibilizados como plataforma de aprendizagem. Os programas utilizados em sala de aula são iguais aos usados por empresas de produção de jogos norte-americanas. Em busca de novidades tecnológicas, a universidade investiu em 2017 na área de Jogos em 3D com o UNITY e Construção de Cenários com o ZBRUSH, ferramentas usadas na elaboração de filmes e animações.

A UnP é a única universidade que mantém turmas regulares de cursos de graduação em Gestão da TI e de Jogos Digitais em Natal.

CEI Mirassol potencializa apoio psicológico e intensifica preparação dos alunos para atender mudanças do Enem 2017

Com as mudanças no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), divulgadas este mês pelo Ministério da Educação (MEC), a vice-diretora pedagógica do CEI Mirassol, Corina Amorim, avalia que os estudantes precisarão de mais apoio psicológico para enfrentar uma semana inteira sob a pressão do Enem, já que o processo todo pode se tornar mais “cansativo” a partir de agora, em virtude de o novo modelo exigir que o aluno fique uma tarde inteira dedicado a questões de muita leitura, e outra tarde inteira debruçado somente sobre cálculos.

De acordo com o edital publicado no Diário Oficial da União em 10/04, para 2017 o certame trará uma série de modificações com destaque para a alteração nos dias de realização das provas, que passam a ser aplicadas em dois domingos consecutivos (05 e 12 de novembro). Com isso, o primeiro domingo agrupará as questões de linguagens, ciências humanas e a redação. Já no segundo, os alunos responderão às provas de matemática e ciências da natureza.

Corina afirma que para se adequar às mudanças, o CEI Mirassol adotou uma série de medidas que visam potencializar a atenção psicológica e preparar de maneira eficiente os alunos da escola. Dentre as medidas adotadas estão: a reformulação dos simulados mensais preparatórios que a escola realizará até outubro e a intensificação da terapia ocupacional, que é oferecida aos estudantes desde o último ano do ensino fundamental.

“Primeiramente temos que nos preocupar com o lado emocional do aluno. Tanto para evitar o esgotamento como para que ele passe bem pela semana em que viverá totalmente sob pressão do Enem”, explica a vice-diretora, acrescentando também o diferencial de preparo que o aluno CEI Mirassol terá para enfrentar as provas do certame.

“A nossa grade conta hoje com um turno de disciplinas regulares, um turno de aulas complementares e turmas divididas por áreas de interesses, onde os estudantes podem desenvolver os conhecimentos de acordo com suas afinidades, escolhendo entre ciências humanas e ciências da natureza. Além disso, realizamos ao longo do ano, vários aulões e simulados preparatórios, bem como diversas atividades promovidas para relaxar os alunos antes dos dias de aplicação das provas oficiais”, ressalta Corina Amorim.

Ainda de acordo com a educadora, o CEI Mirassol disponibiliza testes vocacionais profissionais e uma disciplina de teoria e prática argumentativa, criada exclusivamente com foco no Enem, objetivando o preparo ainda mais completo dos estudantes para a prova de redação.

Criar é ler o mundo com os olhos de criança

Por Leo Fraiman*

 

Quem tem filhos pequenos ouve constantemente a expressão, nos momentos em que brincam, “de novo, de novo, de novo!”. Elas adoram brinquedos, pois com eles vivem a possibilidade mágica da criação, a exploração de possibilidades, podem testar experiências e montar novos cenários.

Não brincamos somente com brinquedos. Uma das atividades humanas mais prazerosas se dá com a própria imaginação. Com a leitura, o cérebro e o corpo como um todo também são ativados, afinal de contas, ao ouvir enredos, ao entrar em contato com aventuras, ao explorar os mais diversos sentimentos e sensações, aquilo que se lê vai tomando forma dentro de nós, colorindo nossa alma e nos trazendo vida. António Damásio, um dos mais importantes neurocientistas da atualidade, no livro E O CÉREBRO CRIOU O HOMEM, aponta que o cérebro processa a realidade por meio de imagens.

Um dado interessante é que nossa mente funciona mais ou menos como uma biblioteca: tudo que vivemos de forma intensa e significativa se torna como um livro interno dentro de nosso acervo mental. A cada dia, com as experiências da vida, com as brincadeiras e as leituras, formamos um grande patrimônio neurológico, e daí vem a expressão ‘ter uma mente fértil’. Nos momentos em que queremos ou precisamos criar, é a esse acervo que recorremos e por isso que há um consenso na literatura científica sobre a importância do ato de brincar e ler para a saúde e até mesmo para a para a felicidade. Isso vale para a infância, bem como para a maturidade.

Uma dica interessante que pode tornar nossa vida mais agradável e até mais produtiva é, antes de iniciar uma tarefa muito trabalhosa ou estressante, ou até no começo da manhã, entrar em contato com essa criança interior e lembrar alguma brincadeira, ler algum conteúdo leve e agradável ou inspirador. Claro que nada disso se compararia a tirar uns minutinhos de manhã para brincar com os filhos em casa, não somente como um gesto de carinho, mas sim, para alimentar nossa própria porção infantil e assim sair de casa com o coração mais aquecido e a mente mais aberta ao novo, ao lúdico, à criatividade.

Você pode exercitar sua criatividade de diversas formas: dando uma caminhada para casa por novas ruas, fazendo desenhos (sim, podem ser rabiscos), ouvindo músicas novas, observando crianças brincando, lendo livros que não está acostumado, reorganizando suas roupas ou mesmo usando novos trajes ou looks no dia a dia. Nada disso é perda de tempo. É ganho de vida.

 

INDICAÇÕES DE LEITURA

* CSIKSZENTMIHALYI, Mihalyi. A Psicologia da felicidade. São Paulo: Saraiva, 1992.

* DAMÁSIO, António. E o cérebro criou o homem. São Paulo: Companhia das Letras, 2011.

* SELIGMAN, Martin. Felicidade autêntica. Rio de Janeiro: Objetiva, 2004.

 

*Prof. Leo Fraiman – Psicoterapeuta, escritor e palestrante. Mestre e especialista em Educação. É autor da Metodologia OPEE, utilizada atualmente por mais de 150.000 alunos em todo o Brasil, do livro “Como Ensinar Bem”, pela Editora OPEE/FTD e  “Meu filho chegou à adolescência, e agora?” pela Editora Integrare, dentre outras publicações. Consultor de conteúdos em portais, rádios, revistas e programas televisivos. Site: www.leofraiman.com.br

Clínica gratuita de Nutrição será inaugurada em Natal nesta quarta (19)

A faculdade Estácio Ponta Negra inaugura nesta quarta-feira (19) a Clínica Escola de Nutrição. Estudantes, supervisionados por professores, realizarão os atendimentos de forma gratuita e aberta para a comunidade. O consultório fica localizado em Capim Macio e funciona nos turnos da manhã e tarde – com dias e horários estabelecidos de acordo com o agendamento. No local também são realizados atendimentos em Fisioterapia.

De acordo com a coordenadora do curso de Nutrição da Estácio, Sandra Prudente, o espaço é uma oportunidade para os alunos praticarem seus conhecimentos acadêmicos, além de promover a interação da faculdade com a comunidade. “O estágio supervisionado é uma obrigação curricular de nossos alunos de Nutrição. Agora, eles podem dispor desta prática no próprio ambiente da faculdade”, reforça a coordenadora.

A Clínica está localizada na Rua Professora Dirce Coutinho, 1713, Capim Macio – Natal/RN. Os pacientes podem entrar em contato pelo número 3132-0521 para mais informações. Após o contato, os interessados em receber as consultas de Nutrição passam por uma triagem e serão encaminhados para uma lista de agendamento.

 

Serviço

Clínica Escola Estácio Ponta Negra

Atendimentos gratuitos em Nutrição

Contato: (84) 3132-0521

Estudantes de Fisioterapia recebem palestra de escritor portador de Parkinson

Os estudantes do curso de Fisioterapia da Estácio Ponta Negra vão receber em sala de aula o escritor Domingos Sávio, portador do Mal de Parkinson, que recentemente lançou o livro “Quando Conheci o Mr. Parkinson”. Na obra, ele relata com detalhes a sua trajetória nos dois primeiros anos da doença. A roda de diálogo acontece nessa terça-feira (11), Dia Mundial da Doença de Parkinson.

A professora de Fisioterapia da Estácio, Lorenna Santiago, destaca o quanto é importante para os alunos, enquanto futuros profissionais, ouvirem de um paciente sobre as suas dificuldades e desafios, e não apenas estudarem os sintomas. “Domingos é uma pessoa que fala com naturalidade sobre a sua doença e que luta por suporte e qualidade de vida para pessoas com Doença de Parkinson”, comenta a respeito do convidado.

Sobre o Dia Mundial da Doença de Parkinson, para a professora, ele serve como marco para alertar sobre os sintomas e tratamentos dessa doença degenerativa do sistema nervoso central. O Parkinson afeta a capacidade do cérebro de controlar os movimentos, levando a tremores, rigidez e dificuldades de equilíbrio e coordenação. Na Estácio Ponta Negra, um projeto de iniciação científica do curso de Fisioterapia oferece tratamento terapêutico para os portadores da doença com debilidades específicas.

O projeto ainda está recrutando pessoas. Os interessados recebem uma avaliação domiciliar e, se tiver indicação para o tratamento, são encaminhados para a Clínica de Fisioterapia da Estácio. “O tratamento é para pessoas portadoras de Mal de Parkinson de qualquer idade, que sofram com incontinência urinária em decorrência da doença”, explica o estudante Luan Alves concluinte de Fisioterapia na Estácio Ponta Negra e participante do grupo de pesquisa.

De acordo com a professora de Fisioterapia, Lorenna Santiago, o tratamento é possível graças aos estudos da fisioterapia neurofuncional, especialidade da área também disponível na Estácio. “É um desafio para os pacientes e seus familiares se adaptarem às alterações motoras que a doença trás. A fisioterapia tem o objetivo de ajudar no tratamento e adaptação. É fundamental que o paciente se mantenha em atividade física e com o acompanhamento de um profissional”, relata a professora.

 

CEI Mirassol potencializa apoio psicológico e intensifica preparação dos alunos para atender mudanças do Enem 2017

Com as mudanças no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), divulgadas este mês pelo Ministério da Educação (MEC), a vice-diretora pedagógica do CEI Mirassol, Corina Amorim, avalia que os estudantes precisarão de mais apoio psicológico para enfrentar uma semana inteira sob a pressão do Enem, já que o processo todo pode se tornar mais “cansativo” a partir de agora, em virtude de o novo modelo exigir que o aluno fique uma tarde inteira dedicado a questões de muita leitura, e outra tarde inteira debruçado somente sobre cálculos.

De acordo com o edital publicado no Diário Oficial da União em 10/04, para 2017 o certame trará uma série de modificações com destaque para a alteração nos dias de realização das provas, que passam a ser aplicadas em dois domingos consecutivos (05 e 12 de novembro). Com isso, o primeiro domingo agrupará as questões de linguagens, ciências humanas e a redação. Já no segundo, os alunos responderão às provas de matemática e ciências da natureza.

Corina afirma que para se adequar às mudanças, o CEI Mirassol adotou uma série de medidas que visam potencializar a atenção psicológica e preparar de maneira eficiente os alunos da escola. Dentre as medidas adotadas estão: a reformulação dos simulados mensais preparatórios que a escola realizará até outubro e a intensificação da terapia ocupacional, que é oferecida aos estudantes desde o último ano do ensino fundamental.

“Primeiramente temos que nos preocupar com o lado emocional do aluno. Tanto para evitar o esgotamento como para que ele passe bem pela semana em que viverá totalmente sob pressão do Enem”, explica a vice-diretora, acrescentando também o diferencial de preparo que o aluno CEI Mirassol terá para enfrentar as provas do certame.

“A nossa grade conta hoje com um turno de disciplinas regulares, um turno de aulas complementares e turmas divididas por áreas de interesses, onde os estudantes podem desenvolver os conhecimentos de acordo com suas afinidades, escolhendo entre ciências humanas e ciências da natureza. Além disso, realizamos ao longo do ano, vários aulões e simulados preparatórios, bem como diversas atividades promovidas para relaxar os alunos antes dos dias de aplicação das provas oficiais”, ressalta Corina Amorim.

Ainda de acordo com a educadora, o CEI Mirassol disponibiliza testes vocacionais profissionais e uma disciplina de teoria e prática argumentativa, criada exclusivamente com foco no Enem, objetivando o preparo ainda mais completo dos estudantes para a prova de redação.

 

Como fazer os comércios venderem mais em 2017

“Como fazer para vender mais?” Essa é a pergunta que os comerciantes se fazem todos os dias em busca de soluções para incrementara seus negócios, especialmente diante deste cenário pouco favorável ao consumo. Somente em 2016, o comércio do RN registrou um fechamento líquido de 1.115 lojas, 22 a mais que em 2015, segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). Atenta a isto, a Estácio Zona Norte oferece aos pequenos empresários da região um dia com orientações para ajudá-los a incrementar as vendas.

A palestra “Como fazer os comércios venderem mais em 2017” faz parte do evento Estácio Orienta, que acontece neste sábado (25), das 8h às 12h. A ação é direcionada aos pequenos e médios comerciantes da região, mas a inscrição é aberta a todo o público interessado. “Enquanto faculdade, queremos reverter o conhecimento gerado na sala de aula em serviço à população. Nesse minicurso, especificamente, a ideia é conscientizar e treinar os empresários para que tenham um leque de opções para o incremento de suas vendas”, destaca Carolline Candeias, coordenadora do curso de Administração da Estácio Zona Norte.

De acordo com a coordenadora, o setor de vendas hoje precisa focar no “detalhe” para poder alavancar seu negócio e não deixar ser influenciado pela crise econômica. “Os empresários precisam dar o seu toque, encontra um diferencial para conquistar a clientela”, explica Carolline. Como detalhes que fazem a diferença no negócio, ela cita o atendimento ao cliente, a decoração da loja ou um serviço de entrega eficiente.

Durante o Estácio Orienta, outros temas serão abordados em palestras, como por exemplo: “como fazer seu dinheiro render mais dentro de casa”,como melhorar sua segurança pessoal e residencial” e “as oportunidades para os novos pedagogos na nova legislação da educação do Brasil”. Além disso, um mutirão será realizado para atender gratuitamente à população na elaboração da declaração de Imposto de Renda 2017.

As inscrições para as palestras podem ser feitas pelo telefone 3674-8570 ou 99404-0655 (WhatsApp).

Projeto Casa das Palavras chega a São Gonçalo do Amarante

Pela primeira vez no município, o projeto vai levar oficinas culturais e também instalar a casinha para troca de livros

 

A Casa das Palavras realiza mais um encontro com a arte e com os livros, e agora é a vez de São Gonçalo do Amarante. Nos dias 29 e 30 de março (quarta e quinta-feira), o projeto leva à cidade várias atividades culturais como oficinas e apresentações culturais. Toda programação é gratuita e as informações das inscrições podem ser obtidas no Teatro Municipal de São Gonçalo.

As atividades envolvem cordel, mamulengo, música, teatro e contação de histórias. E no dia 30, a ação será encerrada com a Noite Cultural, a partir das 19h, no Teatro Municipal. Estão confirmadas as participações do poeta e cordelista Antônio Francisco, do Grupo Teatral Facetas, do Grupo Caçuá de Mamulengos e da Banda de Música do Município.

A Casa das Palavras é um projeto itinerante, que leva arte e encantamento às pessoas. Em pouco mais de três anos de existência, o projeto já percorreu mais de 12 municípios (Assú, Mossoró, Angicos, Pau dos Ferros, Currais Novos, Parelhas, Jardim de Piranhas, Timbaúba dos Batistas, Macaíba, Natal, Ceará-Mirim, Santa Cruz entre outros) e instalou mais de 30 minibibliotecas.

A cada minibiblioteca instalada, a cidade ganha mais uma forma de acesso aos livros, e pode-se dizer que um instrumento lúdico e artesanal passa a ajudar na conquista da cidadania e da autonomia da população”, avalia Osni Damásio, responsável pelo projeto.

O projeto tem o patrocínio da Cosern, Oi e Governo do RN – através da Lei Câmara Cascudo. Em Natal, é patrocinado pela Unimed Natal, Arena das Dunas e Prefeitura do Natal – através da Lei Djalma Maranhão. Em São Gonçalo do Amarante, as ações têm o apoio da Prefeitura Municipal.