Arquivo da categoria: MUNDO

TEM DE TUDO – Defunto que dá entrevista e funeral fantasma

Após a morte do polêmico jornalista Sergei Dorenko, o canal de TV Zvezda alegou ter falado com a cantora de ópera Elena Obraztsova, que teria marcado presença no funeral do profissional. Segundo a emissora do Ministério da Defesa russo, a cantora de ópera que teria dito que Dorenko era um “jornalista independente” que ou “falava a verdade ou não falava nada”.

O problema destas declarações de Elena Obraztsova é que a cantora lírica morreu em 2015, como muitas pessoas no Twitter fizeram questão de relembrar.

A emissora acabou alterando a notícia original, atribuindo as declarações à filha da cantora. Mas acabou decidindo tirar a matéria do ar. Mas os detalhes da confusão não ficaram por aqui.

A matéria da Zvezda informava que o funeral de Sergei Dorenko teria acontecido este domingo, mas na realidade nem chegou acontecer o funeral. A cerimônia foi cancelada a pedido da filha do jornalista que pediu a realização de mais exames ao corpo do pai.

Este caso não é uma novidade ou a exceção para a Zvezda. A emissora do Ministério da Defesa ganhou uma reputação de produzir fake news nos últimos anos.

(Notícias ao Minuto)

#AsVacinasFuncionam – Campanha do Unicef foca em usuários de redes sociais

#AsVacinasFuncionam é o lema da campanha do Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, para a Semana Mundial da Imunização, que acontece entre 24 e 30 de abril. A meta é sensibilizar sobre a importância e a segurança da vacinação.

De acordo com a agência, um dos grandes focos serão as redes sociais “para unir os defensores digitais da imunização.”

A agência fez uma parceria para potenciar o alcance da mensagem com a Fundação Bill & Melinda Gates, a Organização Mundial de Saúde, OMS, e a Aliança Global para Vacinas e Imunização, Gavi.

A Fundação Bill & Melinda Gates deve contribuir com US$ 1 para a agência por cada post ou partilha de post nas redes sociais usando a hashtag #AsVacinasFuncionam durante o mês de abril, até US$ 1 milhão, para garantir que todas as crianças recebem as vacinas necessárias.


Unicef/Aidroos Alaidroos
Criança em Sana, na Síria, recebe vacina contra o sarampo e rubéola

***

Custos

O Unicef destaca que as vacinas salvam até 3 milhões de vidas por ano, protegendo as crianças de doenças potencialmente letais e altamente infecciosas, como o sarampo, a pneumonia, a cólera e a difteria.

Em todo o mundo, as vacinas permitiram que menos 80% de pessoas morressem de sarampo entre 2000 e 2017 e a pólio está prestes a ser erradicada, com apenas 33 casos detectados no Paquistão e Afeganistão.

Em relação ao benefício económico, a agência destaca que por cada US$ 1 gasto na imunização infantil, há um retorno de cerca de US$ 44.

***

Salvar vidas

Apesar dos reconhecidos benefícios das vacinas, estima-se que 1,5 milhão de crianças tenham morrido de doenças evitáveis pela vacinação em 2017.

Muito frequentemente, isto deve-se à falta de acesso a vacinas. Mas em alguns países, as famílias estão a atrasar ou negar a vacinação dos seus filhos por ceticismo.

Segundo as agências da ONU, esse fato tem dado origem a vários surtos, incluindo um número de casos alarmante de sarampo, especialmente em países de alto rendimento. O debate sobre o tema nas plataformas digitais e redes sociais tem sido um dos fatores que impulsionam essa tendência.

***

Mensagem

Apesar dessas dificuldades, a diretora de Entrega de Vacinas da Fundação Bill & Melinda Gates, Violaine Mitchell, disse que “atualmente mais crianças do que nunca estão a ser abrangidas pelos planos de vacinação.”

Em nota, a chefe de imunização do Unicef, Robin Nandy, disse que o objetivo é que “a campanha se torne viral.”

Nandy afirmou que “as vacinas são seguras e salvam vidas” e esta campanha “é uma oportunidade para mostrar ao mundo que as redes sociais podem ser uma força de mudança poderosa e fornecer aos pais informações credíveis sobre vacinas.”

(ONU Mulheres)

ONU quer mais participação feminina em operações de manutenção de paz


Foto: ONU/ Mark Garten

A Organização das Nações Unidas (ONU) quer aumentar a proporção de mulheres que participam de operações de manutenção da paz para até 35% ao longo dos próximos 10 anos.

O secretário-geral da ONU, António Guterres, fez o anúncio nessa quinta-feira (11), durante debate sobre o papel das mulheres na manutenção da paz, organizado pelo Conselho de Segurança da instituição.

Segundo Guterres, as mulheres podem ajudar a tranquilizar moradores e ter acesso a mais informação. Ele disse ainda que a participação feminina é muito importante nos cuidados a vítimas de abuso sexual.

Guterres disse ainda que a ONU tem uma meta que gira entre 15 e 35% de representação feminina no pessoal de manutenção da paz, incluindo cargos militares, policiais, judiciários e de correções, até 2028.

(Agência Brasil)

Co-fundador do Twitter recebe primeiro salário em quatro anos: US$ 1,40

Valor remete ao limite antigo de caracteres de um texto no Twitter

O co-fundador do Twitter, Jack Dorsey, recebeu seu primeiro salário, desde que retornou ao papel de diretor-executivo da plataforma, há quatro anos: a quantia simbólica de US$ 1,40. Divulgado na segunda-feira (8) em um arquivo regulatório, o valor lembra o limite de caracteres original para posts na rede social.

Há anos, Dorsey não recebe salário, bônus ou prêmios em ações “como prova de seu comprometimento e crença no potencial de criação de valor a longo prazo do Twitter”, diz o documento. A participação dele no Twitter vale cerca de US$ 600 milhões, mas ele não mexe nessa quantia. Por outro lado, outros co-fundadores do Twitter, como Evan Williams, desde abril de 2018, vendem ou doam suas ações.

O CEO do Twitter não é o único. Outros fundadores, incluindo Mark Zuckerberg, do Facebook, e Larry Page, da Alphabet, ganham apenas US$ 1 por ano em salário, já que optam por uma remuneração vinculada ao desempenho da empresa.

Em dezembro de 2018, Dorsey vendeu 1,7 milhão de ações da Square, outra de suas empresas. Com isso, ganhou perto de US$ 80 milhões depois dos descontos estimados de impostos, segundo a Forbes. “Atualmente, o patrimônio líquido do empresário é de US$ 4,7 bilhões, em que as 61 milhões de ações da Square representam US$ 3,9 bilhões”, diz a revista.

Como o limite de caracteres foi aumentado para 280, não se sabe se esse valor pode mudar em 2019. Mesmo assim, ele não deixará de ser algo apenas representativo.

(Bloomberg)

REVOLUÇÃO – Médicos criam spray nasal contra gripe, meningite e pneumonia

O professor Robert Read da Universidade Hospital Southampton, no Reino Unido, afirma “que as novas gotas podem ser uma forma tremendamente eficaz de proteger o organismo contra várias doenças contraídas através das vias nasais”.

Uma equipe de médicos britânicos desenvolveu em laboratório um tipo único e revolucionário de gotas para o nariz capazes de protegerem contra a gripe.

Apenas algumas gotas em cada narina têm o potencial de prevenir a infecção por doenças como a meningite, pneumonia e otite.

Neste momento os pesquisadores estão já realizando testes num grupo de voluntários humanos, e espera-se a realização de experiências posteriores ainda neste ano de 2019 e no próximo.

Até ao momento foi validada a capacidade do spray nasal de prevenir todas as patologias citadas. O professor Robert Read alterou geneticamente um tipo de bactéria ‘amigável’ de forma a ser ingerida pelo nariz e pela garganta. Modificando as bactérias de várias formas altera por sua vez o tipo de infecções que conseguem combater.

***

Revolução

O novo tratamento tem como objetivo prevenir que a bactéria consiga entrar na corrente sanguínea. As vacinas atuais contra a gripe não são sempre eficazes já que a estirpe do vírus pode não ser idêntico ao que foi incluído na vacina original.

Já o novo spray nasal promete proteger contra todas as estirpes possíveis desse vírus. Os cientistas estimam que as gotas terão que ser administradas sempre entre seis a 18 meses de modo a garantir que as bactérias continuem a proteger o organismo.

(Notícias ao Minuto)

Mulheres tentam manter ópera e balé vivos no Irã

Foto Agência EFE / Marina Villén

Apesar de só poderem atuar para plateias femininas e enfrentarem incontáveis restrições, um grupo de mulheres cantoras e bailarinas do Irã não se rende e permanece na luta para manter a arte da ópera viva na antiga Pérsia.

Desde a Revolução Islâmica, em 1979, mulheres são proibidas de cantar e dançar em público na frente de homens e uma série de códigos morais que representam flagrantes limitações à arte e às mulheres no país foram impostos.

(Agência EFE)

NOVOS PADRÕES – União Europeia proíbe uso de copos, cotonetes e canudos

Lei passa a valer a partir de 2021 e busca reduzir a poluição


Foto Martine Perret/ONU Meio Ambiente

No esforço de combater o lixo nos oceanos, rios e lagos, assim como a poluição como um todo, o Parlamento Europeu aprovou, nesta quarta-feira (27), a proibição do consumo de uma série produtos plásticos nos países que formam o bloco. A lista tem dez itens e inclui cotonetes, pratos, canudos, copos, recipientes para alimentos e bebidas. A proibição passa a valer a partir de 2021.

As exceções se referem aos materiais de pesca e artes.

Pelo texto aprovado, as embalagens utilizadas no âmbito da União Europeia devem ser adequadas até 2030.

O primeiro vice-presidente da Comissão Europeia, Frans Timmermans, disse que os europeus saem na frente. “A Europa está estabelecendo padrões novos e ambiciosos, pavimentando o caminho para o resto do mundo.”

A comissária Karmenu Vella elogiou a iniciativa. “Todos devemos estar muito orgulhosos destas novas regras porque combatem a poluição dos plásticos marinhos na sua nascente”, disse. “Nossa principal tarefa será assegurar que estas medidas ambiciosas sejam rapidamente implementadas na prática, o que constituirá um trabalho comum para as autoridades públicas, os produtores e os consumidores.”

Nas discussões de hoje, os parlamentares definiram ainda que 90% das garrafas plásticas sejam coletadas até 2029 (77% até 2025). Há, ainda, a recomendação para incorporar 25% de plástico reciclado em garrafas PET a partir de 2025 e 30% em todas as garrafas plásticas a partir de 2030.

(Agência Brasil)

À deriva desde sábado (23), Cruzeiro Viking Sky consegue ligar 3 dos 4 motores

© Frank Einar Vatne/NTB Scanpix/via REUTERS

O cruzeiro Viking Sky, que teve uma falha mecânica no sábado (23) e ficou à deriva com mais de 1.300 passageiros a bordo em Hustadvika, na Noruega, conseguiu ligar três de seus quatro motores neste domingo (24), segundo a agência de notícias France Presse.

A operação de evacuação dos passageiros continua na manhã deste domingo, com a ajuda de quatro helicópteros, segundo Per Fjeld, porta-voz do centro de emergência. Ele informou que o cruzeiro será rebocado para o porto.

Segundo a agência de notícias EFE, 397 das 1.373 pessoas a bordo foram resgatadas. Dessas, 16 pessoas foram hospitalizadas e, segundo a TV pública norueguesa NRK, três pessoas estão em estado grave.

(Notícias ao Minuto)

O MUNDO ENLOUQUECEU – Ataques a duas mesquitas na Nova Zelândia deixam mortos e feridos

Ataques simultâneos a duas mesquitas na cidade de Christchurch, no sul da Nova Zelândia, deixaram pelo menos 49 mortos e 48 feridos. Autoridades classificaram o crime como ataque terrorista de extrema direita. Um dos ataques foi transmitido ao vivo nos canais de mídia social, de acordo com as autoridades.

Pelo menos 48 pessoas, incluindo crianças, estão em hospitais em decorrência de ferimentos a bala. A polícia pediu o fechamento de mesquitas na Nova Zelândia.


Foto Reuters/Redes Sociais

Quatro suspeitos estão sob custódia, segundo a polícia. Um deles foi acusado de assassinato. O comissário de polícia da Nova Zelândia, Mike Bush, disse que os suspeitos não eram conhecidos pelas autoridades. Bush afirmou ainda que dois dispositivos explosivos improvisados foram descobertos em um carro.

A polícia australiana no estado de New South Whales reforçou a segurança, enquanto a estação de trem em Auckland foi evacuada.

***

REAÇÕES

Líderes de vários países reagiram aos ataques

A primeira-ministra britânica, Theresa May, descreveu a tragédia como um “ato repugnante de violência“. “Em nome do Reino Unido, minhas mais profundas condolências ao povo da Nova Zelândia depois do horripilante ataque terrorista em Christchurch“, disse May.

A chanceler alemã, Angela Merkel, condenou os ataques, segundo o porta-voz do governo, Steffen Seibert. “Eu lamento com os neozelandeses por seus compatriotas, que oravam pacificamente quando atacados em suas mesquitas e assassinados por ódio racista“, afirmou Merkel. “Estamos lado a lado contra esse terror.”

O primeiro-ministro do Paquistão, Imran Khan, condenou os ataques, dizendo que “o terrorismo não tem religião“. “Eu culpo esses crescentes ataques terroristas à atual islamofobia pós-11 de setembro, onde o Islã e 1,3 bilhão de muçulmanos foram coletivamente responsabilizados por qualquer ato de terror por um muçulmano”, disse.

A Comissão de Direitos Humanos da Nova Zelândia exortou as pessoas do país a “se unirem“. “A Nova Zelândia é um dos países com maior diversidade étnica do mundo e recebemos pessoas de todas as religiões e origens. Precisamos lembrar o poder da diversidade. Juntos, somos mais fortes.”

(Agência Brasil)

*Com informações da DW, agência pública de notícias da Alemanha

CRIME CONTRA A HUMANIDADE – Parlamentares venezuelanos vão denunciar Maduro à Corte Interamericana

A comissão especial para monitorar a ajuda humanitária internacional, formada por deputados federais da Assembleia Nacional da Venezuela, prepara denúncia contra direitos humanos e com acusações ao governo do presidente venezuelano, Nicolás Maduro, à Corte Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) e ao Tribunal Penal Internacional.

Comunicado divulgado pela Assembleia Nacional da Venezuela, por meio das redes sociais, informa que o grupo documentou detalhadamente os atos de violência na fronteira do Brasil com a Venezuela.

O coordenador da comissão, deputado Miguel Pizarro, afirmou, em entrevista, que o ato de queimar ajuda humanitária, constituída de alimentos e medicamentos, representa crime contra a humanidade.

Pessoas se escondem atrás de uma rocha durante confrontos na fronteira venezuelana, em Pacaraima, Brasil 24 de fevereiro de 2019. REUTERS / Ricardo Moraes

Crimes

“Crimes contra a humanidade não prescrevem e é importante lembrar que, no sábado [23], também houve ataques a um hospital onde os feridos foram tratados”, disse o parlamentar.

Pizarro participou das ações de ajuda humanitária, acompanhado pelo vice-presidente da Assembleia Nacional da Venezuela, Stalin González; os deputados federais Adriana Pichardo e Juan Andrés Mejías, além da ativista de direitos humanos Lilian Tintori, do médico voluntário, Julio Castro, e do coordenador voluntário da Venezuela, Daniel Liendo.

Segundo Pizarro, foi possível entrar com 50 toneladas de ajuda humanitária que serão entregues nos próximos dias.

Neutralidade

Para o vice-presidente da Assembleia Nacional da Venezuela, Stalin González, não é possível assumir uma posição de neutralidade, como optaram os governos do Uruguai e México.

“Uruguai e México não podem ser neutros, quando o que estamos vendo aqui são aqueles que usurpam o poder e usam paramilitares armados e pessoas para atirar em uma população que quer tomar remédios e receber comida. Não se pode ser neutro sobre os crimes que estão acontecendo na Venezuela hoje“, disse González.

(Fonte: Agência Brasil Brasília)

Eco Praça inicia comemoração de cinco anos com Watch Party sobre mudanças climáticas

O projeto é parceiro da Climate Reality Project na realização do evento 24 horas de Realidade que acontece em vários locais do mundo

 

O Eco Praça completa cinco anos de ações, ocupação e reutilização criativa de praças e espaços públicos em Natal e em vários municípios do Rio Grande do Norte. Para iniciar as atividades de comemoração, o projeto promove como parceiro da Climate Reality Project, o evento 24 horas de Realidade, que visa informar a sociedade sobre o processo das mudanças climáticas, seus efeitos para a humanidade e implementar soluções significativas. Em Natal, como em mais várias cidades do Brasil, a transmissão, que será feita a partir de Los Angeles, em tempo real, acontece no dia 04 de dezembro, das 16h às 19h, no Natal Shopping.

A transmissão do Brasil terá um mergulho profundo na Amazônia e seu papel crítico na luta pela sustentabilidade, bem como uma apresentação ao vivo do ecologista e político norte-americano, Al Gore, e conversas com Paulo Saldiva, diretor do Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo e com o Carlos Rittl, secretário-executivo do Observatório do Clima e Líder da Realidade Climática.

O 24 horas de Realidade acontecerá, nos dias 03 e 04 de dezembro, durante 24 horas, com 24 eventos, em 24 locais situados em cada um dos 24 fusos horários do globo terrestre. Os eventos terão a participação de cientistas, lideranças empresariais, celebridades e cidadãos conscientes. Em cada evento será feita uma apresentação especial, com fatos e os últimos dados comprovados cientificamente e que mostrarão a realidade das mudanças climáticas. Durante todo o evento, o público poderá acompanhar em tempo real toda a programação pela internet.

Esse é o primeiro evento de comemoração dos cinco anos de execução do Eco Praça que vai realizar uma edição para celebrar a data no dia 16 de dezembro, na Área de Lazer do Panatis e diversas atividades a partir de janeiro de 2019. O Eco Praça foi contemplado pelo Programa de Patrocínios da Cosern – Grupo Neoenergia, por meio da Fundação José Augusto e da Lei de Incentivo à Cultura Câmara Cascudo Governo do Estado do Rio Grande do Norte. O projeto também faz parte da programação do Natal em Natal e conta com o apoio da Prefeitura de Natal, Prefeitura de Parnamirim via Fundação Parnamirim de Cultura), Unimed, Realit y Climate Project e Natal Shopping.

Assista o vídeo de chamada para o evento: https://youtu.be/vdivXE-uTgY

 

Serviço:

Watch Party – 24 horas de Realidade em parceria com Eco Praça e Natal Shopping

04 de dezembro – 16h às 19h

Coworking Natal Shopping

Em dia mundial, ONU pede solidariedade a mulheres sobreviventes de violência

Em mensagem para o Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra a Mulher, lembrado em 25 de novembro, agências da ONU pediram solidariedade a mulheres sobreviventes de agressões e violações de direitos.

Organismos celebraram a força de movimentos sociais, como o #MeToo (#EuTambém), que expuseram a dimensão dos abusos baseados em gênero — quando a mulher é atacada ou intimidada apenas por ser mulher.

 

Em mensagem para o Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra a Mulher, lembrado em 25 de novembro, agências da ONU pediram solidariedade a mulheres sobreviventes de agressões e violações de direitos. Organismos celebraram a força de movimentos sociais, como o #MeToo (#EuTambém), que expuseram a dimensão dos abusos baseados em gênero — quando a mulher é atacada ou intimidada apenas por ser mulher.

Foto: Flickr (CC)/Alec Perkins

“Mais de um terço das mulheres no mundo todo (já) sofreram ou violência sexual ou violência física em algum momento de suas vidas. Além disso, pesquisas indicam que o custo da violência contra as mulheres pode chegar anualmente a em torno de 2% do Produto Interno Bruto (PIB) global. Isso equivale a 1,5 trilhão de dólares”, afirmou o comunicado.

“O último ano foi extraordinário em termos da conscientização que foi suscitada a respeito da extensão e da magnitude das diferentes formas de violência infligidas às mulheres e meninas. A campanha #MeToo, um dos movimentos sociais mais virais e poderosos dos anos recentes, trouxe a questão para os holofotes”, acrescentou o pronunciamento.

A mensagem foi assinada pela diretora-executiva da ONU Mulheres, Phumzile Mlambo-Ngcuka, pela chefe do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), Natalia Kanem, pelo administrador do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), Achim Steiner, e pela diretora-executiva do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), Henrietta Fore.

Os chefes dos organismos ressaltaram que o dia internacional é uma ocasião para “manifestar solidariedde com os sobreviventes e com ativistas dos direitos humanos das mulheres”. A data também reitera a necessidade de intensificar esforços pelo fim da violência de gênero, descrita como “um flagelo global”.

Na avaliação dos dirigentes, a conscientização sobre a violência contra as mulheres foi ampliada ainda pela premiação do Nobel da Paz de 2018, que reconheceu a ativista da minoria yazidi e sobrevivente de perseguição pelo Estado Islâmico, Nadia Murad, e o médico Denis Mukwege. O clínico é especialista em cirurgias de reconstrução do órgão genital feminino para mulheres e meninas vítimas de mutilação.

“A família da ONU está trabalhando incansavelmente com nossos parceiros para fortalecer os enquadramentos legais e as instituições, para melhorar os serviços para sobreviventes e para enfrentar as raízes da violência, desafiando as normas e comportamentos sociais e combatendo as desigualdades de gênero mais amplas”, disseram as agências.

Há mais de 20 anos, Fundo Fiduciário da ONU pelo Fim da Violência contra as Mulheres investe em iniciativas locais e nacionais para traduzir promessas de políticas em conquistas concretas para mulheres e meninas. Estima-se que projetos financiados com esses recursos levaram assistência a mais de 6 milhões de pessoas no ano passado. O fundo é gerenciado pela ONU Mulheres. A agência também implementa o projeto Spotlight, um programa em parceria com a União Europeia que já angariou 500 milhões de euros para erradicar a violência contra as mulheres.

“Entendemos que reduzir e prevenir a violência contra as mulheres é transformador: melhora a saúde das mulheres e crianças, reduz os riscos de adquirir o HIV e infecções sexualmente transmissíveis (ISTs), melhora a produtividade econômica e o desempenho educacional e reduz os riscos de doenças mentais e do uso abusivo de substâncias, entre outros benefícios”, concluiu a mensagem.

(Fonte: ONU BR)

Leonardo Di Caprio fatura o Oscar de melhor ator e Spotlight leva a estatueta de melhor filme

O RegressoAs atenções se voltaram nesse domingo (28), na cerimônia de entrega do Oscar, realizada no Teatro Dolby, em Los Angeles, nos Estados Unidos, para o prêmio de melhor ator, que finalmente fez justiça a Leonardo Di Caprio, após quatro indicações frustradas. O ator foi laureado por sua performance em O Regresso, em que incorpora o explorador vingativo Hugh Glass.

A entrega do Oscar aos melhores atores, técnicos e filmes de 2015 foi transmitida para todo o mundo, ao vivo, pela emissora de televisão norte-americana ABC.

Ao receber a premiação, Di Caprio deu um tom ambientalista ao seu discurso. “A mudança climática é real. Isso está acontecendo agora. Esta é a ameaça mais urgente para toda a nossa espécie”, disse. “Precisamos apoiar os líderes de todo o mundo que falam para os povos indígenas, para a humanidade, as vozes que foram abafadas pela política de ganância”, completou.

O Regresso também rendeu o prêmio de melhor diretor a Alejandro González, que recebeu seu segundo Oscar, e o de melhor fotografia a Emanual Lubezki, único na história da premiação a receber a estatueta por três anos consecutivos.

O título de melhor filme ficou para Spotlight – segredos revelados, de Tom McCarthy. também foi considerado o melhor roteiro original. “Este filme deu voz aos sobreviventes”, disse o produtor Michael Sugar, ao comentar a denúncia feita pelo filme que conta a história de um grupo de jornalistas, em Boston, que consegue levantar documentos comprovando a prática de pedofilia praticada por padres católicos. “Esse filme amplifica essa voz que, esperamos, venha a se tornar um coro que vai ressoar por todo o caminho até o Vaticano”, acrescentou.

Ennio Morricone, o lendário compositor de trilhas sonoras de filmes como O Bom, o Mau e o Feio e Os Intocáveis, finalmente ganhou um Oscar, seu primeiro em seis indicações. Aos 87 anos, Morricone se tornou o mais idoso vencedor na história do Oscar, pela trilha do filme Os 8 Odiados, de Quentin Tarantino.

Indicada pela primeira vez, Brie Larson levou a estatueta de melhor atriz por O Quarto de Jack. A sueca Alicia Vikander foi melhor atriz coadjuvante por A Garota Dinamarquesa. Mark Rylance foi melhor coadjuvante por Ponte dos Espiões.

Mad Max: Estrada da Fúria, de George Miller, foi o mais contemplado, com seis prêmios: mixagem de som, edição de som, montagem, cabelo e maquiagem, design de produção e figurino.

O anfitrião, o comediante negro Chris Rock, tratou com piadas irônicas os protestos feitos à academia de cinema pela ausência de negros nas principais indicações. “A grande questão é: por que estamos protestando? Por que neste Oscar? É a 88ª edição do prêmio. Quer dizer que essa coisa toda de não indicarem negros aconteceu pelo menos outras 71 vezes. Você imagina que poderia ter acontecido nos anos 50, nos 60… e tenho certeza de que não houve indicações. Sabe por quê? Porque nós tínhamos coisas de verdade para protestar naquela época”, disse Rock em sua fala inicial.

(Agência Brasil)

 

Falta de diversidade entre os indicados gera protestos no tapete vermelho do Oscar

Atriz colombiana, Sofia Vergara - Foto EPA_Paul Buck_Agência Lusa
Atriz colombiana, Sofia Vergara – Foto EPA_Paul Buck_Agência Lusa

O tapete vermelho da 88.ª edição do Oscar contou com a participação de um grupo de manifestantes que protestava pela falta de diversidade entre os indicados à premiação.

A colombiana Sofía Vergara, Daisy Ridley (Star Wars: O despertar da força) e a indicada para melhor atriz coadjuvante Alicia Vikander (Garota dinamarquesa) foram algumas das primeiras estrelas a pisar o tapete vermelho. Enquanto isso, dezenas de pessoas, convocadas pelo reverendo Al Sharpton, se concentraram nos arredores para contestar a falta de diversidade entre os indicados, uma vez que, pelo segundo ano consecutivo, não havia qualquer ator negro nomeado para as categorias de interpretação.

Esta será a última noite do Oscar completamente branco“, disse o reverendo, segundo o jornal Variety.

Al Sharpton assegurou que se a situação não mudar no próximo ano, serão organizados mais protestos e os anunciantes serão pressionados.

A festa do Oscar foi apresentada pelo comediante negro Chris Rock.

(Com informações da Agência Lusa)

 

Aumento do nível do mar coloca meio bilhão de pessoas em risco; Brasil está entre os países com maior número de pessoas em situação de risco

Se prosseguirmos com os atuais níveis de emissão de carbono na atmosfera, teremos um aquecimento médio global de 4°C que tem potencial para elevar o nível do mar o suficiente para submergir terras que atualmente são o lar de 470 a 760 milhões de pessoas. Essas são as conclusões de um relatório e mapas interativos publicados pela Climate Central, o qual também aponta que a tendência de ascensão não poderá ser interrompida e se desdobrará ao longo dos séculos. O relatório da organização de pesquisa mostra ainda que cortes agressivos nas emissões de carbono, resultando em 2°C de aquecimento, poderiam reduzir o número de pessoas atingidas para 130 milhões. A divulgação desse estudo coincide com o encontro de ministros de mais de 80 países em Paris para encontrar mais pontos em comum antes das negociações climáticas globais que ocorrerão em dezembro.

MAPPING CHOICES_Natal

O relatório da Climate Central tem por base um documento focado nos EUA que foi publicado no mês passado Proceedings of the National Academy of Sciences of the U.S.A, de autoria dos cientistas da Climate Central Benjamin Strauss e Scott Kulp, e Anders Levermann do Potsdam Institute for Climate Impact Research. Para avaliar as implicações para todas as nações e cidades costeiras, a nova pesquisa utiliza relações entre o aquecimento causado pelas emissões de carbono, o nível de elevação no mar que essas emissões causam no longo prazo, e dados globais da população.

O relatório aponta que a China é a nação em maior risco, com 145 milhões de pessoas vivendo em áreas ameaçadas pela elevação dos mares se os níveis de emissões não forem reduzidos. Esse é também o país que tem mais a ganhar com a limitação do aquecimento global a 2°C, o que limitaria o número de pessoas afetadas a 64 milhões. Há outras 12 outras nações que têm, cada uma, mais de 10 milhões de pessoas vivendo em áreas de risco. Esse ranking é liderado por Índia, Bangladesh, Vietnã e Indonésia. Alcançar a meta de 2°C reduziria a exposição de mais de 10 milhões em cada um destes países, além de beneficiar a maioria dos outros países desse grupo de alto risco, o qual inclui Japão, EUA, Filipinas, Egito e Brasil.

O Brasil tem 16 milhões de habitantes em áreas ameaçadas pela elevação do nível do mar causada pelo aquecimento global de 4°C. Se conseguirmos reduzir essa média para 2°C, o número de pessoas ameaçadas cai para 9 milhões.

O aumento do nível do mar que causará tais ameaças irá provavelmente e desdobrar ao longo de centenas de anos, mas as emissões de carbono responsáveis por isso são as que acontecerem neste século – e que podem levar a um caminho ou outro.

Os riscos globais das mudanças climáticas são claros quando falamos do aumento do nível do mar”, disse Strauss, PhD, vice-presidente de Impactos Climáticos no Climate Central e principal autor do relatório. “O resultado das negociações climáticas em Paris pode nos levar à perda de inúmeras grandes cidades e monumentos costeiros em todo o mundo, à migração sem fim e à desestabilização, ou pode nos direcionar para uma maior preservação de nossa herança global e para um futuro mais estável“.

Levermann, co-presidente de Research Domain Sustainable Solutions do Instituto Potsdam Institute for Climate Impact Research da Alemanha, acrescentou, “Não há porque temer a elevação do nível dos oceanos porque ela é lenta, mas é algo com o qual temos que nos preocupar porque ela leva à ocupação da terra pelo mar, incluindo as cidades nas quais estamos construindo nossa futura herança“.

Megacidades globais com as 10 maiores populações em risco incluem Xangai, Hong Kong, Calcutá, Mumbai, Daca, Jacarta e Hanoi. O Rio de Janeiro tem 2,4 milhões em áreas de risco (0,24 por cento da população da grande área urbana) em um cenário de aquecimento global de 4°C, número que cai para 1,3 milhão no caso de 2°C de aquecimento. Projeções medianas da elevação do nível do mar desencadeadas pelo aquecimento global são 9,3 metros para 4°C e 4,9 metros para 2°C.

Em conjunto com o relatório, a Climate Central criou um mapa global interativo e incorporável chamado Escolhas Climáticas, ou Climate Choices (choices.climatecentral.org).

Os usuários podem digitar o nome de qualquer cidade costeira ou código postal em todo o mundo e comparar as potenciais consequências de diferentes cenários de aquecimento ou de emissões em uma base local.

 

###

Climate Central é uma organização sem fins lucrativos de pesquisa e jornalismo que fornece informações relevantes com base científica para ajudar o público e os decisores políticos a tomarem decisões acertadas sobre clima e energia

DENTISTA DO BEM – “Mestres do Sorriso” estreia domingo (13) no Discovery Home & Health

O programa conta a história de beneficiários do projeto Dentista do Bem, mostrando a diferença que um dentista pode fazer na vida de jovens carentes e denunciando a falta de acesso a tratamento odontológico.

 

No próximo dia 13 de outubro, domingo, às 00h15, estreia no canal pago Discovery Home & Health o programa Mestres do Sorriso, apresentado pelo dentista Fábio Bibancos – presidente voluntário da Turma do Bem, reconhecido internacionalmente como Empreendedor Social pela Ashoka (www.ashoka.org) e pela Schwab Foundation (www.schwabfoundation.org) – e dirigido por Andrea Pasquini.

O programa conta a história de beneficiários do projeto Dentista do Bem, evidenciando as transformações físicas e psicológicas que decorrem do tratamento odontológico. O projeto foi idealizado pela Turma do Bem e é fruto de uma parceria entre a Amil Linha Dental, a Turma do Bem e a Orion Produções. A primeira temporada terá seis episódios, exibidos semanalmente, de um projeto.

Além disso, outro objetivo é denunciar a falta de acesso a tratamentos odontológicos. Segundo a PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios/IBGE), quase 11% da população nunca foi ao dentista.

Parceira da TdB, a Amil Dental aprovou a ideia. “A Amil Dental desenvolve uma série de atividades pautadas em ações socialmente responsáveis para promover o bem-estar, qualidade de vida, a cidadania e a educação na sociedade. A participação no programa Mestres do Sorriso reforça nosso comprometimento em levar ainda mais qualidade de vida à população”, destaca Alfieri Casalecchi, diretor Comercial da Amil Dental.


Correspondente do “Estadão” em Whashington é mantida presa por cinco horas por tentar chegar perto do Ministro Joaquim Barbosa em evento na Yale Law School

Humilhação e truculência em Yale Law School

Por Cláudia Trevisan.

 

Minha primeira reação foi o descrédito. Depois vieram lágrimas. Por fim, a indignação de quem tem a convicção de estar sendo submetida a um tratamento abusivo, truculento e desproporcional. Em outras palavras, um injustiça, cometida em uma das mais tradicionais escolas de Direito dos Estados Unidos.

Fui tratada como uma criminosa, enquanto tentava desempenhar meu papel de jornalista. Minha única intenção era ter a chance de encontrar o presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Joaquim Barbosa, e tentar convencê-lo a me dar um entrevista. Ele já havia me falado por telefone que não falaria, mas jornalistas nunca se confomam diante de um não.

A Faculdade de Direito de Yale fez de tudo para impedir a presença de imprensa no local durante a visita do presidente do STF. Seu nome não constava do programa oficial do evento e a diretora de comunicação foi taxativa ao dizer que repórteres não seriam admitidos no local. De novo, repórteres resistem ao não e essa é uma das características que fazem o bom jornalismo. De qualquer maneira, eu não tinha nenhuma intenção de invadir o local do evento. Só precisava saber onde ele estava sendo realizado, para saber em que calçada esperar.

O tratamento que tive foi o mais humilhante e degradante que já enfrentei em minha vida profissional. Algemada, impedida de dar ou receber telefonemas, transportada em um camburão escuro e sem janelas, no qual tinha que me agarrar com as mãos imobilizadas a cordões presos nos bancos para evitar ser jogada de um lado para o outro enquanto o carro se movia.

Na delegacia, fui revistada de cima abaixo e colocada em uma cela, ao lado de outras ocupadas por suspeitas de crimes de verdade. Havia gritaria incessante e batidas nas paredes de metal. O vaso sanitário era visível por meio das grades que separava minha cela do corredor por onde circulavam policiais. Quando entrei, um policial veio com um grande rolo de papel higiênico e ordenou que eu retirasse o que iria necessitar. Perguntei se ele ficaria olhando enquanto eu usava o local e obti uma resposta irônica: “Imagine, sua privacidade será mantida”. Ele saiu, mas o trânsito de pessoas no local era incessante.

Fiquei cinco horas incomunicável. Uma hora algemada. Três horas e meia em uma cela. Tudo por ter ousado me aproximar do local onde estava o presidente do STF, ironicamente uma instituição voltada à defesa de princípios constitucionais.

 

SAIBA MAIS:

http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,correspondente-do-estado-e-presa-e-algemada-em-yale-%28eua%29,1079563,0.htm

http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,yale-recua-de-acao-contra-jornalista-do-estado,1079908,0.htm

Jornal britânico ‘The Guardian’ está em Natal e entrevista o presidente do Natal Convention Bureau

O diretor-presidente executivo do Natal Convention Bureau, George Costa, concedeu entrevista aos repórteres Aarti Waghela e Nicolas Danaux, do jornal britânico The Guardian, na manhã desta sexta-feira (20), na sede do Natal CVB.

Os jornalistas estão na cidade para realização de entrevistas com líderes empresariais e gestores públicos para reportagem especial sobre o Rio Grande do Norte.

O presidente do Natal CVB falou sobre o papel do convention no setor de Turismo na cidade, os diferenciais de Natal como destino turístico de eventos e de lazer, os desafios e perspectivas com a Copa do Mundo de 2014, entre outros temas.

O suplemento especial sobre o destino deverá ser publicado em janeiro do próximo ano.

Hacker invade página do criador do Facebook para provar falha na famosa rede social

Deu na FOLHA DE SÃO PAULO.

 

Depois de ser desprezado pela equipe técnica do Facebook quando relatou uma falha na rede social, um hacker resolveu demonstrar o erro na conta do fundador e presidente do site, Mark Zuckerberg.

Khalil Shreateh fez uma postagem no mural de Zuckerberg, o que normalmente seria restrito aos contatos do executivo, apelando para que fosse ouvido.

“Em primeiro lugar, desculpe por invadir sua privacidade e por postar no seu mural –eu não tive escolha“, escreveu, em inglês, e descreveu o que havia passado até então (leia mais abaixo).

A atitude foi considerada “inaceitável” pela rede social, que deixou de pagar a Shreateh uma recompensa que é dada a descobridores de bugs.

Isso porque o hacker violou as condições impostas pela empresa, ao “valer-se de falha para impactar um usuário real”.

O Facebook diz que o erro, que basicamente permitia ao hacker criar postagens no mural de qualquer pessoa sem que ela tivesse autorizado, foi corrigido na quinta-feira.

 

“DESCULPE, ISSO NÃO É UM ERRO”

Shreateh, que é de Yatta, na Palestina, havia demonstrado o erro anteriormente ao postar no mural de Sarah Goodin, uma colega de faculdade de Zuckerberg que foi a primeira mulher a entrar no Facebook.

Ele enviou, então, a demonstração do erro a um dos engenheiros do Facebook, que não pôde visualizar a postagem por não ser um dos contatos de Goodin na rede e, depois, acabou por desconsiderar a falha.

Desculpe, isso não é um bug”, disse o funcionário, como mostra um detalhado post no blog de Shreateh.

Foi então que o hacker decidiu usar a conta do presidente-executivo da empresa para mostrar que o erro existia.

Usando como imagem de perfil uma fotografia de Edward Snowden –o responsável pelo vazamento do esquema de espionagem americano Prism–, Shreateh descreveu seu contato com a equipe técnica da rede social.

Descobri recentemente um sério problema no Facebook que permitia que usuários postassem na linha do tempo de outros sem estar na lista de contatos. Relatei isso duas vezes. Como você pode ver, não sou um contato seu e, ainda assim, posso postar no seu mural“, escreveu.

“Agradeço por ler isto e por pedir para que alguém de sua companhia me contate.”

A mensagem já foi removida do perfil de Zuckerberg.

Chinesa morre eletrocutada ao atender ligação no iPhone e família cobra explicações da APPLE

A família de uma chinesa de 23 anos cobra explicações da Apple pela morte da jovem, que foi eletrocutada, segundo seus parentes, ao atender a uma ligação em seu iPhone enquanto o aparelho estava sendo carregado.

O episódio ocorreu neste fim de semana na província de Xinjiang, quando Ma Ailun morreu eletrocutada, segundo certificaram as primeiras análises, apesar de ainda não haver a certeza de que o celular provocou a descarga elétrica, diz neste domingo a agência oficial de notícias chinesa ‘Xinhua’.

“Espero que a Apple nos dê uma explicação”, publicou a irmã mais velha de Ma, na rede social Weibo. É através desta rede que ela explicou que Ma, uma ex-aeromoça, levou um choque ao pegar seu iPhone enquanto este estava ligado à tomada.

“Não atendam quando o celular estiver carregando”, alertou aos internautas a irmã da vítima, que tinha casamento marcado para agosto.

As mensagens de apoio e despedidas carinhosas se misturaram hoje no Weibo com as de surpresa pelo incidente, ou de alerta.

Devido à rápida circulação da notícia pela internet na China, a Apple não demorou em publicar uma mensagem voltada a seus usuários no país asiático.

“Nos sentimos muito tristes pelo infeliz incidente. Transferimos nossas condolências à família”, declarou hoje a companhia na China através de um comunicado no qual também confirmou que investigará o ocorrido em colaboração com as autoridades chinesas.

(Fonte: Agência EFE)

Fátima Bezerra participa de palestra do ex-presidente Lula no WorldSkills

A deputada federal Fátima Bezerra (PT) participou nesta quinta-feira (4), em Leipzig (Alemanha), da palestra do ex-presidente Lula, no Fórum de Líderes do WorldSkills – torneio mundial de profissionais de nível técnico e profissionalizante.

Segundo a deputada, o ex-presidente falou dos avanços de seu governo, em especial na área de educação, com destaque para a expansão do ensino técnico profissionalizante do Brasil, do qual seu governo criou 214 Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia (IFET), além de ter criado o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (PRONATEC), que chegou a 2,5 milhões de matrículas em cursos técnicos e de qualificação profissionais em mais de 400 áreas do conhecimento.

Fátima também disse que Lula voltou a afirmar que as manifestações no país reforçam a democracia brasileira, e, mais uma vez, o ex-presidente defendeu a reforma política proposta pela presidenta Dilma.

A deputada Fátima Bezerra visitou stands do encontro e cumprimentou estudantes e professores do SENAI/Mossoró, que fazem parte da delegação brasileira no WorldSkills.

O mundo repercute os protestos no Brasil; Financial Times chama de “revolução dos 20 centavos”

A onda de protestos que tomou conta do Brasil repercute na grande imprensa mundo afora.

Expressões como “Revolução dos 20 centavos”, “Filhos Rebeldes de Lula e Dilma” e “Pane do Milagre Brasileiro” estampam grandes jornais.

Veja algumas dessas notícias.

 

PRIMEIRO MUNDO – Semáforos amigáveis aos ciclistas, só na Suécia mesmo

Corrimão para ciclistas em Copenhagen

A Suécia é definitivamente um país que sabe conviver.

Além de planejar sua primeira rodovia para ciclistas, acabaram de inventar mais um benefício para quem pedala: um polo de apoio para aquelas paradinhas no semáforo.

As pessoas que se locomovem de bicicleta, no geral, não têm nos semáforos seu momento favorito – afinal, precisam parar e perder todo o impulso físico e movimento no qual estavam imersas e recomeçar tudo de novo.

Essa invenção, da empresa sueca Nola, permite o apoio confortável tanto da mão quanto do pé para manter o ciclista na posição vertical, sem desmontar da bicicleta.

A Holanda já pensa em implementar essa sábia invenção.

 

(Fonte: Movimento Conviva)

As bolsas das mulheres têm mais micróbios do que a maioria dos vasos sanitários, afirma estudo realizado no Reino Unido

O professor do Instituto de Microbiologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Maulori Cabral, confirmou à Agência Brasil que bolsas femininas têm mais micróbios do que na maioria dos vasos sanitários, como é apontado por estudo da empresa Initial Washroom Hygiene, do Reino Unido, especializada em limpeza de banheiros públicos.

“Tem mais micróbios na superfície das bolsas das mulheres do que na superfície dos vasos sanitários. As mulheres colocam a bolsa em tudo que é lugar. Pegam na bolsa o tempo todo e ficam passando micróbios da mão para a bolsa. E ninguém passa água sanitária na bolsa”, diz.

O estudo feito pela companhia britânica revela que o creme de mãos, batons e estojos de maquiagem são os itens mais sujos que as mulheres carregam nas bolsas. Maulori Cabral concorda com a pesquisa. “É o que ela [mulher] toca mais, mas, pelo lado de fora”. Ele explicou que os batons, sozinhos, já têm agentes antimicrobianos. O mesmo ocorre em relação ao creme para mãos. Já os frascos que contêm o creme estão a todo momento sendo segurados pelas mãos femininas.

Maulori Cabral esclareceu que quando uma pessoa segura algum objeto, transfere para ele parte da sua microbiota. “Todo bicho vivo que você conhecer tem uma população de micróbios associada ao próprio corpo. Cada pessoa tem as suas populações bacterianas. Esse conjunto de populações bacterianas que está associada ao corpo denomina-se microbiota”, disse.

Cabral descartou, entretanto, que o fato de as bolsas femininas apresentarem mais micróbios que a superfície de vasos sanitários põe em risco a saúde humana. “De maneira nenhuma. Isso tudo é injeção de pânico”. A microbiota faz parte da evolução dos seres vivos. Cada pessoa carrega cerca de 100 trilhões de bactérias. “O corpo adulto é formado por 10 trilhões de células que são descendentes da fecundação, ou seja, da nossa origem embrionária”. Quando a criatura nasce, se contamina com bactérias, inclusive da própria mãe e, quando fica adulta, carrega dez vezes mais bactérias do que células embrionárias. “Quando você encosta em uma coisa, passa para ela seus micróbios”.

Na avaliação do virologista, lavar as mãos de forma frequente não reduz o número de bactérias presentes nas bolsas das mulheres. O que precisa é lavar as mãos sempre antes das refeições e depois de ir ao banheiro. “Quando lava as mãos, você não se livra dos seus micróbios; você se livra dos micróbios dos outros. Porque os seus fazem parte da sua microbiota. Os dos outros é que podem fazer mal a você, ou não”.

Cabral reiterou que os seres humanos nascem para conviver com os micróbios. “Fantasiar micróbios como algo maléfico é o maior absurdo”. Ele disse que as crianças tomam lactobacilos vivos porque isso faz bem à sua saúde e disse que a contaminação microbiana é uma coisa natural. Embora sejam invisíveis, os micróbios são os seres mais poderosos do planeta, avaliou o professor da UFRJ.

Os micróbios fazem parte do cotidiano. Cabral explicou que como o ser humano é um animal social, os homens cumprimentam uns aos outros, trocando micróbios no aperto de mãos. “A primeira coisa que você faz é: fique com um pouco dos meus micróbios e me dê um pouco dos seus”. Quando há mais intimidade com a outra pessoa, trocam-se beijos. “Aí a coisa complica” porque, segundo Cabral, cada gotícula de saliva tem 100 mil bactérias. “Mas, tem coisa melhor do que trocar bactérias?”, brincou o professor. Isso significa que quanto mais íntimo for o cumprimento, mais a microbiota é compartilhada.

(Fonte: Agência Brasil)

Dilma Rosseff é a segunda mulher mais poderosa do mundo; três brasileiras figuram na lista das ‘TOP 100’

Nossa, Dilma!

A FORBES lança anualmente uma lista com as 100 Mulheres Mais Poderosas do Mundo. O ranking, que já está em sua décima edição, avalia as selecionadas pelo dinheiro, presença na mídia e impacto que representam, e são mulheres que se destacam nas mais diversas áreas de atividade como tecnologia, política, negócios, entretenimento, mídia e ONGs.

E a nossa Presidenta, Dilma Rousseff, mais uma vez figura nesta seleta lista. Em 2012 Dilma ficou na terceira colocação, subindo uma posição na edição 2013, ficando como a segunda mulher mais poderosa do mundo, segundo a FORBES.

A chanceler alemã Angela Merkel se manteve no primeiro lugar.

Outras duas brasileiras figuram na lista. Graça Foster, CEO da Petrobras, também subiu posições. Em 2012 ficou na 20ª posição e na edição deste ano subiu para 18ª. A modelo Gisele Bündchen é a nossa terceira “poderosa”, que caiu de posição em relação a 2012, quando ocupava a 83ª e agora ocupa a posição de nº 95.

As cinco “top poderosas” da lista FORBES são: Angela Merkel (Chanceler Alemã), Dilma Rousseff (Presidente do Brasil), Melinda Gates (Copresidente da Fundação Bill & Melinda Gates), Michelle Obama (primeira dama dos Estados Unidos) e Hillary Clinton (ex-secretária de Estado norte-americana).

“De Cingapura e Arábia Saudita à Inglaterra e Estados Unidos, entre outros países, as 100 mulheres mais influentes da nossa lista são determinantes no mundo em que vivemos”, comenta Moira Forbes, presidente e Publisher da “FORBES Women”.

Clique no link e conheça o ranking das 10 mulheres mais poderosas do mundo, segundo a FORBES.

RANKING: As 10 mulheres mais poderosas do mundo

“Verdadeira aula sobre a democracia na América Latina”, elogia Fátima Bezerra em Fórum no Uruguai

A deputada federal Fátima Bezerra (PT) está em Montevidéu, no Uruguai, onde participa do “Foro Internacional de Sindicatos y Partidos Progresistas”. Na noite de ontem (4), Fátima acompanhou o debate “Transformações em risco? Perspectivas e tensões do progressismo na América Latina”, que contou com a presença do ex-presidente Lula, do presidente uruguaio José Mujica e o secretário-geral da Confederação Sindical dos Trabalhadores das Américas – CSTA, Victor Báez. A programação segue durante todo o dia de hoje (5), com ciclos de debates e painéis temáticos.

“Abertura do Fórum ontem com Lula e Mujica foi uma verdadeira aula sobre a democracia. O desafio de consolidar e avançar o processo democrático na América Latina”, elogiou Fátima no Uruguai.

A delegação brasileira é composta pelos deputados Fátima Bezerra (PT/RN) e Paulo Teixeira (PT/SP); o ex-ministro e atual diretor do Instituto Lula, Luiz Dulci; o presidente da CUT, Vagner Freitas; o presidente do Instituto de Cooperação da CUT, Artur Henrique; Diretor da CSA, Rafael Freire; Jean Tible e Yesko Quiroga, ambos da Fundação Friedrich Ebert.


SÃO GONÇALO EM MONTREAL – Delegação brasileira apresenta, em evento da aviação civil internacional, avanços do setor no país e modelos de concessões de novos terminais

Acontece desde ontem (18), em Montreal (Canadá), a 6ª Conferência Mundial de Transporte Aéreo, evento da Organização da Aviação Civil Internacional (OACI), onde se discutem diretrizes para o desenvolvimento econômico da aviação mundial, com foco nos direitos dos passageiros, na maior liberalização do transporte aéreo, na busca por maior eficiência de operadores de aeroportos e de controle de tráfego aéreo e na modernização do marco regulatório. A última conferência ocorreu em 2003.

O Brasil está representado, em sua delegação, por representantes da Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República (SAC-PR), da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA) e do Ministério das Relações Exteriores.

Durante o evento, o diretor-presidente da ANAC, Marcelo Guaranys, também na condição de presidente da Comissão Latino-americana da Aviação Civil (CLAC), apresentará os avanços do Brasil no transporte doméstico e internacional, com destaque para a garantia de assistência aos passageiros pelas empresas em casos de atrasos e cancelamentos de voos, instituída pela ANAC em 2010.

A concessão para construção e exploração do Aeroporto de São Gonçalo do Amarante (RN), a ampliação e exploração de Guarulhos, Viracopos e Brasília, e os próximos passos para a concessão do Galeão e de Confins, também serão temas abordados na Conferência.


Em missa inaugural, Papa Francisco pede pelos pobres e saúda fiéis em carro aberto na Praça São Pedro

O Papa Francisco apelou nesta terça-feira (19) pela defesa dos pobres, dos idosos, dos mais fracos e do meio ambiente, na homilia da missa solene que marcou o início oficial de seu pontificado.

Ele afirmou que a liderança da Igreja Católica Apostólica Romana e de seus 1,2 bilhão de fiéis deve ser um “serviço humilde“, acolhendo a todos, e principalmente aos mais pobres.

No sermão na Basílica de São Pedro, no Vaticano, o primeiro Papa latino-americano pediu respeito “a todas as criaturas vivas e ao ambiente que nos cerca“.

“Peço a todos aqueles que ocupam papel de responsabilidade nos meios econômico, politico e social, a todos homens e mulheres de boa vontade, para que cuidem da criação. Do desenho de Deus na Natureza. Cuidem um do outro, do meio ambiente“, disse.

O pontífice citou São Francisco de Assis, padroeiro do meio ambiente e inspirador de seu nome papal.

Ele afirmou que seu ministério é “cuidar das pessoas, principalmente dos mais pobres“.

O pontífice, primeiro jesuíta a exercer o cargo, também apelou aos fiéis e principalmente às pessoas em postos de comando para que não deixem que os “sinais de destruição” dirijam o mundo.

Vamos lembrar que o ódio, a inveja, a soberba sujam a vida“, afirmou o pontífice. “Cuidar, então, significa vigiar nosso sentimento, nosso coração, porque é dali que vem as coisas boas e as más intenções. Aquelas que destroem e aquelas que constroem.

Francisco terminou a homilia pedindo a intercessão da Virgem Maria, de São José, de São Pedro, São Paulo e de São Francisco, para que o Espírito Santo acompanhe o seu ministério.

 

ANEL E PALIO

Durante a missa, o pontífice recebeu o anel do pescador e o pálio, símbolos da autoridade papal.

Após a cerimônia, começou o tradicional “beija mão“, em que membros de delegações de 132 países e líderes religiosos de todo o mundo fizeram fila para cumprimentar o pontífice.

Entre os chefes de Estado presentes no Vaticano, está a presidente brasileira Dilma Rousseff.

 

SAUDAÇÕES AOS FIÉIS

Antes da missa, o novo pontífice, de 76 anos, saudou os milhares de fiéis que lotavam a Praça de São Pedro, no Vaticano, diante da Basílica, para acompanhar a cerimônia.

A bordo do papamóvel versão “jipe“, sem cobertura, Francisco chegou por volta das 8h50 locais (4h50 de Brasília).

Sorridente, ele saudou a multidão, que acenava bandeiras de vários países, e desceu do papamóvel para cumprimentar fiéis, antes de entrar na Basílica de São Pedro para oficiar a missa.

O cardeal argentino Jorge Mario Bergoglio foi eleito na semana passada, pelo conclave de cardeais, como o 266º Papa da Igreja Católica, após a renúncia do agora Papa Emérito Bento XVI.

Bergoglio, que adotou o nome de Francisco, é o primeiro papa latino-americano da história, além do primeiro sacerdote da Ordem dos Jesuítas a chegar ao cargo.

O policiamento foi reforçado no Vaticano e na cidade de Roma durante o evento.

(Fonte: G1/GLOBO.COM)

HABEMUS PAPAM – Em sua primeira missa, Papa Francisco diz que a igreja tem que ser “a companheira de Cristo” e não uma “ONG piedosa”

O papa Francisco dedicou parte da celebração de sua primeira missa, realizada ontem (14), a alertar os fiéis para o papel da Igreja Católica Apostólica Romana. Após as leituras, o papa disse que a Igreja deve ser a companheira de Cristo e não uma organização não governamental (ONG) piedosa (que sente pena). Francisco usou a expressão “ONG piedosa”.

“Se nós não professarmos Jesus Cristo, nos converteremos em uma ONG piedosa, não em uma esposa [mulher] do Senhor”, disse o papa Francisco, lembrando que todos são “mundanos”, mesmo os mais religiosos e, não “discípulos do Senhor”.

Realizada na Capela Sistina, a primeira missa do papa Francisco seguiu o ritual do período da Idade Média com cantos gregorianos, coral de meninos e os cardeais vestidos com trajes em branco, vermelho e dourado. O papa comungou e, em seguida, ofereceu a hóstia consagrada para os cardeais. A missa marca o fim do conclave, que o elegeu na quarta-feira (13).

O papa celebrará o Angelus, no domingo (17), na Praça São Pedro. Será a segunda aparição pública dele desde a eleição. Ontem, na primeira vez que saudou os fiéis, ele abaixou a cabeça e pediu orações para seu pontificado.

A missa que marca o começo do pontificado de Francisco está marcada para a próxima terça-feira. 19 de março.

(Fonte: Agência Brasil)

CONCLAVE – Acaba a segunda votação do dia e fumaça permanece negra

A segunda fumaça do conclave para escolher o novo papa, após as votações desta terça-feira e de hoje, também foi negra, por isso ainda não há um sucessor para Bento XVI.

A fumaça preta que anuncia ao mundo que os 115 cardeais não elegeram um papa saiu pela chaminé da capela Sistina às 11h39 locais (7h39 de Brasília) em meio a uma grande expectativa.

Assim como ontem, primeiro dia de conclave, milhares de fiéis e curiosos se reuniram na Praça de São Pedro para ver ao vivo a desejada fumaça branca, que anuncia ao mundo que os mais de 1.200 milhões de católicos terão um novo líder espiritual.

A fumaça preta saiu pela chaminé durante um longo tempo, para que da mesma forma como ontem não ficassem dúvidas de que era realmente desta cor. Após alguns minutos, a fumaça preta voltou a sair novamente da chaminé da Capela Sistina.

Este é o sinal que indica que nenhum dos cardeais votados alcançou dois terços dos sufrágios, como estipula a legislação do Vaticano para que um papa seja eleito.

A fumaça surgiu após as duas primeiras votações de hoje. Nesta tarde os cardeais voltarão a se reunir para tentar eleger o sucessor de Bento XVI.

(Fonte: Agência EFE)