Blog editado a partir de Natal/RN - Brasil.

Publicidade
Instagram
Twitter
Publicidade
Buscar
Calendário
junho 2018
S T Q Q S S D
« maio    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  
Publicidade
Publicidade
Publicidade Vídeo

Uma homenagem da Prefeitura de Natal para os Professores

Posts da ‘SAÚDE’

Saúde da mulher será tema de audiência pública na Câmara de Parnamirim

A Câmara Municipal de Parnamirim realiza, nesta sexta-feira (25), às 9h, audiência pública com o tema “Saúde da Mulher: avaliação dos indicadores, consolidação das políticas públicas e a humanização do parto e nascimento no âmbito municipal“. A ação, que é de propositura do mandato da vereadora Ana Michele (PT), é aberta ao público e a população está convidada.

A audiência abordará diversos temas, como: qualidade no atendimento e fortalecimento da rede de cuidados e acolhimento das mulheres, atendimentos e serviços disponibilizados pelo município (especialistas, exames, consultas programas e projetos); boas práticas e humanização do parto e nascimento na Maternidade Divino Amor, além do incentivo ao parto natural e fortalecimento da Rede Cegonha.

Foram convidados para a audiência profissionais da saúde em geral, como: representantes da Secretaria Municipal de Saúde, Movimentos Sociais ligados aos Direitos das Mulheres, Conselho Regional de Enfermagem, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, além dos usuários e população em geral.

 

O que: Audiência Pública sobre a ‘Saúde da Mulher’

Quando: Sexta-feira (25), às 9h.

Onde: Câmara Municipal de Parnamirim, situada à Avenida Castor Vieira Régis, bairro Cohabinal.

Café em excesso pode causar sintomas de depressão

Especialista explica reações do exagero no consumo do café

 

O café é uma das bebidas mais consumidas do mundo. Apesar de ser composto pela cafeína, que tem alto poder estimulante e energizante, o maior problema não é a substância em si, mas a quantidade ingerida.

“O exagero no consumo de café em altas doses, leva ao vício. Isso eleva o cortisol e sobrecarga aos rins. Se a ingestão for feita de maneira frenética, consequências como aumento da frequência cardíaca, colesterol e aceleração da coagulação sanguínea, resultam em doenças graves’’, explica Aléssia Palhano, cardiologista e nutróloga do Hapvida Saúde.

No entanto, o hábito de tomar café pela manhã, pode ser garantido como destaca a especialista. “O ideal é ingerir o equivalente a uma xícara pequena, logo ao amanhecer, em jejum. Não se deve colocar açúcar nem adoçante’’.

O café também tem benefícios como elementos antioxidantes, que combatem radicais livres, e até atuam na prevenção do câncer. A bebida é rica em ácido clorogênico, que protege o fígado, sendo mais presente no café verde e menos no torrado.

“Pessoas que consomem café, especialmente, em grandes quantidades, poderão ter o sistema nervoso abalado, com sintomas de depressão, síndrome do pânico e estresse. Tudo está relacionado ao consumo exagerado da cafeína. Então, o segredo é promover saúde na medida certa’’, alerta Aléssia.

Liga Contra o Câncer realiza em Caicó V Jornada de Oncologia do Seridó e III Simpósio de Oncologia Oral

Discutir e atualizar os profissionais e estudantes da área de saúde na oncologia. Esse é o objetivo da V Jornada de Oncologia do Seridó e III Simpósio de Oncologia Oral, que acontecem no dia 18 de maio, no auditório do CERES-UFRN, em Caicó.

A jornada será aberta às 8 horas pelo superintendente da Liga Contra o Câncer, Roberto Sales. Durante todo dia serão abordados diversos temas, como Tabagismo e Câncer de Pulmão; o Tratamento do Câncer de Pele; Prevenção e Diagnóstico Precoce do Câncer na Saúde Primária; e Cuidados Paliativos no Câncer, com espaço para debates e discussões.

Já o III Simpósio de Oncologia Oral do Seridó, que acontece na sala 02 do CERES-UFRN, também terá início às 8 horas, com palestras sobre Atualização no Diagnóstico e Tratamento das Afecções Bucais; Laserterapia na Odontologia; e Manejo Odontológico em Pacientes Portadores de Dicrasias Sanguíneas, além de mini cursos voltados para a área de Serviço Social.

Informações e inscrições através do site www.jornadadaliga.com.br , ou pelo Departamento de Ensino, Pesquisa e Educação Comunitária (Depecom) da Liga, nos telefones 4009-5567 / 5500, e pelo e-mail: sec.depecom@liga.org.br.

 

Serviço: V Jornada de Oncologia do Seridó e III Simpósio de Oncologia Oral do Seridó

Data: 18 de maio de 2018

Local: Auditório do CERES-UFRN, em Caicó

Gripe preocupa população e médica explica como se prevenir

Durante esse período chuvoso no Rio Grande do Norte, os casos de gripes em crianças, principalmente, são intensificados. A doença, causada por vírus, chega a ter sintomas severos como explica a médica Kallydya Pasqually, pediatra do Hapvida Saúde.

Em média, o tempo da gripe dura cerca de 7 a 10 dias sendo causada pelo vírus influenza e seus subtipos que podem levar o quadro a registrar febre, tosse, dores de cabeça, nos músculos e articulações”.

Agora, com os registros de Gripe H1N1 no país, o alerta dos especialistas em prol da saúde de toda a população também é levado com atenção. Segundo a médica, a gripe tende a se complicar mais, principalmente em idosos, bebês e pessoas com baixa imunidade, podendo evoluir o quadro clínico.

A pediatra alerta que quando surgir febre alta, maior que 39,5 ºC, permanente, é extremamente importante procurar um médico. Esse tipo de gripe é transmitido da mesma maneira que a gripe comum e deve ser tratado imediatamente.

 

Vacina H1N1

Segundo a pediatra do Hapvida, a gripe A, causada pelo vírus H1N1, causa sintomas mais intensos, sendo mais preocupante em idosos e bebês, por isso é um público ao qual a vacina é direcionada de forma mais insistente e gratuita.

 

Cuidados

Os cuidados que podem ser adotados para reduzir as chances de contaminação pelo vírus, ou mesmo transmissão para outras pessoas, são: lavar as mãos com água e sabão (principalmente depois de usar o banheiro); evitar tocar olhos, nariz ou boca após contato com superfícies onde há aglomeração; usar lenço ao tossir e espirrar.

 

Registros

No Brasil, foram registrados 286 casos de influenza até abril deste ano com 41 casos de óbitos. Entre os do tipo H1N1, 116 registrados com 16 óbitos. As informações são do Ministério da Saúde.

Nesta última quarta-feira (18), o Ministério da Saúde lançou Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza com objetivo de reduzir as internações, complicações e mortes em decorrência das infecções pelo vírus da influenza.

Partage Norte Shopping recebe unidade móvel do Hemonorte

Doar sangue é um ato de solidariedade que ajuda a salvar vidas. Dando continuidade a campanha de apoio ao Hemocentro do Rio Grande do Norte, o Partage Norte Shopping recebe, no dia 18 de abril, a unidade móvel da instituição, que estará coletando doações para ajudar a abastecer o banco de sangue. O veículo ficará estacionado na entrada do empreendimento, na Avenida João Medeiros Filho, das 08h às 17h.

Na hora de doar, é necessário passar por uma breve entrevista, que tem como objetivo dar mais segurança aos doadores e pacientes que receberão a doação. É importante a sinceridade nas respostas. Tudo que foi respondido será mantido em sigilo.

 

Requisitos para doar:

Ø  Sentir-se bem, com saúde;

Ø  Apresentar documento com foto, emitido por órgão oficial e válido em todo território nacional;

Ø  Pesar acima de 50 kg;

Ø  Ter entre 16 e 67 anos;

Ø  Não estar em jejum;

Ø  Ter dormido, no mínimo, 6 horas na noite anterior;

Ø  Não ter ingerido bebida alcoólica nas 12 horas anteriores;

Ø  Evitar fumar por 2 dias;

Ø  Evitar alimentos gordurosos.

Projeto de Fisioterapia trata de pacientes com AVC

Atendimento gratuito faz uso experimental da tecnologia da Estimulação Transcraniana por Corrente Contínua (ETCC) e pretende restaurar os movimentos paralisados

 

Grupo de pesquisa do curso de Fisioterapia da Estácio Ponta Negra está com vagas abertas para pacientes que tiveram Acidente Vascular Cerebral, mais conhecido pela sigla AVC, e estão com sequelas motoras. O tratamento gratuito, realizado pelos alunos supervisionados por professores, consiste no uso experimental da tecnologia da Estimulação Transcraniana por Corrente Contínua (ETCC) e pretende restaurar os movimentos paralisados.

“Utilizamos a técnica da estimulação associada a um protocolo de atividades fisioterapêuticas, que são exercícios específicos programados pela equipe. A ação é realizada em um período de quatro semanas, com duas a três sessões por semana e, em seguida, aplicamos uma reavaliação para verificarmos a evolução do quadro clínico”, explica o professor Clécio Gabriel de Souza, coordenador do projeto.

De acordo com o coordenador, a ETCC já é utilizada, com bons resultados comprovados em outras doenças como depressão, enxaqueca e fibromialgia. Para pacientes de AVC, na Estácio, o grupo realiza esse tratamento desde o semestre passado, mas atualmente conta com uma equipe mais ampla e novos procedimentos fisioterápicos.

O AVC, também conhecido popularmente como ‘derrame’, é causado pela interrupção da circulação sanguínea no cérebro, devido ao rompimento de um vaso sanguíneo ou bloqueio por um coágulo. Sem o fornecimento de oxigênio e nutrientes, o tecido cerebral sofre os danos que acarretam o AVC.

Para participar do projeto como paciente, a pessoa deve comprovar que sofreu um AVC há mais de seis meses e, após a inscrição, será avaliada por meio de diversos exames para posterior agendamento. Os interessados devem entrar em contato pelos telefones: (84) 99818-0204 (TIM), 98707-9163 (Oi), ou 99422-9879 (Claro).

Pediatra alerta sobre os cuidados para os bebês que usam colar de âmbar

Se não for controlado pelos responsáveis, o acessório pode trazer alguns riscos para as crianças

 

O acessório que tem questionado muitos pais e vem gerando polêmica é o colar de âmbar. A dúvida se traz benefícios ou não para as crianças tem se estendido aos consultórios e pesquisas.

Se por um lado, acredita-se que o colar auxilia em fases da infância em que os bebês sentem dores, como a do nascimento dos dentes, por outro, alguns especialistas contra-indicam o uso.

Ainda é cedo para relacionar a diminuição de sintomas pelas crianças que utilizam o colar. Até hoje não há nenhum estudo oficial que comprove algum benefício no uso do colar’’, revela Gabriella Roriz, pediatra do Hapvida Saúde.

O âmbar é uma resina vegetal encontrada na região dos Bálticos e em contato com o corpo, o composto químico pode fortalecer o sistema imunológico. Mas, ainda é cedo para associar os benefícios. Segundo a pediatra, os cuidados, nesses casos, devem ser redobrados.

“Os perigos estão em situações de enforcamento ou engasgamento com algumas das bolinhas do acessório. As medidas de prevenção são direcionadas aos pais pela atenção e espera, em pelo menos, aos 6 meses de vida para a criança usar o colar de âmbar’’, explica a médica.

Dia Mundial da Atividade Física lembra a importância da prática de exercícios

Dos mais simples aos mais complexos, exercícios físicos contribuem para a prevenção de doenças

 

Para lembrar a importância da atividade física tanto para a saúde do corpo quanto para o cérebro, foi criado o Dia Mundial da Atividade Física, celebrado no dia 06 de abril. Praticar exercícios vai além de dispor de uma hora na academia ou fazer algum esporte. É possível fazer movimentos desde os mais simples aos mais intensos e em qualquer idade. É possível realizar uma sequência de exercícios nos mais diversos ambientes para estimular o corpo.

“Há exercícios que caem bem para quem é iniciante porque o esforço é mínimo e o resultado positivo”, aponta Jailson Santos profissional de educação física do Hapvida. Ele orienta que há exercícios como polichinelo, agachamento, bicicleta, pula corda, e outros que podem ser iniciados por aquelas pessoas que desejam começar a praticar atividades físicas.

Os benefícios vão além do físico. Mais que perder peso e combater a obesidade, a prática regular de movimentos gera benefícios como o fortalecimento dos ossos, articulações e músculos, e fortalece o coração. Tem importância no controle da gordura corporal, melhora o humor, ajuda na vida sexual e estimula a atividade cerebral.

Como identificar a intoxicação alimentar?

Ter cuidado com a higiene das mãos e alimentos facilita prevenção

 

Com a correria do dia a dia, as opções mais práticas para alimentação são escolhidas. A seleção para algo mais saudável é, às vezes, deixada de lado, ainda mais quando o cardápio oferece uma ampla variação de comidas rápidas, como, por exemplo, pastéis, salgadinhos e bebidas gaseificadas.

Esses casos podem colocar a saúde em risco e se agravam ao primeiro sinal de problemas no organismo. “Essas situações ocorrem nos alimentos ou bebidas contaminadas com micróbios causadores de doenças que se espalham no trato gastrintestinal por possuíram uma variedade de bactérias, vírus e parasitas’’, explica Paulo A. Sampaio, clínico geral do Hapvida Saúde.

 

Os sintomas

Febre, diarreia, dor abdominal, náuseas, que caracterizam a infecção alimentar, variam de acordo com a causa. Segundo o especialista, as mais comuns são devido às bactérias Campylobacter, E. coli O157:H7 e Salmonella, e também por um grupo de vírus chamado calicivirus.

Muitos micróbios podem se espalhar de mais de uma forma, de modo que não é possível sempre saber se a doença foi de origem alimentar. Essa distinção é importante, uma vez que precisamos identificar como uma doença está se espalhando, para tomar as medidas apropriadas, a fim de combatê-la’’, alerta o médico.

Ao alerta desses sintomas acompanhados de desidratação como diminuição na urinação, boca ou garganta seca, tonteira quando levanta, deve-se consultar o médico. Lavar as mãos cuidadosamente pode prevenir que a infecção se espalhe para outras pessoas.

Como saber se o peixe é bacalhau?

Em épocas como a Semana Santa, quando aumenta a procura por pescados, o bacalhau costuma estar entre os mais consumidos. Mas você sabia que bacalhau não é uma espécie de peixe, mas vários? A informação é conhecida por poucos, apesar de o produto ser um dos mais consumidos – especialmente nas datas comemorativas como a Semana Santa e o Natal. Por mais estranho que pareça, a verdade é que três espécies marinhas podem ser vendidas com esse nome. O peixe torna-se “bacalhau” por causa do processo pelo qual estas espécies são submetidas.

Segundo Sandra Prudente, professora de Nutrição da Estácio Ponta Negra, pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento somente pode ser denominado como bacalhau o produto salgado ou salgado seco, quando elaborado com peixe das espécies Gadus morhua (Bacalhau Cod), Gadus macrocephalus (Bacalhau Pacífico) e Gadus ogac (Bacalhau Groenlândia), devendo constar, na rotulagem, o nome científico da espécie utilizada.

Quanto ao processo, ele consiste na salga e secura do pescado, explica a professora. O sabor e o valor nutritivo são mantidos. No processo de salga, o bacalhau é colocado em tanques cobertos por quilos de sal e assim fica por cerca de quatro semanas. Durante as duas primeiras semanas o peixe fica em salmoura. Depois, é retirado, lavado e armazenado para permanecer mais uma ou duas semanas descansando em sal. Conforme o tamanho e a espessura do peixe chega-se a trocar o sal mais de uma vez.

 

Benefícios do Peixe

Os peixes possuem grande quantidade de cálcio, fósforo, ferro e iodo, proteínas de alto valor biológico, além do conhecido Ômega 3, que tem ação antioxidante e anti-inflamatória. “Alguns exemplos de pescados com boa concentração dessa gordura saudável são o salmão, a sardinha e o atum. Sendo assim, seu consumo deve ser feito pelo menos duas vezes por semana, ao invés de apenas na quaresma”, explica a professora.

O bacalhau contém gorduras saudáveis, como o ômega-3 e ômega-6, nutrientes importantes para diminuir o LDL [colesterol ruim], triglicerídeos e aumentar o HDL [colesterol bom], e é importante na prevenção e controle de problemas cardiovasculares, inflamatórias, autoimunes e até câncer, informa.

Crianças da Durval Paiva celebram a Páscoa nesta quarta (28)

A tradicional festa de páscoa das crianças da Casa Durval Paiva vai acontecer nesta quarta, 28/03, das 14h30min às 17h, na Rua Clementino Câmara, 234 – Barro Vermelho.

Será um momento de celebrar a vida e a fraternidade, além de oportunizar uma ação terapêutica aos pacientes em tratamento contra o câncer e doenças hematológicas crônicas e familiares assistidos pela instituição.

A animação ficará por conta da Cia Tropa trupe de Artes, haverá ainda brinquedos, brincadeiras, lanches, doação de chocolates e muita solidariedade.

 

A Casa

A Casa Durval Paiva atende a criança e ao adolescente com câncer e doenças hematológicas crônicas e seus familiares, durante e após o tratamento em natal, buscando a cura, contribuindo para o resgate da cidadania, dignidade e a qualidade de vida dos mesmos. Hoje são 1.065 crianças e adolescentes cadastrados e 513 em tratamento, vindos de 133 municípios do RN, também do Piaui, Ceará, Sergipe e da Paraíba. Contato: (84) 4006-1600.

Dia Mundial da Água: nutricionista alerta para a importância do consumo diário de 2 a 3 litros de água

Comemorado nesta quinta-feira, 22 de março, o Dia Mundial da Água nos desperta para a importância do consumo de água. Nesta entrevista, a nutricionista Débora Lima, do Hapvida Saúde, alerta para a importância do consumo diário de 2 a 3 litros de água e destaca que o corpo humano só continua funcionando por 2 ou 3 dias sem água. Confira abaixo:

 

Qual a importância da água para o organismo humano?

A água é um componente essencial de todos os tecidos corpóreos. Ela constitui mais de 60% do organismo humano e praticamente em todas as funções necessárias à vida. Depois do oxigênio, é a ausência de água que mais o organismo sente falta, daí a importância de ser mantida uma boa hidratação corporal.

 

Quais as funções desempenhadas pela água?

A água desempenha funções essenciais na nossa vida: fundamental para os processos fisiológicos de digestão, absorção e excreção; transporte de nutrientes para as células; regula a temperatura corporal; desempenha papel importante no sistema circulatório; o funcionamento dos rins, a desintoxicação, entre outros;

 

Qual deve ser o consumo diário de água?

A melhor forma de repor a quantidade de água perdida pelo organismo é através da ingestão de água pura. Devemos ingerir em torno de 2 a 3 litros de água diariamente, apesar de a água também estar presente naturalmente nos alimentos. É importante aumentar a quantidade ingerida em situações especiais como calor e exercício físico intenso.

 

Por quanto tempo o corpo humano consegue funcionar sem água?

A redução entre 4 e 5% da água corpórea reduz 20 a 30% a capacidade de trabalho de órgãos e sistemas. Sem água, o corpo humano só continuará funcionando por 2 ou 3 dias. O corpo não possui condição para armazenamento de água, portanto a quantidade de água perdida deve ser reposta.

 

Que problemas a falta de água pode ocasionar no corpo humano?

A falta de água pode ocasionar alguns problemas, a temperatura corporal tende a aumentar, as funções intestinais e renais ficam prejudicadas, pessoas tendem a ter dores no corpo, tem raciocínio prejudicado e corre mais risco de ter uma série de doenças, tais como: pressão alta, artrites, asma, colite, diabetes tipo II, colesterol e até alguns tipos de cânceres têm sua incidência relacionada com a má hidratação.

 

Quais são os sinais de desidratação?

Os principais sinais de desidratação são: boca seca, lábios rachados, urina escura, e de forma mais severa, letargia e confusão mental.

 

Em que temperatura a água deve ser consumida?

Quando ingerimos um copo de água gelada, há um desequilíbrio entre a temperatura do que vem de fora e a nossa temperatura orgânica, obrigando o organismo a uma “hora extra” para reajustar o nosso “termômetro interno”. Assim, o recomendado é bebida em temperatura ambiente, mas fica a critério de cada pessoa.

 

Qual a composição da água?

A água mineral é retirada de fontes minerais e contém uma variedade de minerais, incluindo cálcio, sódio e vários outros componentes. A tabela de calorias indica que a água mineral contém zero calorias.

 

É possível verificar quando a água tem qualidade para o consumo?

A bebida não deve apresentar cor, gosto ou odores. Se a água estiver com qualquer coloração que não a incolor, está vetado seu consumo. Outras colorações indicam que a água está contaminada por bactérias ou por contaminantes físicos ou químicos, como barro, ferro, etc. No entanto, a cor da água somente não indica que ela é própria para consumo. A água pode estar transparente, mas estar contaminada. A recomendação é filtrar ou ferver essa água antes da ingestão.

Saiba como a fisioterapia é utilizada no tratamento de incontinência urinária

Mais de 45% das mulheres são afetadas pela perda involuntária de urina

 

Mais de 45% das mulheres são afetadas pela perda involuntária de urina, chamada de incontinência urinária. O levantamento foi realizado em cinco capitais brasileiras – Porto Alegre, São Paulo, Recife, Belém e Goiânia – pelo Núcleo Avançado de Urologia e do Centro de Continência Urinária do Hospital Sírio-Libanês, de São Paulo.  No Dia Internacional da Conscientização sobre a Incontinência Urinária – 14 de março – fica o alerta para os modos de prevenção e identificação do problema.

Repentina e temporária, a incontinência acontece quando a pessoa não tem força muscular pélvica suficiente para reter a urina. Na fisioterapia, existem opções de tratamento para o controle. “Os acompanhamentos consistem no fortalecimento dos músculos do assoalho pélvico para impedir a perda involuntária da urina’’, explica a fisioterapeuta, Aianne Melo, do Hapvida Saúde.

Nos exercícios fisioterapêuticos recomendados, o objetivo é melhorar e reeducar a força de contração da região, além de coordenar a atividade abdominal. “Para isso, utilizam-se de exercícios específicos, aparelhos de eletroestimulação e técnicas que promovem o fortalecimento dos músculos necessários para manter a continência urinária’’, explica.

Embora a idade seja um fator de causa para a patologia, a especialista recomenda atenção aos vários pontos de atenção. “Manter hábitos saudáveis e acompanhamento médico é ideal para resolver esse problema que afeta todas as faixas etárias“, afirma a fisioterapeuta.

Casos de conjuntivite no verão alertam para a prevenção

Entenda como ocorre o contágio e saiba como se prevenir

 

Irritação, secreção, olho vermelho e sensação de areia, são alguns dos primeiros sintomas da conjuntivite. Nesses casos, o oftalmologista do Hapvida Saúde, Breno Barth, alerta.

Existem épocas de epidemia, mas varia muito de acordo com o tempo. Por isso, é importante sempre a prevenção’’.

Essa inflamação contagiosa nos olhos, chamada de conjuntivite, é causada por alergias, bactérias ou vírus como explica o médico. Por isso, os cuidados para prevenção são iguais para adultos e crianças.

Lavar sempre as mãos, não compartilhar objetos pessoais. E se aparecer algum sintoma, o ideal é procurar imediatamente um médico especialista’’.

Dependendo da avaliação, o oftalmologista irá recomendar repouso, vitamina c, lavar a região dos olhos com soro fisiológico ou até mesmo, receitar o uso de colírio e sabões neutros.

O tratamento deve ser acompanhado pelo médico porque há casos em que os dias de reclusão serão maiores que os outros dependendo do tipo de conjuntivite. A mais comum é a viral, com transmissão direta, então é essencial estarmos alertas’’, conclui Breno Barth.

SÓ VAI NA MARRA – Fiscalização do CREMERN no Seridó e no Alto Oeste vai garantir novos leitos de UTIs nos hospitais regionais

Anúncio das novas UTIs pela Sesap só aconteceu após ação judicial do CREMERN

 

Fiscalização em Pau dos Ferros

Fiscalização em Currais Novos

O Conselho Regional de Medicina do Rio Grande do Norte – CREMERN esteve nas Regiões Seridó e Alto Oeste para fiscalizar as obras de instalação dos novos leitos de UTIs, nas cidades de Currais Novos, Caicó e Pau dos Ferros. O pleito por ampliação de leitos de Unidades de Terapias Intensivas – UTIs nos hospitais regionais do Estado vem desde o ano de 2013, através de uma Ação Civil Pública na Justiça Federal, contra o Governo do Estado.

A fiscalização foi realizada por uma comissão formada pelo Presidente do CREMERN, Marcos Lima de Freitas, o vice-presidente e chefe do Departamento de Fiscalização do Conselho, Francisco Braga, e a Conselheira primeira secretária, Maria Cristina Monte. Em Currais Novos, a visita ao Hospital Regional Dr. Mariano Coelho aconteceu na tarde de quinta-feira (08), nas obras onde serão instalados 10 novos leitos de UTI. “Encontramos as obras em fase de engenharia civil, com as paredes e cobertura, porém sem o piso e demais instalações. Situação que sinaliza para um final de obra indefinido”, disse o presidente Marcos Lima de Freitas.

Na manhã desta sexta-feira (09), a fiscalização foi realizada no Hospital Regional do Seridó, em Caicó. Recebidos pelo diretor técnico, Silvio Santos Filho, a comissão do CREMERN visitou as futuras instalações dos novos 10 leitos de UTIs, que serão abertos até o mês de abril, de acordo com a previsão da Sesap. “Encontramos uma Unidade de Terapia Intensiva praticamente finalizada, pendente apenas de pequenos ajustes como climatização e instalação dos leitos com seus equipamentos de monitorização”, declarou.

Na tarde desta sexta-feira, a equipe do CREMERN esteve na região do Alto Oeste e fiscalizou o Hospital Regional Dr. Cleodon Carlos de Andrade, em Pau dos Ferros, onde serão instalados 10 leitos. “Nós encontramos a UTI em fase final de reforma, pendente de uma revisão na cobertura (telhado). Também faltam os novos leitos e demais equipamentos para que a Unidade possa iniciar o seu funcionamento de forma plena“, garantiu.

O presidente do CREMERN fez questão de frisar que: “Para nós que fizemos parte da presente fiscalização, foram momentos de enorme felicidade, ao perceber que dentro de poucos meses teremos uma assistência digna aos pacientes críticos dessas regiões, fruto de uma ação dos médicos do estado do Rio Grande do Norte aqui representados pelo Conselho Regional de Medicina”, avaliou o presidente Marcos Lima de Freitas.

Clínica de Fisioterapia retoma atendimentos gratuitos para crianças com microcefalia

As vagas estão disponíveis para pacientes de 0 a 3 anos e os atendimentos ocorrem na faculdade Estácio em Ponta Negra

 

O Grupo de Atenção à Criança com Microcefalia da Estácio (GACRIM), formado por alunos e professores do curso de Fisioterapia da Estácio Ponta Negra, abre novas inscrições para pacientes com microcefalia. Os atendimentos fisioterapêuticos são gratuitos e as sessões objetivam a estimulação precoce das funções motoras dos pacientes – crianças de 0 a 3 anos. Após inscrição e triagem, o atendimento inicia já nesta sexta-feira (2).

Como novidade para este semestre, o grupo implantará um instrumento especial que apresenta uma quantificação da evolução dos pacientes, informa Luan Simões, coordenador do projeto. “Recebemos crianças com diferentes níveis de gravidade da microcefalia e, dependendo do quadro, verificamos progressos rápidos, e outros que levam mais tempo. Este novo instrumento daremos um retorno mais personalizado para cada paciente”, acrescenta o coordenador.

Nas sessões, os pacientes são estimulados a perceber seu próprio corpo, além de realizarem exercícios para o fortalecimento muscular. “O tratamento é com as crianças, mas também os familiares recebem orientações. A ideia é que as atividades sejam estendidas ao cotidiano da família, para que seja alcançado um melhor resultado”, acrescenta o professor de Fisioterapia da Estácio.

 

Microcefalia

A microcefalia é uma malformação congênita que pode ser ocasionada pela exposição de fatores de riscos, como por exemplo: infecções por sífilis, toxoplasmose, rubéola, citomegalovírus, desnutrição grave, entre outros. Mais recentemente, foi comprovada a relação da infecção pelo Zika Vírus na causalidade da microcefalia. No Rio Grande do Norte foram notificados 519 casos suspeitos de microcefalia e/ou outras malformações relacionadas às infecções congênitas, desde 2015 a dezembro de 2017.

 

Atendimento

Os atendimentos são semanais, sempre às sextas-feiras no período da tarde. Para mais informações, os interessados podem entrar em contato com a Clínica de Fisioterapia, exclusivamente no horário da tarde, pelo número 3642-7531.

Olheiras: dermatologista explica maneiras de tratamento

Quem tem, sabe como é difícil disfarçar a aparência das olheiras, ainda mais depois de uma noite de sono ruim. O aparecimento precoce ou até mesmo durante os anos de vida tem influência genética, como afirma a dermatologista Marcela Vidal, do Hapvida Saúde.

O aparecimento das olheiras envolve predisposição genética, depósito de pigmento de melanina ou alterações vasculares. Todos esses fatores contribuem para o aspecto escurecido e profundo da região abaixo do olho’’.

Com a idade, essa região da pele pode adicionar outro componente inestético que são as bolsas. Mas, mesmo assim, as olheiras podem ser minimizadas com cuidados no cotidiano. “Uma boa alimentação e sono adequado chegam a atenuar o problema’’, explica a profissional.

Segundo a médica, o tratamento deve ser direcionado aos mais vários aspectos. “Em questão de profundidade pode ser realizado o preenchimento com ácido hialurônico. Se a situação envolver a pigmentação da olheira, o método a laser e cremes clareadores, são indicados’’, esclarece.

Vitamina D: entenda a importância para o organismo

Na gestação, a produção da vitamina D aumenta a força muscular dos bebês

 

Equilíbrio e orientação são as recomendações certas para quem se expõe ao sol. Cerca de 15 min, 3 vezes por semana é o suficiente para produção de vitamina D, como afirma a dermatologista Marcela Vidal, do Hapvida Saúde.

“A maior parte da vitamina D do organismo é proveniente da produção que envolve a radiação ultravioleta”, ressalta a médica.

Durante o período de gestação, por exemplo, a produção da vitamina D auxilia no desenvolvimento da criança. Um estudo, realizado por pesquisadores da Universidade de Southampton, na Inglaterra, apontou que a vitamina D aumenta a força muscular dos bebês.

A importância da vitamina D vai além desse benefício da produção do osso saudável. Por isso, a médica explica que “para o bom funcionamento do sistema imunológico, os alimentos ricos em vitamina D são salmão, arenque, cavala e óleo de peixe”.

Apesar de não estarem inclusos na dieta dos brasileiros, a especialista destaca a importância. ”A participação da alimentação nos níveis de vitamina D do organismo é pequena. Porém se com esta medida de exposição solar, a pessoa não atinge os níveis adequados deve receber suplementação oral com orientação médica”.

 

Casa Durval Paiva vive o Dia Internacional de Luta contra o Câncer na Infância

Nesta quinta 15/02 é lembrado o Dia Internacional de Luta contra o Câncer na Infância. A campanha é promovida pela Childhood Cancer International (CCI) – Confederação Internacional de Pais de Crianças com Câncer, representada por 188 organizações, em 96 países.

A Casa Durval Paiva apoia a iniciativa, promovendo a Campanha do Diagnóstico Precoce em todo o RN.

Flerte ou assédio: Quando os limites são ultrapassados?

Quando o flerte passa a ser um caso de assédio? A diferença é explicada pela psicóloga Sarah Lopes, do Hapvida Saúde, que deixa claro como determinar os casos de abordagens que marcam esse período de Carnaval e tantos outros.

O flerte acontece quando as partes correspondem. Se isso não ocorre e uma das partes insiste, causando constrangimento ou até mesmo um incômodo e aborrecimento, esta conduta já pode ser considerada assédio’’, esclarece.

Os debates em torno das justificativas para os casos de perseguição e insistência são recorrentes e caracterizam um problema. Com muita diversão e paquera, as rejeições possibilitam os casos de imposições.

“O assédio ocorre muitas vezes pelo indivíduo não aceitar a possibilidade de rejeição ou até mesmo como forma de impor uma condição de autoridade diante do outro. Essas situações geram desequilíbrio emocional e social. Assim, para que esta paquera seja saudável, as partes devem deixar bem claro respeito aos limites do outro’’, enfatiza a profissional.

Por outro lado, à medida que o assédio se confirma, é importante não acobertar ou minimizar a situação do próximo, seja ele conhecido ou não. “Tudo deve ser explicitamente verbalizado, levando em consideração permitir que o outro tome conhecimento de que não será intimidado diante da posição que ocupa’’, orienta a psicóloga.

Prevenção é o caminho para um Carnaval seguro

Por causa das frequentes aglomerações e contatos íntimos, proliferação de doenças aumenta nesse período festivo

 

Entre o frevo e os amores de Carnaval, é preciso se prevenir para não sair do período de festas com um saldo negativo na saúde. Em um contexto de constante aglomeração, alimentação desregulada e esforço físico, há um favorecimento da propagação de doenças como conjuntivites, mononucleose, e IST’s (Infecções Sexualmente Transmissíveis).

De acordo com a professora do curso de Enfermagem da Estácio Ponta Negra, Isabelle Braga, quando se fala em Carnaval, o sinal de alerta acende, principalmente, para o aumento da incidência de Infecções Sexualmente Transmissíveis. Tanto é que o Ministério da Saúde lançou nessa terça-feira (06) o tema da Campanha de Prevenção do Carnaval 2018: “Prevenir é Viver o Carnaval #VamosCombinar”.

Nos últimos dados do Ministério constam que cerca de 830 mil pessoas vivem com HIV/Aids no País. Estima-se que 136 mil ainda não sabem que estão com o vírus HIV e que 196 mil sabem que têm o vírus HIV, mas ainda não estão em tratamento. “A palavra chave é prevenção. E para prevenir as IST’s o Governo distribui preservativos gratuitamente”, destaca a professora.

Outra ocorrência muito comum é a “doença do beijo”, como é conhecida a mononucleose infecciosa, alerta Isabelle. A troca de salivas, por meio do beijo, é a principal forma de transmissão – por isso o apelido à doença. Os sintomas muitas vezes são confundidos com uma gripe ou resfriado. Febre alta, dor de garganta, e gânglios inchados acontecem após a transmissão do vírus Epstein-Barr (EBV). “Nesse caso o mais indicado é evitar o contato com pessoas que demonstrem sintomas gripais, pois já pode ser a mononucleose, além de manter uma higienização bucal regular”, orienta.

Já a conjuntivite é um pequeno mal que pode gerar um desconforto enorme. A principal orientação da profissional de saúde é priorizar a higiene nas mãos e do rosto. “É interessante também o cuidado com o uso dos produtos de maquiagem e outros objetos que são levados ao rosto. O ideal é não compartilhar”, afirma Isabelle Braga.

Boa alimentação e preparo físico são essenciais para o carnaval

Mesmo em período de carnaval é possível manter alguns cuidados com a saúde para dar conta do ritmo intenso de folia de forma equilibrada. No que diz respeito à alimentação, a orientação de Ana Elizabeth Alves, professora de Nutrição da Estácio Ponta Negra, é que o folião faça refeições completas, ricas em vegetais e cereais integrais, além de boas fontes de gordura e carnes magras, optando por combinações leves, sem frituras. Dessa forma, a energia é garantida para os quatro dias de festa.

Durante a festança, com longas caminhadas debaixo do sol, nosso corpo se desidrata facilmente, perdendo água por meio do suor. Por isso, é imprescindível a ingestão de líquido durante todo o dia. “Se possível, é interessante intercalar com água de coco, que auxilia na reposição dos sais minerais perdidos com a desidratação, além de repor as energias”, orienta a nutricionista. Vale ressaltar que os sucos de frutas e chás são opções para manter-se hidratado. Mas, o recomendado é diminuir o açúcar e, se possível, não acrescentar, já que o excesso de açúcar não é saudável.

Com uma alimentação balanceada, o cuidado deve ser estendido ao corpo por inteiro. De acordo com o professor de Fisioterapia da Estácio Ponta Negra, Anderson Rodrigues, uma preparação prévia é essencial para evitar fadigas, cansaço físico, torções no tornozelo e joelho, estiramentos musculares e escoriações, decorrentes de possíveis quedas. Na lista de atividades que podem ser realizadas para o condicionamento físico antes do carnaval, estão a prática de corrida, Pilates e musculação.

Durante os dias de festa, é indicado ter paradas programadas para a recomposição física. “A orientação é organizar períodos de pausas durante o dia para evitar a fadiga e, dessa forma, procurar manter os reflexos corporais, o que diminui o risco de lesões”, aconselha o profissional, também especializado em Fisioterapia Esportiva.

Já durante a escolha do look é importante deixar de lado o salto alto e dar preferência a um bom tênis. “Esse calçado promove uma melhor estabilidade corporal e protege os pés”, explica. Para o especialista, calçados com saltos, sem amortecimento e que não cubram totalmente os pés, definitivamente não são indicados para as festas de carnaval, devido ao risco de torções e quedas.

Conselhos de Farmácia advertem: Informações sobre medicamentos, apenas de fontes seguras

Iniciativa visa desestimular uso a partir de informações obtidas em buscas na internet ou indicações de leigos, evitando danos à saúde

Por hora, duas pessoas se intoxicam com medicamentos no Brasil devido a problemas como a automedicação, segundo dados extraídos das estatísticas do SINITOX – Sistema Nacional de Informações Tóxico-Farmacológicas (para acessar, clique aqui). A automedicação é um hábito entre os brasileiros, praticada com indicação de leigos e, cada vez mais, da internet.

O combate a esse mau hábito e o incentivo à busca de informações sobre medicamentos em fontes seguras, como o profissional farmacêutico, são o foco da campanha do Conselho Federal de Farmácia (CFF) e conselhos regionais pelo Dia do Farmacêutico, 20 de janeiro.

O Presidente do Conselho Regional de Farmácia do RN (CRF-RN), Sales de Araújo Guedes, destaca o papel fundamental do farmacêutico na prevenção dessa prática perigosa. “O Farmacêutico tem papel estratégico na prevenção desses casos, devido o fácil acesso da população a este profissional, que pode levar orientação técnica e correta sobre a utilização racional dos medicamentos”, lembra o presidente.

A orientação da campanha promovida pelos conselhos é não usar medicamentos sem orientação profissional e consultar sempre o farmacêutico. A iniciativa visa, também, colaborar com a meta da Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) em seu desafio global, de reduzir em 50% os danos graves e evitáveis provocados pelo mau uso dos medicamentos nos próximos cinco anos. Segundo a OPAS/OMS, os erros de medicação causam pelo menos uma morte todos os dias e prejudicam aproximadamente 1,3 milhões de pessoas, anualmente, apenas nos Estados Unidos. Os números são semelhantes nos países desenvolvidos e em desenvolvimento, como o Brasil.

Prevenir erros relacionados ao uso de medicamentos, além de salvar vidas, evita uma enorme e desnecessária pressão sobre os orçamentos de saúde. Levantamento recente feito pelo farmacêutico Gabriel Freitas, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), indica que o Sistema Único de Saúde (SUS) gasta R$ 60 bilhões por ano para tratar consequências negativas do uso de medicamentos no Brasil (Mais detalhes Aqui). E metade dos casos seriam evitados com uma supervisão mais cuidadosa e efetiva do uso destes, segundo o pesquisador.

Natal recebe 31 novos profissionais do Programa Mais Médicos

A Prefeitura de Natal, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, promoveu na manhã desta segunda-feira (15), no auditório da UNI-RN, um momento de acolhimento aos 31 novos profissionais do Programa Mais Médicos, que passam a atuar em Natal, distribuídos em 20 unidades de saúde. A solenidade de acolhimento contou com a presença do diretor substituto do Departamento de planejamento e Regulação da Provisão de profissionais de Saúde do Ministério da Saúde (DEPREPS/MS), Paulo Ricardo Silva e da secretária municipal de Saúde, maria da Saudade Azevedo. Natal ainda pode ser contemplado com mais três profissionais, na segunda chamada do Programa Mais Médicos.

O diretor do DEPREPS, Paulo Ricardo, parabenizou a vinda dos profissionais e destacou a importância do momento para a capital do estado. “Sabemos do grande desafio que representa para vocês médicos que compõem o Programa mais Médicos para atuarem nas unidades de saúde e prestarão assistência médica humanizada que é tão própria da Atenção Básica e que nós precisamos no nosso país. Vocês são a esperança do Brasil. Agradeço ao prefeito Carlos Eduardo que não mediu esforços em Brasília para conseguir esses profissionais para o município, que, com certeza, dará um plus na qualidade e quantidade da assistência prestada aos natalenses”.

Saudade Azevedo, também ressaltou a importância desses profissionais para o fortalecimento da Atenção Básica em Natal. Ela enfatizou o apoio recebido das parcerias com o Ministério da Saúde, SESAP, UFRN e Conselho de Secretarias Municipais de Saúde (COSEMS/RN). “Com essas parcerias conseguimos grande avanço na Estratégia da Saúde da Família, mas queremos atingir pelo menos 80% de cobertura até 2020. É um plano ousado, mas vamos trilhar esse caminho. Vamos ampliar essa cobertura, pois é uma prioridade da Gestão”.

A secretária ainda destacou as reformas e construções dos serviços de saúde, sendo 46 reformas e ampliações, duas construções de unidades básicas de saúde, a criação do Hospital Municipal de Natal, a melhora da ambiência da Maternidade Araken Pinto, criação do Centro de Convivência em Saúde Mental, do Centro de Referência em Práticas Integrativas e Complementares em Saúde e a implantação do Prontuário Eletrônico do Cidadão (PEC) em 43 unidades, entre muitos outros avanços.

A médica cubana, Zoila Guethon Silva, que atuará na Unidade de Saúde da Pompéia, no Distrito Sanitário Norte I, disse que pretende ajudar a melhorar a saúde da comunidade em que irá atuar. “Tenho experiência em Cuba como especialista em Medicina Familiar Cubana há 24 anos gostaria de conhecer o Programa Mais Médicos e aprender muito do trabalho aqui, por isso participei da seleção”.

“Procurei o programa Mais Médicos pela oportunidade de fazer um trabalho continuado e preventivo com os pacientes, que hoje em dia é mais importante do que curar doenças. Espero que seja um bom trabalho e que tenhamos apoio para fazer a diferença e fazer melhorias na unidade de trabalho”, afirmou a médica, Daniele Sousa, que atuará na Unidade de Saúde do Potengi, no Distrito Sanitário Norte II.

A solenidade de acolhimento contou ainda com a presença do secretário estadual de Saúde Pública, George Antunes, presidente do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do RN, Débora Costa, do representante do Núcleo Estadual do Ministério da Saúde no RN (NEMS/RN), Francisco Júnior do Rêgo, de apoiadores do Ministério da Saúde do Programa Mais Médico, da UFRN, de diretores de departamentos, gerentes de distritos e diretores e administradores das unidades de saúde.

Obesidade pode ser prevenida com mudanças de hábito na infância

A ANS lança recomendações para o tratamento da doença que afeta mais de 50% da população adulta brasileira

 

O avanço acelerado da obesidade indica que mais de 50% da população adulta brasileira está acima do peso.  Os dados divulgados pela pesquisa Vigitel Brasil 2016 da Saúde Suplementar, têm o objetivo de evidenciar a importância e melhoria da saúde no combate à doença crônica. Com esse alerta, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) elaborou o ‘Manual de Diretrizes para o Enfrentamento da Obesidade na Saúde Suplementar Brasileira’, disponibilizado em dezembro do ano passado.

Para a nutricionista Roseanny Cristina, do Hapvida Saúde, é fundamental a discussão do tema quando levado em consideração a saúde populacional. ”É importante incentivar melhores hábitos saudáveis e alertar a sociedade dos riscos causados pelas doenças acometidas”.

O aumento da obesidade no país indica o caráter multifatorial da doença como pontua a profissional. ”O sedentarismo, consumo de alimentos industrializados, calóricos, ricos em gordura, sal e açúcar, influenciam nesses casos”.

Por outro lado, as ações de prevenção e tratamento da obesidade devem marcar o enfrentamento do excesso de peso desde a infância com intervenção no ambiente de desenvolvimento infantil e medidas alimentares consideráveis. ”A mudança nos hábitos alimentares é realizada através do consumo de frutas e legumes, bem como as atividades recreativas evitando grande tempo em frente às telas virtuais’’, enfatiza a pediatra, Kallydya Pasqually, do Hapvida Saúde.

Secretaria de Saúde de Natal convoca 61 novos profissionais temporários

Atendendo a necessidade temporária de excepcional interesse público de não interromper a prestação dos serviços da Rede de Atenção, o Diário Oficial do Município de Natal publicou na edição desta nesta quarta-feira (10), a convocação de 61 novos profissionais temporários, classificados nas vagas remanescentes do Processo Seletivo Simplificado da Secretaria Municipal de Saúde, Edital nº 001/2015.

A convocação é para as categorias de agente administrativo, técnico de Enfermagem, técnico de informática, técnico de radiologia, assistente social, cirurgião dentista, enfermeiro, farmacêutico e farmacêutico bioquímico.

Os candidatos deverão comparecer ao Setor de Acolhimento no andar térreo da Secretaria Municipal de Saúde de Natal, localizada na Rua Fabrício Pedrosa, 915, Petrópolis, Natal, no prazo de 72 horas, a contar os dias úteis, a partir da publicação do Diário Oficial do Município, de 10 de janeiro de 2018, no horário das 08h às 14h.

Os interessados devem ficar atentos ao Diário Oficial do Município, no site da prefeitura, e na imprensa, porque em caso do não comparecimento, dentro do prazo de 72 horas em dias úteis, os imediatamente próximos classificados da lista serão chamados.

Os convocados deverão apresentar originais e duas cópias dos documentos listados abaixo, assim como a documentação original comprobatória enviada no ato da inscrição.

 

Documentos e exames necessários

  1. a) Diploma ou de declaração de conclusão do Curso para o cargo pretendido; b) 02 (duas) fotografias 3 x 4 (iguais). Não serão aceitas fotografias reproduzidas por scanners ou qualquer meio eletrônico semelhante; c) Carteira do respectivo Conselho; d) Comprovante de regularidade junto ao Conselho Regional de sua categoria; e) Carteira de identidade; f) CPF; g) Título de Eleitor com declaração de quitação eleitoral; h) PIS; i) Carteira de Trabalho (CTPS); j) Certificado Militar (para candidatos do sexo masculino); k) Comprovante de Residência; I) Termo de Ciência, Concordância com o Edital e Declarações Negativas (Anexo I) e Declaração de Vínculo Empregatício (Anexo II).

Trazer os seguintes exames de saúde: hemograma completo, sumário de urina e VDRL, dosagens bioquímicas de glicose, triglicerídeos, colesterol total, HDL, LDL e RX de tórax, todos com validade de até 90 dias.

A critério da avaliação da junta médica do Município do Natal, poderá ser solicitado exames complementares e avaliação de especialistas da área.

A importância do check-up para a prevenção de doenças

Adotar hábitos saudáveis é indispensável e torna-se cada vez mais frequente no começo de um novo ano. A preocupação em manter a saúde em dia, leva pacientes a procura de consultórios médicos para realizar exames nos meses de janeiro e fevereiro.

“Como muita gente tira férias nesse período, aumenta o número de pacientes no consultório. Quem deve definir o retorno do paciente é o médico. Existem casos que as consultas podem ser feitas a cada 6 meses, 1 ou 2 anos. Cada caso é um caso”, ressalta o clínico geral Dr. Geraldo Pinheiro, do Hapvida Saúde.

As condições que determinam a frequência dos exames são, por exemplo, pacientes com doenças cardiovasculares, obesidade, colesterol alterado e diabetes. Esse monitoramento é realizado de forma preventiva pelo médico que identifica os grupos de risco.

“O contato do paciente com o médico é essencial para a prevenção. É a partir de uma conversa individualizada e sistemática que a pessoa em questão pode relatar os sinais, sintomas e queixas’’, enfatiza o clínico geral.

Essa forma de avaliar as condições do corpo, melhora a qualidade de vida e evita que qualquer eventual problema se agrave. Além de buscar cura e fim aos sintomas das doenças.

‘Atletas de verão’ devem ter cuidado com sobrecarga de exercícios

O intervalo entre as festas natalinas e a temporada de verão, para algumas pessoas, é preenchido por aflição e preocupação com os quilinhos a mais ganhos graças às ceias e às confraternizações. Na ânsia de garantir uma aparência em forma, o que acontece são exageros nas atividades físicas. Essa atitude pode gerar complicações para o corpo, resultando em lesões, exaustão, fadiga muscular, com consequências temporárias, ou até casos de cirurgia, segundo o professor de Fisioterapia da Estácio, Anderson Rodrigues.

Os chamados ‘atletas de verão’ costumam tentam recuperar o tempo perdido ao longo do ano em um curto espaço de tempo. “Para alcançar resultados mais rápido, alguns apelam para uma alta intensidade e frequência no treinamento, causando uma sobrecarga no corpo, especialmente para os que não estão habituados a fazer atividades físicas regulares. O excesso de exercícios pode causar lesões, entorses, dores na cervical e até facilitar a formação de hérnias”, alerta o professor.

Os principais sinais do exagero podem ser percebidos por meio de alguns sintomas. Dores nas articulações por um longo tempo, desconfortos na hora de fazer exercícios, cansaço e dores musculares são alguns dos alertas para os ‘atletas de verão’. “O ideal é fazer um planejamento das atividades físicas desde o início do ano focando no resultado desejado. Para isso, é necessária avaliação e acompanhamento de profissionais, como cardiologista, fisioterapeuta, nutricionista”, orienta Anderson. Desta forma, conclui, a atividade física promoverá qualidade de vida sem riscos à saúde.

Como armazenar da maneira correta as sobras da ceia de Natal?

Reaproveitar os alimentos é sempre uma boa dica para combater o desperdício. E no dia seguinte da ceia de Natal, é comum armazenar as sobras da noite. O indispensável nesse momento são os cuidados com os alimentos que vão ser guardados.

Geysiane Carvalho, nutricionista do Hapvida, explica que é essencial colocar algumas comidas em recipientes com tampas fechadas na geladeira. ”Como a baixa temperatura conserva os alimentos, algumas comidas devem ser guardadas na geladeira. Já outras nem devem ser guardadas”.

Os tipos de ingredientes usados também são fundamentais e devem ser levados em consideração nessa etapa de reaproveitar a ceia de Natal. Creme de leite e maionese são responsáveis por grande parte das infecções alimentares pós-festas e não devem ser consumidos muito tempo depois de serem preparados.

“O ideal é guardar a comida fria dentro da geladeira, pois se colocar com uma temperatura muito alta, vai gerar um líquido por conta do suor dos ingredientes e a probabilidade de estragar aumenta. Algumas pessoas, se preferirem, podem congelar para durar mais uns dias”, ressalta.

A dica para inovar vem da profissional que sugere o famoso risoto de peru. “É uma boa pedida, pois a carne branca do peru é saudável e nutritiva; o arroz pode ser feito na hora. Enfim, vai da imaginação e da criatividade, mas, claro, seguindo a dica de não inserir itens muito calóricos na comida”, destaca a nutricionista do Hapvida Saúde.

Uma ceia saudável e saborosa: é possível?

Iorgute e inhame podem ser peças chaves nas receitas para transformar os pratos tradicionais da ceia em refeições mais leves

 

As festas de final de ano são famosas pelas delícias já tradicionais, porém, costumam vir acompanhadas dos temidos quilinhos a mais para quem exagera nas guloseimas. Para os que desejam manter o peso e, principalmente a qualidade nutricional da refeição, não é preciso uma atitude radical de abrir mão do cardápio oferecido. A professora de Nutrição da Estácio, Ediane Ribeiro, dá algumas dicas de como montar uma ceia leve, saborosa e saudável.

A atenção começa já nos pratos de entrada. Uma boa ideia é produzir patês elaborados com iogurte natural, inhame e abacate, substituindo o creme de leite ou requeijão. “Além de menos gorduroso e calórico, o inhame, por exemplo, auxilia no sistema imunológico, pois é um carboidrato complexo, rico em fibras, potássio, vitaminas do complexo B e ainda conta com a presença de um fito-hormônio chamado diosgenina que auxilia no combate à osteoporose”, relata a professora de Nutrição.

Já nas tábuas de frios podem ser adicionadas as frutas secas, como damasco, tâmaras, ameixa, cranberry, além das oleaginosas, como castanha do Pará, castanha de caju, nozes e amêndoas. “As frutas secas são ricas em fibras, compostos antioxidantes, vitaminas e auxiliam no funcionamento intestinal, além de provocar a sensação de saciedade, o que ajuda a evitar excessos com a chegada do prato principal”, acrescenta Ediane.

Os pequenos cuidados também podem fazer a diferença saudável nos pratos principais das ceias. “É aconselhável preferir peru e chester que não venham temperados e, fatalmente, adicionados com aditivos químicos. A indicação é sempre utilizar temperos naturais como alho, cebola, salsinha, tomilho, manjericão, orégano, manjerona e ervas finas”, frisa. Já para o salpicão pode ser preparado com iogurte e/ou inhame e temperos caseiros, no lugar da maionese. Até a tradicional rabanada pode ficar mais light se for preparada com leite desnatado e assar no forno, ao invés de fritar em óleo.