Reunião na Associação Comercial do RN debate valorização da Ribeira

Com o objetivo de debater políticas públicas conjuntas de valorização da Ribeira, um dos bairros mais tradicionais da capital potiguar, foi realizada nesta terça-feira (22) uma reunião na sede social da Associação Comercial do Rio Grande do Norte (ACRN). Participaram do encontro as seguintes instituições: Prefeitura de Natal, do Grupo de Trabalho para Projetos Estruturantes da Ribeira e Entorno (Coopere), do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae/RN), do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) e Casa da Ribeira.

Foto José Martins Júnior“Trata-se de um importante polo histórico e turístico. A cidade não pode desprezar o bairro onde ela nasceu. Essa discussão foi bastante profícua. Agora, precisamos viabilizar o que estamos discutindo. Dito isso, as perspectivas para o futuro são animadoras. Porque famílias estão chegando com o intuito de fixar moradia na Ribeira. Temos cerca de 1 mil unidades habitacionais em construção, que terão entre 4 mil e 5 mil moradores precisando de comércio, serviços e lazer“, disse o presidente da Associação Comercial do RN, Itamar Maciel.

De acordo com informações do Sebrae/RN – que é parceiro na iniciativa – há 230 empreendimentos instalados atualmente no bairro, dos quais 57,83% desenvolvem atividades no setor de serviços. O segundo maior número de negócios está relacionado ao comércio.

Entre as propostas apresentadas para o crescimento da Ribeira, estão uma série de benefícios fiscais e construtivos a fim de reabitar o bairro, recuperação e otimização da infraestrutura, revitalização física dos espaços comerciais, restaurar prédios históricos e atrair novos investimentos a partir da Lei de Operação Urbana da Ribeira, de 1997, revisada em 2007.

A coordenadora do Coopere, Florésia Pessoa, falou sobre o trabalho que o grupo desenvolve com vistas a promover projetos de intervenção na comunidade. “Realizamos debates periódicos envolvendo representantes de todos os poderes e esferas de governo. Em cima disso fizemos uma avaliação diagnóstica contemplando fatores como arquitetura e meio ambiente, mapeamos as iniciativas e tentamos integrá-las, além de direcionar os recursos para ações efetivas”.

O diretor presidente da Companhia de Serviços Urbanos de Natal (Urbana), Sávio Hackradt, informou que a instituição está em fase de elaboração de um projeto que visa a afixação de coletores de lixo em todo perímetro urbano da Ribeira. “Vamos discutir esta proposição nas próximas reuniões. Nós fazemos a nossa parte, mas necessitamos da ajuda de todos. Por esse motivo, é bom examinar o que cada um pode fazer para colaborar com a limpeza da nossa cidade“, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *