Clubes potiguares unidos com a FNF para defender estádio Juvenal Lamartine

O presidente da Federação Norte-rio-grandense de Futebol, José Vanildo, esteve reunido com os representantes de clubes e ligas filiadas à FNF, nesta quinta-feira (13), na sede da entidade. Na pauta, o primeiro encontro para discutir a Notificação Extrajudicial do Governo do Estado, que pediu, na última segunda-feira (10), 30 dias para a FNF desocupar o estádio Juvenal Lamartine, no Tirol, em Natal.

reuniãoOs presidentes do ABC – Rubens Guilherme, América – Hermano Morais, Alecrim – Washington Fernandes e Globo – Marconi Barreto, foram alguns dos representantes dos filiados no auditório lotado da FNF que sugeriram uma comissão para a visita da audiência solicitada ao governador Robinson Faria. Na proposta, apresentar o projeto de revitalização da FNF ao JL e mostrar preocupação a memória do futebol do Rio Grande do Norte, como também quanto ao seu presente, por ocasião das partidas oficiais existentes dos Campeonatos de Base, tais como o Sub 15, Sub 17, Sub 19, este em andamento com mais de 20 jogos realizados na praça esportiva do Tirol.

O presidente da FNF reforçou que o estádio foi reconhecido pelo Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte como patrimônio histórico, cultural, esportivo e arquitetônico de Natal. Com isso, estaria proibido ao Estado do Rio Grande do Norte realizar qualquer tipo de modificação arquitetônica, de acesso ou de destinação. Também não é permitida a alienação do imóvel, de modo a impedir a sua modificação ou destruição.

A reunião foi uma oportunidade de convidar os clubes, desportistas e a ACERN (Associação dos Cronistas Esportivos do RN), para participar da audiência pública sobre o tema, na Câmara Municipal de Natal, por requerimento do vereador Paulinho Freire, na segunda-feira (17), às 10h, para tratar da utilização do JL.

A FNF vem cumprindo todas as suas obrigações com a gestão de um estádio onde tudo começou no futebol do Rio Grande do Norte. Hoje, o JL está em dia com suas obrigações fiscais, tributárias e trabalhistas, inclusive com funcionários da entidade que fazem a manutenção do mesmo. Recentemente, a FNF pagou o alvará de funcionamento do JL, estando totalmente regular com sua administração.

“A FNF está aberta ao diálogo com o Governo o Estado para conhecer a proposta, buscando uma a melhor alternativa para uma solução do patrimônio do futebol norte-rio-grandense. São clubes com 100 anos de fundação, centenas de empregos diretos e indiretos, entidades dos profissionais de imprensa e árbitros, que ficaram surpresos com a judicialização sem qualquer entendimento. Já foi transitado e julgado determinação do Tribunal de Justiça, do ano passado, que o estádio Juvenal Lamartine deve ser preservado, um patrimônio da memória do futebol potiguar“, finaliza José Vanildo.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *