Assistência Social entra em discussão em Parnamirim

Foto AscomQual o Sistema de Assistência Social que temos e o que queremos? Essa foi a pergunta feita durante a sexta pré-conferência, realizada na manhã de hoje, 30, na unidade do CRAS, da Liberdade pela equipe da SEMAS.

O evento é uma preparação para a Conferência Municipal, marcada para o dia 7 de agosto, na UnP, no bairro de Santos Reis, em Parnamirim. No CRAS da Liberdade, os participantes discutiram sobre o tema: Consolidar o SUAS de vez, rumo a 2016. Na ocasião, o público foi chamado à reflexão sobre o novo momento que a assistência social está vivendo. E, posteriormente, discutiram sobre as propostas a serem implantadas para melhorar o sistema no período de 2016 a 2026.

Cada município terá de apresentar 15 propostas, em cima da análise dos dez anos do SUAS. E, nesse período Parnamirim teve alguns avanços, como a implantação do CRAS Volante (itinerante) que transformou o município em uma referência. “Temos muito a melhorar, mas estamos no caminho”, disse a assessora palestrante Edimar.

Desde 2013, a Assistência Social tem sido regida por um pacto federativo que apresenta 21 metas a serem cumpridas. Mas, vale salientar que tudo o que é desenvolvido no município precisa estar registrado no Plano Municipal de Assistência Social e no Plano Plurianual.

Durante as discussões, o público também tomou conhecimento sobre a situação do Estado que não tem feito a lição de casa. Isso porque, a cada investimento nas unidades do CRAS, o Estado deveria cofinanciar o mesmo valor. Entretanto, isso não vem acontecendo, o que dificulta a realização de ações como oficinas e capacitações para o pessoal que trabalha na rede de assistência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *