Debate celebra Dia do Escritor na Escola Augusto Severo em Parnamirim

Imagem AscomO Projeto “Parnamirim, um rio que flui para o mar da leitura” realiza nesta sexta-feira (24) às 15h no auditório Vinícius de Medeiros da Escola Estadual Augusto Severo, Centro, o evento Salve o Dia do Escritor. Ação promove um encontro com cinco escritores que compartilharão sobre o seu fazer artístico e sua vida junto aos livros.

São eles: Francisco Martins e Eduardo Torres Cordeiro, ambos ligados ao projeto e os escribas Carlos Fialho, Carito Cavalcanti e Alice Carvalho.

“Apesar da concorrência acirrada com os eletrônicos em voga, O Projeto “Parnamirim, um rio que flui para o mar da leitura” encontrar uma solução para os baixos índices de leitura entre os adolescentes. Essa é uma estratégia pensada pelos mediadores de leitura, para mostrar a experiência daqueles que dedicam parte do seu tempo às letras, que escrevem histórias que fazem acordar para a vida“, explicou Angélica Vitalino, coordenadora do programa, desenvolvido pela Secretária de Educação de Parnamirim.

 

Escritores

– Alice Carvalho acumula vários títulos: atriz, comediante, roteirista, aluna de artes visuais na UFRN, e, agora, autora do livro “Do Amor ? e algumas crônicas, mas não estão todas aqui no subtítulo senão o subtítulo ficaria enorme e cafona”, editado pelo Selo Jovens Escribas

– Francisco Martins, poeta e romancista é bastante envolvido como fazer literário de Parnamirim. Já participou de diversas atividades desenvolvidas pela Secretaria Municipal de Educação. É autor dos livros Contos da Nossa Terra, Degustando a Poesia e  Seis Faces de Encanto, entre outros.

– Carito é poeta, músico e cineasta  desenvolve trabalho artístico desde os anos 80 a partir da banda Modus Vivendi. Mais recentemente produziu peças com o grupo Poetas Elétricos ao lado do parceiro Eduardo Gomez.

– Carlos Fialho é cronista e publicitário. Criador do Selo Jovens Escribas,  Publicou os livros “Verão Veraneio “, Crônicas de uma Cidade Ensolarada” (Jovens Escribas, 2004), “É Tudo Mentira ” Histórias Inverídicas de um Autor Falso e Fingido” (Jovens Escribas, 2006) e “Mano Celo” O Rapper Natalense” (Jovens Escribas, 2009). Participa da coletânea de contos “Como se não houvesse amanhã” (Editora Record, 2010).

– Eduardo Torres Cordeiro, professor, músico, compositor. leciona  aulas de Língua Portuguesa no Centro Avançado de Ensino – CAdE, e aulas de Língua Inglesa no Centro Educacional Agnus Dei – CEAD. É  autor de artigos, poesias e composições musicais sacras e instrumentais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *