Blog editado a partir de Natal/RN - Brasil.

Publicidade
Twitter
Publicidade
Buscar
Calendário
janeiro 2019
S T Q Q S S D
« dez    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  
Publicidade
Publicidade
Publicidade Vídeo

Uma homenagem da Prefeitura de Natal para os Professores

Prefeitura de Canguaretama realiza grande reunião e anuncia medidas para minimizar avanço costeiro na Barra do Cunhaú

Com a presença de entidades representativas, especialistas no assunto e população, a Prefeitura Municipal de Canguaretama promoveu, na última sexta-feira (21), no Iate Clube da Barra do Cunhaú, uma grande reunião para tratar do avanço costeiro que está ocorrendo no principal cartão postal do município. Após ouvir opiniões de especialistas convocados para avaliar o caso, a prefeita Fátima Marinho anunciou medidas emergenciais para resolver o problema.

Para abrir os debates, uma importante explanação foi realizada por técnicos especializados, que foram chamados pela prefeitura para avaliar o fenômeno da natureza. “Precisamos destacar que isso é um processo constante da natureza, que está acontecendo ao longo dos últimos anos e que agora ficou mais visível para as pessoas. Houve alguma mudança na região no período, que ainda precisamos estudar com maiores detalhes, mas que está causando esse tipo de problema agora“, apontou o geólogo Vanildo Pereira, da UFRN.

Ada Cristina Scudelari, engenheira e professora da UFRN, também foi chamada para dar a sua opinião sobre o caso. “Antes de qualquer coisa, é preciso realizar um estudo completo que vai apontar a solução definitiva para o caso. Como isso leva algum tempo, medidas mais emergenciais podem ser tomadas para que os profissionais que vão realizar esse estudo possam ganhar tempo”, destacou a técnica.

A prefeita Fátima Marinho destacou o trabalho que está sendo realizado ao longo dos últimos meses para tentar solucionar o caso. “Como a área de praia é de responsabilidade do Patrimônio da União e a estrada é uma RN, portanto de responsabilidade do Estado, procuramos diversas vezes os órgãos competentes para resolver o caso e não tivemos uma solução. Apontamos a alternativa emergencial de colocar as pedras, enquanto um estudo mais aprofundado era feito, mas estávamos aguardando a indicação dos órgãos competentes. A ideia dessa reunião com todos os envolvidos surgiu justamente para buscarmos uma solução de uma vez por todas para o caso“, explicou a prefeita.

Diante das indicações dos técnicos para medidas emergenciais, a prefeita de Canguaretama determinou o início imediato dos trabalhos. “Escutamos os maiores especialistas do Estado no assunto e todos indicaram medidas emergenciais para evitar uma tragédia naquele local. Determinei que os trabalhos sejam iniciados já após a reunião. Estamos em contato com o Patrimônio da União, e seguiremos na sequência para o estudo aprofundado, que vai apontar qual melhor solução definitiva do caso. Com esse levantamento completo, seguiremos a nossa batalha para buscar as verbas federais que vão tranquilizar de uma vez por todas os moradores da Barra e os turistas que passam pelo local diariamente“, apontou Fátima Marinho.

Como o assunto trata de uma fenômeno da natureza, a Defesa Civil também participou dos trabalhos para apontar caminhos que possam evitar maiores estragos. “Esperamos que as soluções apontadas pelos técnicos resolvam os problemas, mas não podemos ficar de braços cruzados enquanto isso. O município está trabalhando num Plano de Contingência, que serve para ficarmos prevenidos para qualquer tipo de problema. Essa semana pedimos diversas providências da Prefeitura Municipal, que já foram todas realizadas, e hoje vamos pedir novas medidas, que certamente também serão realizadas em um curto prazo“, apontou Marcus de Morais, técnico da Defesa Civil do Estado.

Além da prefeita Fátima Marinho, a reunião contou com a presença das secretarias de Pesca, Meio Ambiente e Obras do município, coordenadoria municipal da Defesa Civil, Defesa Civil do Estado, professores da UFRN e especialistas no assunto, além da população e empresários locais.

Deixe o seu Comentário!