Blog editado a partir de Natal/RN - Brasil.

Publicidade
Instagram
Twitter
Publicidade
Buscar
Calendário
outubro 2018
S T Q Q S S D
« jul    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  
Publicidade
Publicidade
Publicidade Vídeo

Uma homenagem da Prefeitura de Natal para os Professores

Parque da Cidade promove plantio de mudas em comemoração ao Dia da Mata Atlântica

Neste domingo (27) é celebrado o Dia da Mata Atlântica, um dos ecossistemas mais ricos em biodiversidade do mundo e um dos mais ameaçados pelo homem. E o Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte vai promover mais uma ação de plantio de mudas de espécies da Mata Atlântica na segunda-feira (28), das 8h às 10h, com a presença de crianças e adolescentes da Escola Marie Just e do Projeto Amana. Serão plantados, dentro do Parque da Cidade, exemplares de Cajueiro, Paineira Lisa, Pau-Brasil, Jurema Branca, Antúrio, entre outras espécies.

Foto Vilma Lúcia

Com mais esta ação, o Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte dá continuidade ao compromisso de recuperar áreas degradadas na Unidade de Conservação do Município e plantar duas mil mudas ainda este ano e quinze mil mudas nos próximos cinco anos. “O Parque da Cidade tem feito ações periódicas de plantio de mudas produzidas pelo Centro de Produção de Mudas/Horto para levar a conscientização da importância da Mata Atlântica na existência dos seres vivos. É um bioma que tem sido bastante degradado e nós estamos indo na contramão dessa devastação, ação danosa do homem, executando esses projetos de plantio das espécies não só dentro do Parque, mas, também, dentro da ZPA-01”, explica o gestor do Parque da Cidade, Carlos da Hora.

O Parque da Cidade está inserido numa Zona de Proteção Ambiental, a ZPA- 01, que tem uma área de 703,39 ha, possui remanescentes de Mata Atlântica e uma considerável biodiversidade. Além de ser a principal área de recarga do aquífero subterrâneo, que abastece a capital potiguar de água potável.

Como a maioria das florestas, esse ecossistema está cada vez mais sofrendo pela ação do homem através do desmatamento e pelas queimadas, principalmente. Devastada para dar lugar ao crescimento urbano, o Brasil possui apenas 12,5% da área original da Mata Atlântica. Por sua importância, foi criado o Dia da Mata Atlântica com o objetivo de servir como ponto de reflexão sobre a necessidade de preservação e de conscientização a respeito das ações necessárias para mudar essa realidade. A Mata Atlântica é essencial para a biodiversidade, estabilização do clima, fornecimento de água, conservação do solo, vida e bem-estar dos seres vivos. São 20 mil espécies vegetais, 849 de aves, 370 de anfíbios, 200 de répteis, 270 de mamíferos e 350 espécies de peixes que vivem e dependem do bioma para sobreviver.

Estudo realizado pelo Instituto Totum e pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ), da Universidade de São Paulo em parceria com a Fundação SOS Mata Atlântica, estima que cada árvore da Mata Atlântica absorve 163,14 kg de gás carbônico (CO2) equivalente ao longo de seus primeiros 20 anos. O gás carbônico em excesso no ar é prejudicial, sendo uma das substâncias responsáveis por mudanças no clima. O estudo foi feito com base em análises de amostras do plantio de árvores nativas dos projetos Clickarvore e Florestas do Futuro, programas de restauração florestal da Fundação SOS Mata Atlântica.

Deixe o seu Comentário!