TRÊS VEZES EM 15 DIAS – Roubo de fios de telefone e internet prejudica funcionamento da Prefeitura do Natal

Pela terceira vez nos últimos 15 dias os serviços de telefonia e Internet do Palácio Felipe Camarão, sede da Prefeitura do Natal, foram interrompidos por conta do roubo dos fios da Oi Telecomunicações instalados na Avenida Junqueira Aires na Cidade Alta. A mais nova ação criminosa ocorreu na madrugada desta segunda-feira (27). A paralisação afeta diretamente a população, pois todo o atendimento está prejudicado, em especial a entrada de ofícios e processos no protocolo do órgão. O trabalho da secretaria municipal de Comunicação (Secom) também foi interrompido e a atualização do portal de notícias da Prefeitura não está sendo feita.

DivulgaçãoA companhia telefônica ainda contabiliza os prejuízos de mais esse roubo. De acordo com informações de funcionários da Oi os reparos na rede de Internet e telefone não devem acontecer hoje em virtude do tempo chuvoso. Os técnicos de telecomunicações não podem trabalhar nesse clima por questões de segurança. A expectativa é que o conserto dos cabos aconteça assim que as chuvas parem.

O roubo de cabos tem sido uma constante na capital potiguar e em todo o Rio Grande do Norte. Só em 2015, foram cinco roubos na fiação telefônica e Internet da Prefeitura. As cidades de Parnamirim e Macaíba também registram uma alta incidência desse crime.

A Oi informou que tenta prevenir os episódios com a instalação de alarmes, rondas ostensivas com equipes próprias de segurança e outras ações, mas é complicado coibir. Segundo fontes de dentro da empresa, a maioria dos roubos é feita por usuários de drogas que vendem o cobre contido nos cabos para alimentar o vício. Todos os roubos são informados a polícia com a elaboração de boletins de ocorrência, entretanto a ousadia dos criminosos supera as ações dos aparelhos de repressão.

A Guarda Municipal de Natal também combate o roubo de cabos, tendo inclusive detido um homem que foi flagrado cometendo o crime. Ele foi levado a delegacia, porém liberado com duas semanas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *