Pediatra alerta sobre os cuidados para os bebês que usam colar de âmbar

Se não for controlado pelos responsáveis, o acessório pode trazer alguns riscos para as crianças

 

O acessório que tem questionado muitos pais e vem gerando polêmica é o colar de âmbar. A dúvida se traz benefícios ou não para as crianças tem se estendido aos consultórios e pesquisas.

Se por um lado, acredita-se que o colar auxilia em fases da infância em que os bebês sentem dores, como a do nascimento dos dentes, por outro, alguns especialistas contra-indicam o uso.

Ainda é cedo para relacionar a diminuição de sintomas pelas crianças que utilizam o colar. Até hoje não há nenhum estudo oficial que comprove algum benefício no uso do colar’’, revela Gabriella Roriz, pediatra do Hapvida Saúde.

O âmbar é uma resina vegetal encontrada na região dos Bálticos e em contato com o corpo, o composto químico pode fortalecer o sistema imunológico. Mas, ainda é cedo para associar os benefícios. Segundo a pediatra, os cuidados, nesses casos, devem ser redobrados.

“Os perigos estão em situações de enforcamento ou engasgamento com algumas das bolinhas do acessório. As medidas de prevenção são direcionadas aos pais pela atenção e espera, em pelo menos, aos 6 meses de vida para a criança usar o colar de âmbar’’, explica a médica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *